*

Enkontra.com
Blog Bia Kunze – Garota sem Fio

Hands-on: Galaxy Note 8

Comentei há alguns dias aqui no blog sobre minha expectativa a respeito do Galaxy Note 8. Enfim pude mexer nele por alguns minutos, mais para matar minha curiosidade a respeito do aparelho do que necessariamente avaliá-lo. É bom lembrar que ele nem está disponível ainda para venda: o exemplar que tive em mãos é apenas a versão final do mockup de um amigo, o Henrique Martin, que acompanhou o lançamento mundial.

Como sou grande fã da família Note, não poderia deixar de compartilhar com vocês algumas impressões iniciais.

Sim, a tela é linda e lembra bastante o S8 Plus, como já esperávamos. O bicho é muito rápido e a câmera mais rápida ainda. Nesses anos todos resenhando aparelhos e conversando com leigos, aprendi que para a maioria das pessoas a característica mais importante de uma câmera de celular é sua instantaneidade. Como boa geek, sou daquelas que fuça em tudo. Mas avaliando minhas próprias galerias, percebi que uns 95% das fotos são registros rápidos no modo automático mesmo. Por isso hoje valorizo bastante tal característica, e os topos de linha da Samsung sempre brilharam neste quesito. No Note 8 não podia ser diferente, ainda mais agora com a câmera dupla, que trouxe experiências novas.

Falando em galeria, a Samsung continua investindo no aplicativo da Galeria de Fotos, mais especificamente em organização e categorização inteligentes. No Note 8, ela está ainda mais incrementada. Uma vez que a concorrência tem delegado cada vez mais esta atribuição ao Google Fotos, que muita gente (incluindo eu) não curte, temos aí um diferencial interessante.

Do lado negativo, temos o maldito leitor de digitais na traseira superior do aparelho. Já critiquei isso na análise do S8, mas como agora há 2 câmeras, percebi o agravante do leitor recuado para a lateral. Ergonomia zero. Em contrapartida, o leitor de íris está muito mais veloz, praticamente instantâneo. Porém, para mim, o leitor de digitais continua fundamental pois o utilizo o tempo todo para autenticar apps e logar em sites pelo Samsung Browser.

No entanto, o grande diferencial do Note
8 é aquilo que o torna original no mundo dos smartphones: a caneta S Pen. Se do Note 5 para o Note 7 a diferença era menor, para o Note 8 temos um grande progresso. Seguindo a linha do tablet Galaxy Tab S3, a ponta afinou bastante e está ainda mais precisa.

Notem a diferença na ponta das canetas: a pretinha é do Note 8 e a outra é do meu atual Note 5:

Esta atualização a tornou a melhor caneta digital da atualidade. Disso falarei melhor na semana que vem, quando publicar a resenha do tablet e da nova caneta, que é meu atual xodó.

Quando o Note 8 for lançado oficialmente no Brasil voltarei a falar dele. Aguardem!