*

Enkontra.com
Blog Últimas notícias de MMA – UFC, Bellator e mais | Luta Livre

Curitibana se inspira em McGregor e espera torcida local em luta na Irlanda

Ariane Lipski vai defender o cinturão do KSW no dia 22 de outubro, em Dublin. Foto: Cassiano Correia/Photofight
Ariane Lipski vai defender o cinturão do KSW no dia 22 de outubro, em Dublin. Foto: Cassiano Correia/Photofight

Ariane Lipski fará sua primeira defesa de cinturão do KSW no próximo dia 22 de outubro, em Dublin, na Irlanda. Na terra de Conor McGregor, a peso-mosca (até 57 kg) espera ter apoio total da torcida local contra a estreante paulista Mariana Morais.

“Acho que a torcida vai ser para mim, na verdade tenho quase certeza disso. O público gosta bastante de mim na Polônia [sede do KSW], tem um carinho por mim. Espero que torçam por mim na Irlanda também”, diz a curitibana de 23 anos, apelidada da Violence Queen — a Rainha da Violência.

E o plano para ganhar os fãs começa alguns dias antes do combate. Ao lado do ex-UFC Paulo Thiago, Ariane participará de um evento em um bar conhecido por ser reduto de torcedores do Palmeiras em Dublin.

Ariane posta com o cinturão do KSW

Foto: Cassiano Correia/Photofight

“São mais de dez mil brasileiros em Dublin. Um deles entrou em contato no Facebook e fez o convite”, explica.

LEIA TAMBÉM: Desconhecida no boxe, curitibana surpreende e ganha chance na seleção

Sobre McGregor, Ariane admite que se inspira no campeão peso-leve (até 70 kg) do UFC. Aliás, a maneira com que o irlandês controla o octógono é algo que a brasileira deseja copiar.

“Gosto do estilo do Conor. Não gosto da arrogância que às vezes ele demonstra, de quando passa de alguns limites. Mas ele fala e faz. Não é só da boca para fora”, destaca Ariane.

“Ele controla a distância na luta em pé de uma maneira muito boa. O que ele faz é único, deixa os adversários perdidos com seu estilo dele. Estou treinando para conseguir impor isso também”, completa.

VEJA MAIS: Lutador passa mal em pesagem assustadora