Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

Manutenção

Não esqueça da revisão pós-férias

Carros que enfrentam estradas esburacadas, lama, areia e maresia precisam de um mecânico na volta para casa

Verificar a bateria de veículos que ficaram muito tempo parados é importante |
Verificar a bateria de veículos que ficaram muito tempo parados é importante
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Antes de viajar todo motorista lembra de levar o carro para a oficina, fazer uma boa revisão e ficar preparado para pegar a estrada. Mas quando volta para casa, raramente vai ao mecânico. É importante que seja feito um check-up no retorno porque nesses dias os veículos costumam circular por terrenos diferentes dos habituais e até enfrentar condições climáticas variadas. Isso além de rodar muitos quilômetros, em alguns casos.

A mesma recomendação vale para o carro que ficou muito tempo parado. É bom dar uma olhada cuidadosa no chão da garagem para identificar eventuais vazamentos de água ou óleo. Os líquidos (inclusive o combustível), aliás, envelhecem e podem prejudicar o bom funcionamento do veículo. A gasolina, por exemplo, perde algumas de suas características químicas e há o risco de entupimento dos bicos injetores. Os pneus também podem estar precisando de uma boa calibragem. E não esqueça do estepe. E deve ser verificada a bateria.

Vários fatores podem influenciar no desempenho do veículo depois das férias: estradas esburacadas ou de terra, com muita poeira e lama; maresia e areia; longos períodos em congestionamentos, principalmente em declives; e excesso de peso em função da lotação máxima do carro e/ou do excesso de bagagem.

Riscos

Eloi Rocha, diretor da AR Motors Nissan, em Curitiba, diz que estradas esburacadas e desniveladas exigem que o motorista faça o balanceamento e geometria na volta da viagem. “Terrenos muito irregulares mexem com a estrutura do carro e podem ocasionar um desalinhamento por conta da falta de estabilidade. Essa situação pode danificar principalmente os pneus, e também a suspensão do veículo, especialmente se não foi realizada uma revisão antes da viagem”, afirma. A lama, alerta Rocha, precisa ser retirada antes que seque porque pode ficar impregnada em peças e, a longo prazo, provocar a oxidação.

Para o diretor da AR Motors, quando o passeio programado é para a praia, o ideal é tomar cuidados anteriores à viagem. “O carro deve ser lavado e encerado, para que se crie uma proteção. Assim, a maresia não fica em contato direto com a pintura do carro”, segundo ele. Se isso não foi feito, a lavagem na volta da viagem precisa ser feita em local especializado. Rocha diz que lavar em casa não é uma boa escolha porque os equipamentos de limpeza – aspirador, esponjas, lavador de pressão, entre outros – não costumam ser profissionais e não têm a pressão e capacidade de chegar com tanta eficiência em cantos e espaços do carro como alcançam os especializados.

Também merecem atenção os filtros de ar e de cabine, que protegem o motor das impurezas. Quando chegar a hora, eles devem ser trocados e nunca limpados.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Automóveis

PUBLICIDADE