Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

Avaliação

Ford EcoSport Storm chega para competir no mercado dos 4x4

Modelo topo de linha mira na relação custo x benefício para rivalizar com SUVs de tração integral na faixa dos R$ 100 mil

  • Porto Feliz (SP)*
  • Fábio Cherubini, especial para a Gazeta do Povo
Novo Ford EcoSport Stomr nas coras preta e marrom durante test drive em Sâo Paulo. | Fábio Cherubini/Gazeta do Povo
Novo Ford EcoSport Stomr nas coras preta e marrom durante test drive em Sâo Paulo. Fábio Cherubini/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Com o Ford EcoSport Storm, a marca norte-americana quer conquistar o público brasileiro pelos corações e mentes. A nova versão, que passa a ocupar o topo da gama do utilitário, é a única com tração nas quatro rodas, além de contar com design e cores exclusivas. O custo disso? R$ 99.990, o que corresponde a R$ 3.150 a mais que a Titanium 2.0.

Pela frente, o produto tem uma concorrência pesada --- e a cada dia com mais competidores. A Ford, que inaugurou o segmento dos SUVs compactos com o próprio EcoSport, sabe disso. Por esse motivo, quer liderar em um nicho específico: o dos jipinhos 4x4 na faixa dos R$ 100 mil.

>> Veja os carros 4x4 mais baratos para dar uma escapadinha da cidade

As justificativas para isso são racionais e emocionais. Posicionado entre o Renault Duster 2.0 Dynamique 4x4 manual, que sai por R$ 89.290, e o Jeep Reneagede Custom 2.0 4x4 automático, tabelado em R$ 108.990, o modelo da Ford aposta na relação de custo e benefício entre os 4WD.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/02/07/Automoveis/Imagens/Cortadas/Ford EcoSport Storm (24)-kqEE-ID000002-1024x683@GP-Web.jpg
Ford EcoSport Storm tem visual mais parrudo, além de cores e grafismos exclusivos.Pedro Bicudo/Ford

Desempenho

O EcoSport Storm é equipado com um motor 2.0 Direct Flex de 176 cv e 22,5 kgfm de torque máximo, associado ao câmbio automático de seis velocidades com trocas nas aletas no volante. O sistema de tração é acionado conforme o terreno --- como locais arenosos ou fora de estrada --- sem intervenção do motorista, e distribui até 50% da força para as rodas traseiras.

Em um test drive de pouco mais de 20 quilômetros realizado em trechos de terra e de asfalto na região de São Paulo, no entanto, não foi possível observar a diferença em relação a um 4x2. Em relação às trepidações, porém, que são comuns em áreas de estrada rural, observamos que os bancos do motorista e do passageiro apresentaram boa capacidade de absorção. Já no volante, os ‘tremeliques’ ficaram mais perceptíveis.

>> Novo Ford Ka europeu antecipa mudanças que virão ao Brasil

Embora seja um carro para todo terreno, o veículo não tem a proposta de ser um off road, como ocorre com o Jeep. O objetivo é dar ao condutor a possibilidade de guiar em trajetos de estrada de chão mais leves, além de oferecer uma tecnologia a mais de segurança, já que a tração nas quatro rodas dá mais estabilidade ao veículo.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/02/07/Automoveis/Imagens/Cortadas/Ford EcoSport Storm (11)-kqEE-U203010766800hTH-1024x683@GP-Web.jpg
Interior ganhou moldura na cor bronze no console central e textura emborrachada no painel.Pedro Bicudo/Ford

Novas Tecnologias

No test drive, o motor e a transmissão do EcoSport Storm tiveram bom desempenho e a direção elétrica ofereceu suavidade nas manobras e nas conversões. Com dimensões externas alongadas e uma maior distância da carroceria ao solo, o utilitário ganhou um visual mais parrudo. Ao todo, são 1,99 m de altura, 4,35 m de comprimento, 1,78 m de largura sem espelhos e 2,52 m de entre-eixos.

O EcoSport Storm vem ainda com a opção de cor marrom Trancoso, grade e capa para estepe com o nome ‘Storm’, adesivos nas laterais e no capô, apliques frontais na cor prata, rodas de liga leve de 17” e faróis de xênon com máscara negra.

>> Volks confirma T-Track, SUV para competir com Renault Kwid

Por dentro, o SUV apresenta detalhes em cor cobre em volta do console central, costura laranja nos bancos e no volante, textura emborrachada no painel e teto solar elétrico. O modelo vem ainda com sete airbags, tela multimídia de 8” sensível ao toque com sistema Sync3, câmera de ré, partida por botão, chave presencial, ar digital e computador de bordo de 4,2 polegadas. O ajuste dos bancos e o freio de mão são manuais.

*O jornalista viajou a convite da Ford

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Automóveis

PUBLICIDADE