Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade

 /
mercado

Depreciação média no Brasil chega a 16%

VW SpaceFox e Ford KA são os que mais perdem valor de mercado em um ano

Publicado em 16/02/2011 |
  • Comentários

Desde que o governo reduziu o valor do Imposto so­­bre Produtos Industriali­za­­­dos (IPI) para os automóveis, entre 2008 e 2009, o valor do carro usado não para de despencar. A desvalorização em um ano de um zero-quilômetro era de 12%, em média, há três anos; su­­biu para 14% em 2009; e já está em quase 16% nesse início de 2011, de acordo com os preços de mercado pesquisados pela Fun­­dação Instituto de Pesquisas Eco­­nômicas (Fipe).

Os luxuosos e caros modelos importados são os campeões de depreciação no período de 12 me­­ses. Che­­gam a perder até 28% do seu valor no primeiro ano. Entre os veículos fa­­bricados no Brasil, e também na Ar­­­­gen­tina e México (parceiros co­­merciais), considerando os modelos mais vendidos por categoria, quem atualmente so­­fre a maior desvalorização é a perua SpaceFox, da Volkswagen. O ano/modelo 2010 vale 21,90% a menos do que o zero-quilômetro. O principal motivo para a diferença de R$ 10,5 mil de um ano para o outro (R$ 48.963 contra R$ 38.242, segundo tabela Fipe) é a reestilização feita em junho do ano passado na linha 2011. O carro adotou um visual mais moderno, pressionando o preço do mo­­delo anterior mais para baixo. Si­­tuação semelhante vive o Chevro­­let Celta, que já lançou a linha 2012 há duas semanas. A depreciação do zero para o 2010 é de 16,22%, a segunda maior entre os veículos de entrada, só perdendo para o Ford KA, com 20,37%

Na opinião do consultor Vitor Meizikas Filho, especializado em cotações no mercado automotivo, a facilidade no financiamento, a desvalorização do dólar, o bom momento econômico e a grande concorrência entre as marcas levaram à desvalorização rápida. “O valor mais barato do zero força o preço do usado para baixo”, diz.


Desvalorização nos importados chega a R$ 64 mil


Quase três carros populares. É o que daria para comprar com a depreciação de 12 meses do Land Rover Range Rover SE Sport 3.0 4x4, que recebeu uma atualização na linha 2011. O jipão ganhou motor mais econômico e novo aca­­bamento externo e interno. Com isso, o modelo 2010 (R$ 214.170) ficou 23,05% mais barato que um zero (R$ 278.333) – o que dá uma diferença de R$ 64,1 mil. A campeã de desvalorização entre os importados vendidos no país é o utilitário esportivo BMW X1 xDrive 28i 3.0, que sai por R$ 196 mil (top de linha), mas com um ano de uso cai para R$ 142.305, ou 27,40% de queda no preço. Os importados de luxo tendem a depreciarem mais que os nacionais pela menor procura no mercado de usados e também devido ao alto custo para a importação das peças de reposição.


Punto apresenta a menor queda no preço


O cliente que levou um Fiat Pun­­to 1.4 Fire para casa em fevereiro de 2010 perderá apenas R$ 2,5 mil caso queira vendê-lo agora. O hatch médio encabeça a lista dos veículos com a menor redução no preço de um ano para outro. Se­­gundo a tabela Fipe, o modelo básico zero custa em média R$ 38,7 mil. No segmento de seminovos, um mo­­delo do ano passado sai por R$ 36,3 mil, o que dá 6,34% de queda no valor. O New Beetle, vindo do México, aparece na segunda posição, com apenas 9,72% de depreciação. A seguir curiosamente aparece um importado, o simpático smart fortwo, que registra atualmente 9,76% de redução entre o modelo zero e um 2010. Na lista dos dez mais, o que apresenta a maior diferença no preço é o Toyota Corolla XLi 1.8, R$ 6.664 ou 11,33% de desvalorização – novinho, o sedã é vendido por R$ 58.800; seminovo, com um ano de uso, cai para R$ 52.136.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 69,30 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade