*

Enkontra.com
Blog Memória FC

Prefeitura de Curitiba prepara oferta ao Atlético sobre dívida da Arena da Copa

Prefeitura de Curitiba prepara oferta ao Atlético sobre dívida da Arena da Copa. Daniel Caron/Gazeta do Povo
Prefeitura de Curitiba prepara oferta ao Atlético sobre dívida da Arena da Copa. Daniel Caron/Gazeta do Povo

A prefeitura de Curitiba já tem uma ideia alinhavada do que oferecer ao Atlético na conversa sobre as dívidas da Arena da Copa do Mundo de 2014. Clube e município devem se encontrar nos próximos dias para tratar da questão que se arrasta há anos.

Representantes da prefeitura consideram a possibilidade de “renovar” o decreto que foi assinado por Gustavo Fruet, no final do ano passado, nos últimos dias de gestão, e derrubado por Rafael Greca este ano, após intervenção do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR).

LEIA MAIS: Atlético procura prefeitura para tentar ‘salvar’ Arena das dívidas da Copa

A ordem  empurrava para o Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), ligado à Fomento Paraná, a comercialização do potencial construtivo que bancou a reforma para o Mundial. Resumidamente, o decreto encurtava o caminho da quitação da dívida, com o repasse direto dos valores da venda.

Entretanto, para “voltar atrás”, o município tem exigências.  A primeira, o Furacão aceitar pagar o valor das desapropriações de terrenos que serviram para a reforma do estádio. Atualmente, o montante está na casa dos R$ 25 milhões e o município cobra na Justiça o pagamento.

Outra condição é a entrega pelo Rubro-Negro de uma área no prédio de imprensa anexo à Arena da Baixada. No acordo para viabilizar a Copa, a prefeitura acertou a cessão do local para implementar centros administrativos por cinco anos, sem nunca ter ocupado efetivamente.

E o Atlético aceita?

Resta aguardar e ver qual a posição do Furacão diante do atual cenário. Após ameaçar o município com um processo, para que divida por três o valor integral da Arena, cerca de R$ 360 milhões, o clube procurou a prefeitura para tratar do assunto. No entanto, ainda não foi marcado o encontro.

O Atlético deve ser representado por seu presidente, Luiz Sallim Emed, e pelo advogado que trata do tema, Luiz Fernando Pereira. A prefeitura, por sua vez, deve mandar Luiz Fernando de Souza Jamur, secretário de governo da gestão de Rafael Greca.

LEIA MAIS: Atlético festeja dívidas zeradas com fornecedores da Arena para a Copa

Mario Celso Petraglia, presidente licenciado do Conselho Deliberativo do Rubro-Negro, está atuando apenas nos bastidores. De acordo com fontes da prefeitura, a presença do cartola nas negociações tem dificultado para que se chegue a um acordo.

É importante reforçar, ainda, que tal negociação não tem relação direta com a discussão sobre o valor final da Arena. Como dito anteriormente, o Atlético pretende que a prefeitura pague um terço do valor final, de aproximadamente R$ 360 milhões, e não do orçamento inicial, de R$ 184 milhões.