Fechar
PUBLICIDADE

Recadastramento

Maringá e Londrina devem ser as próximas com sistema biométrico no PR

Por enquanto somente os eleitores da capital e de Balsa Nova votarão utilizando o sistema de identificação por impressão digital

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Maringá e Londrina devem ser as próximas cidades paranaenses a adotar o sistema biométrico para identificação dos eleitores. No Paraná, somente os eleitores de Curitiba e Balsa Nova votarão pelo novo sistema. Nas eleições gerais de 2010 as urnas foram utilizadas em 60 cidades de 23 estados brasileiros. Este ano pelo menos 7,7 milhões de eleitores de 299 municípios de 24 estados irão utilizar o sistema.

De acordo com o analista judiciário Julian Oscar Nascimento, da 192ª Zona Eleitoral, o recadastramento biométrico para Maringá já consta no orçamento do Fórum Eleitoral para o próximo ano, que foi encaminhado para o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). "No Paraná somente Curitiba e mais uma cidade da região metropolitana da capital usarão a biometria, agora a previsão é de Maringá e Londrina adote o sistema biométrico, pois já está no orçamento do Fórum", disse Nascimento.

Uma campanha de esclarecimento deve ser realizada para informar sobre o novo sistema de identificação a partir de 2013.

Ainda conforme o analista judiciário, com a transferência do Fórum Eleitoral para o novo prédio que está em construção na região onde será o novo Centro Cívico de Maringá, na Zona 08, a atual instalação irá receber os guichês de recadastramento. "A ideia inicial é de acomodar cerca de 120 guichês para o recadastramento biométrico para atender os eleitores de Maringá. A expectativa é de atualizar até 80% do eleitorado", afirmou Julian.

O TRE-PR confirmou que a verba para o recadastramento foi incluido no orçamento do Tribunal, mas que ainda aguardam a liberação do dinheiro pelo Tribunal Superior Eleitoral. A confirmação só deve acontecer após as eleições deste ano.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais