Assinaturas Classificados
Seções
Anteriores
Publicidade

Educação no dia a dia

Quem faz o blog
Seções
Posts
Enviado por danielmedeiros, 27/10/13 12:52:44 PM

Escola deve formar o jovem para o mercado ou para a cidadania?

Há um duplo olhar sobre as funções da escola: preparar para o mercado ou formar o cidadão. Lógico que a melhor das respostas é “fazer as duas coisas”, mas o que tem acontecido é não fazermos coisa nenhuma.

Formar para o mercado implica adequar os currículos às exigências deste e com a dinamicidade dos tempos globais, manter a flexibilidade curricular como regra, permitindo a composição de disciplinas de acordo com a opção do aluno, permanecendo uma base comum apenas para a leitura e compreensão de textos, pois sem leitura das diversas formas de expressão das ideias não há projeto que funcione. Além disso, o currículo deveria prever projetos para desenvolver competência em inovação, liderança, trabalho colaborativo, gestão financeira e logística, comportamentos resilientes e outras exigências que o mercado cobra de seus profissionais desde o primeiro momento.

Bom, como sabemos, a escola não faz isso. Os números das estatísticas mostram que mais de um terço de nossos alunos chegam ao ensino superior como analfabetos funcionais. Se não sabem ler direito, imagine o resto…

images

Por outro lado, caso a escola queira formar cidadãos, precisaria construir uma base curricular fortemente marcada pela leitura, compreensão e crítica de documentos sobre a realidade brasileira e sua inserção na América e no mundo. Disciplinas como a Economia, Antropologia, Sociologia, História e fundamentos jurídicos comporiam o núcleo duro dessa formação para a cidadania, com o objetivo de desenvolver competências de compreensão e intervenção crítica na nossa sociedade. Projetos de gestão de pessoas, terceiro setor, administração pública, completariam esse projeto, garantindo a formação para a cidadania ativa, crítica, consolidadora e transformadora da nossa realidade atual.

Bom, como sabemos, a escola não faz isso.

Lógico que permanece a pergunta incômoda: o que faz a escola?

Sim, há sempre a possibilidade de dizer que a escola não serve para formar para o mercado nem para a cidadania. Sua função é outra. Ótimo, sem problema. Mas qual é mesmo?

Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Joãozinho | 22/11/2013 | 10:03

      e quem não tem os pais vivos?

      Luiz Lima | 30/10/2013 | 11:23

      Ensinar "cidadania" é, em escolas brasileiras, fazer o proselitismo do socialismo, do comunismo, do marxismo... esse troço que infectou o mundo por quase 100 anos. As escolas, até as privadas, estão lotadas de professores esquerdistas enchendo de falácias as cabeças de crianças e adolescentes. Daí que vêm os black blocs, os militantes do MST etc., esse bando de dinossauros revolucionários. Cabe aos pais ensinar cidadania. Escola tem que ensinar profissão, e só.

      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade