Assinaturas Classificados
Seções
Anteriores
Publicidade

Giro Sustentável

Quem faz o blog
Seções
Posts
Enviado por admin, 20/07/12 3:03:00 PM

É brigando que a gente se entende?

Divulgação

Todos os conflitos têm origem nas diferenças. No entanto, nem todas as diferenças significam conflitos. Tudo depende da forma como as pessoas lidam com as diferenças e como as vivenciam. Um conflito se dá quando pelo menos uma pessoa experimenta a diferença entre ele e outro como um estorvo.

E quando este conflito começa a desenrolar, o autor Friedrich Glasl, que escreveu o livro “Auto-ajuda em Conflitos”, aponta que existem nove estágios de escalada do conflito, onde a “briga” vai piorando, até todos saírem perdendo.

Neste contexto, quem atua ou tem interesse em atuar com questões sociais precisa trabalhar primeiro em si, sobre como lidar com as diferenças. Em organizações que têm a finalidade de contribuir com outras pessoas ou lugares, encontra-se muito dificuldades de formar parcerias ou lidar com os próprios colaboradores ou voluntários, acarretando em conflitos que prejudicam o trabalho junto ao público atendido.

Quando falamos em voluntariado transformador, em sustentabilidade ou desenvolvimento local, não é possível deixar de lado como acontecem as relações entre as pessoas: como estão sendo tratadas as diferenças e como as pessoas impõem suas opiniões. Ser voluntário ou atuar no social requer ser a mudança que você quer ver no mundo.

É importante frisar que as diferenças são muito bem vindas. É por meio delas que as novas ideias aparecem, velhos valores são deixados de lado ou mudanças para o bem dos envolvidos acontecem. Estar apto a trabalhar construtivamente com diferenças, atritos e tensões é uma maneira de continuar o processo de transformação da sociedade e de diminuir o egocentrismo.

Como a gente consegue se entender melhor?

*Artigo escrito pela equipe do CAV, instituição parceira do Instituto GRPCOM

**Quer saber mais sobre cidadania, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Siga o Instituto GRPCOM também no twitter: @institutogrpcom.

Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade