*

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Blog do Brasileirão | Gazeta do Povo

Projeção indica quanto cada clube irá ganhar da Globo no Brasileirão

Projeção indica quanto cada clube irá ganhar da Globo no Brasileirão
Projeção indica quanto cada clube irá ganhar da Globo no Brasileirão

O Brasileirão 2018 marca a última temporada com o modelo antigo da Globo de distribuição de cotas de televisão. A partir de 2019, a emissora adotará outro sistema para repartir os valores dos contratos para TV aberta e fechada – o pay-per-view seguirá com fórmula diversa (GRÁFICO NO FIM DO TEXTO).

Basicamente, trata-se de um modelo mais equilibrado. Do montante total, 40% será dividido igualitariamente entre os 20 clubes participantes da elite. 30% será repassado segundo o posicionamento na disputa. E, por fim, 30% de acordo com o número de transmissões.

O novo esquema reduz a desigualdade entre os clubes. Basta ver que, para a atual temporada, com o modelo antigo, Flamengo e Corinthians levarão R$ 170 milhões, enquanto Paraná, América-MG e Ceará receberão somente R$ 28 milhões.

Para se ter uma ideia mais aproximada do novo cenário, o blog fez uma projeção da distribuição dos valores. Para reforçar, é apenas uma previsão que leva em consideração somente o montante distribuído para TV aberta, acerto que todas as equipes tendem a assinar com a Globo.

Na projeção para 2019, a diferença entre o que receberia mais, o Corinthians, R$ 46,2 milhões, para o que ganharia menos, o América-MG, R$ 21,1 milhões, é pouco mais do que o dobro. Veja todos os números no gráfico ao final do post e os critérios utilizados na projeção ao longo do texto.

LEIA MAIS: Veja quais clubes fecharam com a Globo direitos do Brasileirão

O valor destinado pela emissora para as transmissões em canal aberto gira em torno de R$ 600 milhões. Cifra que será dividida conforme explicado acima: 40% de forma igual, 30% pelo desempenho e 30% conforme o número de aparições na televisão.

Para o primeiro critério, 40% do valor total representa R$ 240 milhões. Número que, repartido entre os 20 clubes participantes da Primeira Divisão, destina R$ 12 milhões para cada um. Na Premier League, a elite do campeonato inglês, a TV divide igualmente 50% do montante geral.

LEIA MAIS: Cota da Globo revela abismo financeiro no Brasileirão; veja quanto seu time ganha

Por sua vez, os 30% segundo o desempenho na competição parte de quase R$ 18 milhões para o campeão até um valor próximo de R$ 6 milhões para o 16º colocado. Ou seja, o primeiro leva apenas três vezes mais que o clube que ficou logo acima da zona de descenso. Os times rebaixados não recebem nada.

Como só será possível conhecer as posições dos clubes após o fim da disputa, evidentemente, o blog tomou como referência a colocação do Brasileirão de 2017. Assim, para América-MG, Ceará, Internacional e Paraná, os quatro que subiram, o blog considerou o montante do 16º colocado.

Por fim, há a divisão dos 30% conforme o número de jogos transmitidos na TV aberta. É uma quantidade que muda ano após ano, e atende aos níveis de interesse das partidas, que variam de acordo com o desenrolar da competição.

LEIA MAIS: Simulação mostra como fica o Brasileirão dividido entre Globo e Esporte Interativo

Para a projeção, o blog tomou como referência o número de transmissões de cada clube no Brasileirão de 2017. Os campeões de jogos na TV aberta foram São Paulo e Corinthians, 19 cada um. Quem teve menos foram os quatro rebaixados Avaí e Atlético-GO, com 5, Ponte Preta, com 4, e Coritiba, com 3.

Como América-MG, Ceará, Internacional e Paraná estavam na Segunda Divisão em 2017, o blog utilizou como referência para cada um deles a quantidade de veiculações de clubes de porte parecido. Do Internacional, o Grêmio. Do América-MG, a Ponte Preta. Do Ceará, o Vitória. E do Paraná, o Avaí.