Assinaturas Classificados
Seções
Anteriores
Publicidade

Arquibancada Virtual

Quem faz o blog
Seções
Conheça
Enquetes
Posts
Enviado por admin, 22/01/12 9:34:00 PM

Repórteres analisam as estreias de Atlético e Coritiba

Os repórteres Márcio Reinecken e Robson Martins analisaram as estreias de Atlético e de Coritiba no Campeonato Paranaense. O Furacão venceu o Londrina por 2 a 0 e o Coxa aplicou o mesmo placar sobre o Toledo.

Leite de pedra

O resultado de 2 a 0 é o que menos importa. O importante ao torcedor do Atlético era ver o desempenho do time. E quem assistiu à partida de domingo, mesmo o mais otimista, saiu ainda mais preocupado. O Rubro-Negro começou 2012 da mesma forma como terminou 2011: com pouquíssimo a oferecer.

Quem prefere culpar o técnico Juan Ramón Carrasco por suas improvisações contra o Londrina não deve ter visto a escalação e o banco de reservas do Furacão. São os mesmos, com ainda menos opções técnicas. Treinar o Atlético, já há algum tempo, é tirar leite de pedra.

Até consigo entender o raciocínio do comandante uruguaio. Afinal, se com todos jogando em suas posições, no ano passado, o time caiu para a Segunda Divisão, então o improviso era sim uma solução. O problema é que também não surtiu o efeito desejado.

É, de certa forma, um bom exemplo para a diretoria: no futebol não adianta inventar muito. Por isso mesmo, o Atlético necessita de reforços urgentes.

Márcio Reinecken, repórter

Olho nos volantes

Lógico que ainda é cedo para fazer uma análise do que vai ser o Coritiba em 2012. O primeiro jogo envolve problemas físicos e a ansiedade da estreia – fatores que valorizam ainda mais a vitória de ontem. Mas creio que o técnico Marcelo Oliveira tem de ter um olhar especial para a dupla de volantes Willian e Junior Urso.

No jogo contra o Toledo, foi muito perceptível para quem estava no estádio a dificuldade que o Coxa teve na saída de bola. Por mais que o adversário tivesse bons marcadores, os chutões da defesa para o ataque foram uma constante inadmissível para um time que se destacou no ano passado pelo toque de bola.

Talvez Junior Urso e Willian ocupem a mesma posição, não podendo jogar juntos. E o pior é que o Coxa não tem hoje no elenco um segundo volante com a mesma qualidade de Léo Gago, que foi para o Grêmio.

Resumindo: se os dirigentes do Coritiba quiserem ser precavidos, valia a pena procurar no mercado alguém para esta posição. Se a dupla atual não der certo, existirá esta solução. Se funcionarem, melhor ainda para os alviverdes.

Robson Martins, repórter

Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      jose de São mateus do sul | 23/01/2012 | 18:46

      MEU TIME PARA O ATLETICO E RODOLFO NO LUGAR DO RENAN MACHUCADO FALTA LATERAL DIREITO MANOEL E GUSTAVO E HERACLES DEIVED COM ESTE GRINGO QUE TA CHEGANDO NO MEIO DE CAMPO E PAULO BAIER NA CRIAÇÃO N AFRENTE PODE SER RICARDINHO E GUQRRON E NIETO OU BRUNO MINEIRO

      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade