PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Agricultura
  3. Suíno sobe após aumento nas exportações
Notícias

Suíno sobe após aumento nas exportações

O suíno vivo teve forte alta de preço nesta semana no interior do Paraná (7,31%), passando de R$ 2,64 para R$ 2,84 por quilo. Num momento em que o boi e o frango mostram-se estáveis (em R$ 119 a arroba e em R$ 2,10 o quilo, respectivamente), o mercado passou a especular sobre a influência da abertura do mercado russo sobre os preços internos. O monitoramento das cotações ao produtor é do Departamento de Economia Rural (Deral).

O setor produtivo, no entanto, informa que a variação é consequência da relação entre oferta e demanda internas e ainda não reflete esvaziamento do mercado, uma vez que serão necessários ajustes para que o estado passe a vender carne suína a Moscou. Por outro lado, os produtores não mostram-se dispostos a investir imediatamente num aumento de produção, por desconfiarem da lealdade do mercado russo – o que abre possibilidade de disputa por carne entre os mercados interno e externo.

As exportações brasileiras de carne suína aumentaram 27% nos últimos dias, conforme a Secretaria de Comércio Exterior. Passaram da média diária de 1,5 mil para a de 1,9 mil toneladas ao dia, na comparação com o início de julho. Em relação ao início de agosto do ano passado, no entanto, caíram 7,8%. Naquela época, eram embarcadas 2,1 mil toneladas ao dia.

Na gôndola

8,87% de aumento no preço do lombo suíno sem osso foram registrados na última semana no Paraná. O corte chegou a R$ 15,52 por quilo.

Siga o Agronegócio Gazeta do Povo

VOLTAR AO TOPO

NOTÍCIAS POR CULTURA