Blogs

Fechar
PUBLICIDADE

501 Bares

Enviado por Daniella Féder, 18/12/16 8:30:45 AM

Nos Estados Unidos, 11% das cervejas consumidas são cerejas especiais. No Brasil, o número é de 0,7%. Os outros 99,3% representam as cervejas mainstream, quase a unanimidade do mercado cervejeiro brasileiro. São aquelas mais populares nas prateleiras do comércio, como Skol, Brahma, Antarctica, Itaipava e etc…

 

A India Pale Ale (IPA) da cervejaria curitibana Bier Hoff

As cervejas especiais possuem processos de produção mais cuidadosos com ingredientes e técnicas. Por isto, são receitas mais complexas em sabor, aromas e até aparência. Embora o consumo das cervejas especiais pelo brasileiro pareça ínfimo devido ao número apresentado anteriormente, ele tem aumentado. Estamos cada vez mais atentos à qualidade.

Rótulos que seguem a escola cervejeira belga

Investir nas cervejas especiais significa beber menos e com mais qualidade. É uma experiência sensorial que eleva o paladar e outros sentidos. Aos poucos, com a prática e muita atenção, vão sendo percebidos os aromas e sabores diferentes de cada cerveja. O conhecimento se eleva e fica cada vez mais interessante (e delicioso).

São mais de 50 estilos de cerveja existentes. Desde a suavidade das Lagers ao amargor de uma India Pale Ale, o sabor de chocolate das Porters, o evidente adocicado de cereja das Krieks e até as notas de vinho de uma Barley Wine. O mundo cervejeiro é tão infinito, encantador e repleto de especiarias quanto o universo da gastronomia.

A Imperial Poter escocesa Ola Dubh, envelhecida em barril de whisky 12 anos

Isso significa que as cervejas populares brasileiras são ruins? Não necessariamente. Elas cumprem exatamente o que propõem: são leves, refrescantes e têm baixo teor alcoólico – perfil característico das Lager, o estilo de cervejas ao qual pertencem. Se a ideia for passar muitas horas bebendo em maior quantidade, é na Lager que você deve apostar.

Para entender o mundo cervejeiro com mais profundidade, conheça o curso Sommelier de Cerveja da Universidade Positivo. O 501 Bares integrou a última turma e até mostrou um pouco das aulas nas redes sociais. Siga o Instagram (@501bares) e curta a página do Facebook (/501bares).

 

Início de produção de uma English IPA em sala de aula na Universidade Positivo

Enviado por Daniella Féder, 16/12/16 8:40:36 AM

Se você não gosta de uva passa na maionese e nem das frutas cristalizadas do panetone, surge mais uma especiaria de natal. A cervejaria curitibana Bodebrown lança a Spekulaas, uma cerveja inspirada na tradição europeia de dar biscoitos às crianças no Dia de São Nicolau.

A Spekulaas é uma Belgian Dubbel. Por isto, deve trazer o sabor maltado bem evidente, o que remete aos biscoitos. Tem notas de damasco, canela, uvas passas e outras especiarias e leva açúcar mascavo e trigo na composição. O teor alcoólico é de 7%.

ROTULO-SPECKULAAS-curvas

O rótulo da cerveja de natal da Bode

Trouxe a notícia para aproveitar o timing do natal, mas ainda não provei a cerveja. Se ela cumprir o que promete, é um ótimo presente de fim de ano. Eu estava mesmo atrás de uma cerveja que me trouxesse memórias de panetone na análise sensorial. Quem provar, diga o que achou porque estou curiosa!

O nome Spekulaas vem dos biscoitos, que eram chamados de Spéculos na França, Spekulatius na Alemanha e Speculaas na Holanda. Em latim, spekulatius são as especiarias utilizadas na receita. A cerveja já está à venda na loja da fábrica, bares, empórios e lojas especializadas. O preço médio é de R$ 28.

Curtiu a notícia? Acompanhe o 501 Bares também no Facebook (/501bares) e Instagram (@501bares).

Enviado por Daniella Féder, 15/12/16 8:00:27 AM

Hoje, o 501 Bares inicia uma jornada de um mês pela terra dos safáris: África do Sul. Vou desembarcar neste pedacinho de continente africano para desvendar a cultura, os costumes e, é claro, a vida boêmia do local. Viaje comigo nesta aventura etílica pelo Facebook (/501bares) e Instagram (@501bares).

Enviado por Daniella Féder, 14/12/16 10:37:49 PM

“A cerveja é um lubrificante social”

-Allan Cunha, professor do curso Sommelier de Cerveja da Universidade Positivo e consultor

Enviado por Daniella Féder, 12/12/16 6:26:32 PM

A bartender Elen Souza, do Tiger Cocktails, criou uma mistura alcoólica autoral que vai agradar os fãs de Stanley Kubrick. O ponto central de inspiração do drink Laranja Mecânica é o filme homônimo, dirigido pelo lendário cineasta.

No copo, uma saborosa crítica ao comportamento mimado e mesquinho dos filhos da burguesia. Quem assistiu ao longa-metragem, entendeu o comentário e vai curtir a bebida. Os ingredientes são: Fernet Branca, Contreau, Seagram’s Seven Crown, Aperol e casca de limão como guarnição.

Repararam que no lugar do leite, que no filme é a única fonte de hidratação dos personagens principais, a Elen fez uma combinação entre 4 diferentes bebidas alcoólicas? O perfeito e amargo sabor da crítica social e do cinema revolucionário.

Assista ao vídeo da Elen preparando o coquetel no Facebook (/501bares). E se você também aprecia bons drinks, acompanhe o 501 Bares no Instagram (@501bares).

Enviado por Daniella Féder, 06/12/16 5:18:28 PM

Muita gente diz que balada boa é balada gay. Há diversas teorias circulando pelas redes sociais para explicar o argumento. O fato é que é muito difícil frequentar um club LGBT sem se divertir horrores. Acordou melancólica? Se joga na balada, querida!

O Black Boxx Club é um arraso para quem gosta de dançar até se acabar. A seleção musical dos DJs passeia entre diversas vertentes da música eletrônica e os hits pop do momento e o sistema de som é impecável – daqueles de te fazer pular no ritmo do coração.

Balada gay é aquela coisa: pode (e deve) requebrar o esqueleto como bem entender porque ninguém vai julgar. Afinal, com certeza tem alguém fazendo pior e sustentando cara de quem está arrasando. E quem disse que não está? Lá, ninguém julga ninguém.

Entrou e pediu um drink? É hora de se soltar e arriscar uma performance no pole dance. Vá lá e depois venha contar como foi – a gente marca uma cervejinha pra dar risada no dia seguinte. É claro que vai ser ótimo e memorável! Aqui no 501 Bares só tem conselho bom.

Serviço:

Endereço: Rua Mateus Leme, 585 – Centro

Horários de funcionamento: Abre somente aos sábados e vésperas de feriado

Aceita cartões: sim

Estacionamento: não

Se beber, não dirija.

Enviado por Daniella Féder, 01/12/16 6:15:00 PM

Já perceberam que em todos os shows há os tipos que marcam presença? Ainda no clima do show do Black Sabbath que movimentou a Pedreira Paulo Leminski na noite de ontem, o 501 Bares fez uma pesquisa antropológica e traçou os perfis. Confira quais são:

 

1. O bêbado

Para ele, show é festa. Afinal, tem bebida, música e um monte de gente animada. Pode até curtir a banda pra caramba, mas vai beber até se esquecer de tudo no dia seguinte. Mesmo assim, “lembra” do show como um momento marcante. Vai entender…

via GIPHY

 

2. O cantor

Ele sabe as letras de todas as músicas de cor e vai cantar do início ao fim do show. Vai vibrar mais que todo mundo durante os hits e não será capaz de conter as lágrimas durante as favoritas. Sem dúvidas, este é o melhor show da vida dele.

via GIPHY

 

3. O historiador

Conhece a história da banda, do estilo musical e até as trajetórias pessoais dos integrantes. É uma enciclopédia pronta para recitar os nomes de todos os álbuns em ordem alfabética. Entende a fundo as referências sonoras de todos os momentos do grupo e tem repertório para comentar a execução das canções.

via GIPHY

 

4. O tiete

Fã de carteirinha da banda. Acampa na frente do local do show com 5 meses de antecedência, só para ficar na frente e tentar a sorte de pegar uma palheta. Se tiver grana sobrando, vai marcar presença no meet and greet, mas pode passar mal ao se aproximar de algum dos integrantes.

via GIPHY

 

5. O que está ali só porque vai a todos os shows

De Black Sabbath a Ney Matogrosso. O gig addicted não perde nenhuma apresentação que rola na cidade. Este sim é um verdadeiro eclético. Pensou em show, ele está lá. É possível que seja sócio acionista do Disk Ingressos.

via GIPHY

 

6. O acompanhante

Está ali só porque é amigo da galera ou está acompanhando o namorado ou namorada. Não entende muito o que está acontecendo, mas para não parecer deslocado, levanta as mãos e pula quando percebe que todo mundo está fazendo isso.

via GIPHY

 

7. O que ganhou ingresso

Só está ali porque não pagou nada. Ganhou ingresso de algum portal de notícias, emissora de rádio ou de um colega que ficou doente e não tinha mais para quem ceder o ingresso. De graça, até injeção na testa, não é mesmo?

via GIPHY

 

8. O antissocial

Curte a banda, mas não tem habilidades sociais e fica no cantinho. Pode ser um adolescente no primeiro show (neste caso, estará acompanhado dos pais ou responsável) ou um nerd que talvez esteja arrependido de largar o game rodando no PC.

via GIPHY

 

9. O rei do camarote

Só assiste show na pista premium e se tiver combo de vodka, melhor ainda. É amigão da galera e acha que selfie boa é selfie feita pertinho do palco. Talvez, passe o show todo fazendo uma live no Facebook. Há grande chance de ter dieta a base de whey.

via GIPHY

 

10. O tiozão

Respeita a banda desde os anos 60 e não perderia a oportunidade de vê-los ao vivo. Pode parecer deslocado, mas na verdade merece estar lá mais que eu e você. De repente, ele até esteve no Woodstock. É a melhor pessoa para puxar um papo realmente cabeça.

via GIPHY

 

11. O true

Acha que é o único fã de verdade. É seguidor do estilo musical e veste as roupas e acessórios próprios da tribo urbana. Acha um absurdo quem “trai o movimento” e todo o resto da plateia que ele julga curtir a banda apenas para seguir a moda.

via GIPHY

 

12. O briguento

Saia de perto. Ele vai dar porrada em alguém, seja por estar irritado com a fila do banheiro ou da cerveja. Ou por ter bebido todas. Os amigos podem tentar segurá-lo, mas é um perigo iminente. No dia seguinte, vai relembrar a briga como um momento de bravura, quando na verdade foi idiotice.

via GIPHY

 

Curtiu este post? Acompanhe o 501 Bares também no Facebook (/501bares) e Instagram (@501bares).

Enviado por Daniella Féder, 01/12/16 2:45:42 PM

Se você segue o 501 Bares no Instagram, essa notícia já é velha. Na terça-feira, o McDonald’s lançou nacionalmente o Crispy Onion Barbecue. É o novo sanduíche da linha Signature, que reúne os produtos premium da marca.

É um sanduíche bem encorpado e mais pesado que os clássicos do Mc – uma refeição e tanto. Leva pão de brioche, cebola caramelizada, cebola crispy, bacon, cheddar branco, 2 hambúrgueres e uma nova receita de molho barbecue. A característica mais marcante é o sabor adocicado.

Uma receita para quem gosta de brincar com o paladar. Combina com a fome da madrugada após sair do bar. Sabe como? Combina mesmo, inclusive porque sempre tem um Mc aberto até altas horas. Custa R$ 24,90 ou R$ 29,90 com refrigerante e fritas.

Seria o hambúrguer o prato favorito dos boêmios? Acompanhe o 501 Bares também no Facebook (/501bares) e Instagram (@501bares).

Enviado por Daniella Féder, 29/11/16 2:51:55 PM

Uma conta falsa no Instagram já tem 110 mil seguidores que, sem perceber, curtem as fotos de uma alcoólatra. O perfil da Louise Delage, uma personagem parisiense de 25 anos, foi criado pela organização francesa Addict Aide no dia 1º de agosto. A proposta é demonstrar como o alcoolismo pode passar despercebido.

As fotos da personagem são cheias de glamour e exibem um estilo de vida repleto de festas, viagens e amigos. Aparentemente, Louise apenas compartilha os seus bons momentos nas fotografias. Mas todas as imagens têm algo em comum: a presença da bebida alcoólica.

Remember August

Uma foto publicada por Louise Delage (@louise.delage) em

Em poucos meses, o perfil se tornou um sucesso em audiência. Os seguidores não se atentaram para o fato de estarem admirando as fotografias de uma jovem viciada em álcool. As fotos são tão lindas e atrativas que o alcoolismo acabou ficando em 2º plano, mesmo estando evidente em todas as fotos.

Louise Delage é uma reflexão para todos nós. Até que ponto a bebida alcoólica é charmosa? Onde fica a linha que separa uma taça de vinho durante uma comemoração de uma garrafa em qualquer momento do dia? De acordo com a Addict Aide, uma de cada 5 mortes de jovens está associada à bebida alcoólica.  

  Quand je pose en soirée   Uma foto publicada por Louise Delage (@louise.delage) em

Chill

Um vídeo publicado por Louise Delage (@louise.delage) em

Beba com moderação. Acompanhe o 501 Bares também no Facebook (/501bares) e Instagram (@501bares).

Enviado por Daniella Féder, 25/11/16 8:30:52 AM

Tem point novo no rolê! Abriu um oásis no Largo da Ordem, o Garden Hambargueria. Um bar com um jardim agradável nos fundos. Estive lá ontem para conhecer e dei a sorte de curtir um fim de tarde de calor – talvez o único dia de verão de Curitiba.

Mesmo com o frio que paira permanentemente na cidade, o curitibano gosta de beber ao ar livre. As ruas Trajano Reis, Paula Gomes e São Francisco são a prova disso. Por isso, o Garden acertou em preparar o lindo quintal para nós, os boêmios. Obrigada!

Vamos aos atrativos alcoólicos que chamaram atenção: chopp de capim limão da Ahoy, caipirinha de Yakult com morango e o meu favorito que é o drink da casa, o Garden (rum, limão, xarope de maçã verde e alecrim).

Para forrar o estômago, tem porções e os sanduíches. Gente, os sanduíches… São 4 opções, sendo duas veganas e todas, todas são gostosas. Os hambúrgueres são firmes, não desmancham e o pão é feito de nuvens, porque é macio e branquinho.

O bar me impressionou. Então, retomo a primeira frase do post: tem point novo no rolê! Minha teoria é de que essa reunião de boas ideias deu certo porque os sócios são dois irmãos de 20 e 23 anos. Ou seja: empreendedorismo jovem. Um brinde ao futuro do Brasil! #euacredito

 

O transeunte certamente se perguntando “Nunca vi este lugar. Abriu bar novo no rolê?”

O Garden não cobra entrada (obrigada, obrigada), toca música ao vivo nos fins de semana e aos sábados serve chopp pilsen por R$ 5 a noite toda. Siga o 501 Bares nas redes sociais! Tem muito mais no Facebook (/501bares) e Instagram (@501bares).

Serviço:

Endereço: Avenida Jaime Reis, 22 – São Francisco

Horários de funcionamento: Terça a sexta a partir das 18h | Sábado a partir das 11h | Domingo a partir das 9h

Aceita cartões: sim

Estacionamento: não

Páginas1234567
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais