*

Enkontra.com
Blog Falando de Música
Blog Falando de Música

Argerich, Kissin e Zimerman: o fantástico retorno de 3 notáveis pianistas

Martha Argerich,a incrível pianista argentina
Martha Argerich,a incrível pianista argentina

 

A argentina Martha Argerich, o russo Evgeny Kissin e o polonês Krystian Zimerman estão, sem dúvida alguma, entre os maiores pianistas da atualidade. Por motivos diversos nos últimos meses gravações marcaram o retorno a atividades abandonadas há muito tempo pelos três, gravações absolutamente sensacionais.

 

Martha Argerich 30 anos depois

A fantástica pianista Martha Argerich há muito tempo resolveu não tocar mais obras para piano solo, restringindo suas atividades a uma intensa atividade camerística e atuações como solista junto a orquestras. Eventualmente tocava as “Cenas infantis” de Schumann, obra que exige modestos recursos técnicos. Para comemorar seus 75 anos de idade, no ano passado, Martha resolveu não só tocar uma obra solo, mas uma das mais intrincadas partituras para piano, “Gaspard de la nuit” de Maurice Ravel. Pois o álbum “Martha Argerich & Friends: Live from Lugano 2016” (Warner music), lançado no início deste mês, nos mostra Argerich não apenas como a consumada camerista que conhecemos muito bem, mas capaz de tocar essa difícil composição com o mesmo vigor e precisão com que nos acostumamos nas suas apresentações da mesma obra há algumas décadas. A pianista se dá ao luxo de acrescentar mais uma obra no seu repertório com orquestra: A “Fantasia coral” de Beethoven. Este álbum de 3 Cds é o resultado da Edição do ano passado do “Progetto Martha Argerich”, um festival que se realizava em Lugano na Suíça desde 2002 que reunia alguns dos melhores instrumentistas do planeta em torno a um repertório extremamente variado. Este evento fantástico, por vontade da própria pianista, teve sua última edição em 2016. Mas felizmente todos os festivais foram gravados, e o alto nível das interpretações está preservado.

Evgeny Kissin 10 anos depois

Há 10 anos o fantástico pianista russo Evgeny Kissin não realizava uma gravação como solista. Sua volta ao selo Deutsche Grammophon (25 anos depois) é marcada com um álbum com dois Cds com obras de Beethoven, lançado há poucos dias. Em gravações realizadas ao vivo em diversas cidades (Seul, Nova York, Amsterdam) 5 sonatas de Beethoven são apresentadas, desde a Sonata Opus 2 N° 3, passando pelas sonatas “Ao luar”, “Appasionata” e “Les adieux”, e indo até a úlVisualizartima sonata do mestre, a Opus 111. Creio que desde Emil Gilels nenhum pianista russo tocou tão bem as obras do mestre de Bonn. Energia, técnica impecável, sonoridade impressionante. Tudo isso acrescido pela motivação de uma execução ao vivo fazem destas execuções uma referência entre as versões modernas destas obras. Além destas 5 sonatas Kssin ainda nos brinda com as  “Variações em dó menor”, também de Beethoven.

Krystian Zimerman 23 anos depois

O pianista polonês Krystian Zimerman se tornou muito conhecido quando em 1975, aos 18 anos de idade, ganhou o primeiro prêmio no Concurso Chopin de Varsóvia. Diferente de outros grandes pianistas da atualidade (Argerich, Freire, Kissin, Trifonov) Zimerman se apresenta relativamente pouco. Quando ele prepara um determinado repertório ele o explora de maneira bem planejada, e o registra sempre pelo selo Deutsche Grammophon. Há 23 anos ele gravou os 24 prelúdios de Claude Debussy, gravação essa absolutamente impressionante. Desde então gravou como solista de orquestra e como camerista mas nunca como pianista solo. Somente agora é que ele nos impressiona novamente executando as duas últimas sonatas para piano de Franz Schubert, a Nº 20 em Lá maior e a Nº 21 em Si bemol maior. Maturidade (ele agora tem 60 anos de idade), seriedade, bom gosto, nem sei mais que adjetivos usar para tantas maravilhas musicais encontradas nestes registros realizados no Japão, com um piano especialmente construído para o músico. Estas Sonatas de Schubert já foram gravadas inúmeras vezes (Serkin, Pollini, Uchida, etc), mas não sei se algum registro ofusca estas novas gravações de Zimerman, lançadas na semana passada. Só espero que esta pianista genial não nos faça esperar mais 23 anos para gravar outro disco solo. Este lançamento está sendo vendido também (além do Cd) em edição de luxo em 2 Lps.