Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Educação e Mídia

Abril: o mês do livro infantil

No dia 18 de abril, comemora-se o aniversário do escritor Monteiro Lobato, um dos consagrados nomes da Literatura voltada à infância. Por isso, nessa data celebra-se o Dia do Livro Infantil, comemoração que acaba se estendendo por todo o mês, com festividades em escolas, bibliotecas, livrarias. Mas será que somente nesse mês devemos pensar na Literatura para a infância?

 

Formar leitores é tarefa de pais, professores e de toda a sociedade. Sabemos que, em nosso país, o índice de leitores é muito aquém do esperado. Mas o que estamos fazendo para mudar essa situação?

 

Infelizmente, ainda há poucas ações voltadas para esse objetivo. Os pais, muitas vezes, por não terem adquirido esse hábito, não estimulam os filhos à leitura. Quanto às escolas, vemos algumas que fazem de tudo para promover a leitura, mas ainda são exceção. Muitas não têm verbas para investir em atividades voltadas ao livro; outras preocupam-se mais em cumprir uma lista enorme de conteúdos, esquecendo-se da importância da formação do leitor. E a sociedade? É tão difícil implementar eventos literários. Os espaços públicos e privados negam-se a estimular atividades em que os livros sejam protagonistas.

 

Diante de tantos senões, os anos vão passando e o livro vai sendo deixado apenas nas estantes, como mero objeto decorativo. As gerações vão crescendo sem mergulharem no mundo das letras, deixando, assim, de trazer à tona ideias e sonhos que poderiam mudar o ambiente que nos rodeia.

 

Então fica a pergunta: o que fazer?

 

É difícil conseguir modificar atitudes e pensamentos tão enraízados que, infelizmente, esquecem-se da importância do livro. Mas é preciso começar; seja por nós mesmos buscando leituras diversas; seja estimulando as crianças com livros de presente ou passeios por bibiliotecas e livrarias; seja implementando atividades literárias em nosso trabalho ou em nossa comunidade. É fundamental se dar conta da importância da leitura em nossas vidas e do leque de possibilidades que ela nos proporciona. O exemplo pode ser o melhor estímulo para as nossas crianças.

 

Incentivar a leitura é buscar um mundo melhor, com mais sonhos, imaginação, criatividade. Ideias que se abrem em nossas mentes e que podem pular das páginas de um livro para as páginas da vida. Entregue-se a uma leitura, saboreie uma história e compartilhe com aqueles que lhe cercam.

 

Faça da leitura uma meta, uma companhia, um hábito. Uma amizade que nunca irá lhe decepcionar, pois sempre lhe abrirá portas para vários mundos que podem modificar o seu próprio mundo!

 

*Artigo escrito por Ana Rapha Nunes, escritora infanto-juvenil, autora dos livros “Mariana” (ed. Inverso), “Lucas, o garoto gamer” (ed. Inverso), “A noite chegou… e o sono não vem” (ed. Franco) e “A Lua que eu te dei” (ed. Appris). Especialista em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, a autora, que mora em Curitiba, visita várias escolas, abordando a importância da literatura para o público infanto-juvenil. Colaboradora voluntaria com o Instituto GRPCOM no blog Educação e Mídia.

**Quer saber mais sobre cidadania, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom