Blogs

Fechar
PUBLICIDADE
Enviado por robsonm, 23/03/17 6:05:03 PM

Liga Curitibana será sede do CPT. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Entre os dias 28 de março e 3 de abril ocorrerá a segunda etapa do Curitiba Poker Tour (CPT), na Liga Curitibana, com R$ 100 mil em premiação garantida. A entrada custa R$ 200, com o add on – aquela quantidade a mais de fichas que o jogador pode comprar no meio do torneio- também a R$ 200.

Siga o Resenha do Poker no Facebook 

Mas é possível conseguir uma vaga no CPT de graça e do conforto de casa. Na segunda-feira (27), às 20h30, ocorrerá um freeroll (torneio gratuito) exclusivo no Brasil Poker Live que dará 10 vagas para o torneio ao vivo.

Um detalhe muito importante: só poderão participar jogadores inscritos no site pela Liga Curitibana ou o seu representante, Gil Tadra, que atende pelo whatsapp pelo número (41) 99922 7395. Será necessária uma senha para jogar este torneio, que só será fornecida a quem seguir este pré-requisito. No caso de um jogador utilizar a senha de outro e ganhar a vaga, não poderá jogar o torneio ao vivo.

Além dessa oportunidade, quem tiver interesse em disputar a segunda etapa do CPT pode tentar uma vaga no satélite ao vivo dessa quinta-feira (23), às 20h, com entrada a R$ 10, reentrada a R$ 10 e add on a R$ 30. Além disso, no Brasil Poker Live, ocorrerá mais um satélite ao custo de R$ 12 a entrada, no domingo (26), às 20h45, com rebuy até o oitavo nível e add on de R$ 10. Dois vencedores ganharão a entrada e o add on para o CPT.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Casas de poker podem cobrar a mais por pagamento no cartão? Procon-PR responde
Poker ajuda na reabilitação de pacientes em hospital
Paranaense ganha R$ 286 mil em torneio de poker no Panamá
Próxima novela das 9 pode aumentar o preconceito com o poker
Evento nacional que une poker e entretenimento será em Curitiba
Casa de poker abre curso para dealers. Saiba o salário e como é a profissão
Descoberto o motivo do jogador misterioso não aparecer
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 21/03/17 6:48:24 PM
Imagem: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

Imagem: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

Um assunto que sempre causa polêmica nas casas de poker é a cobrança a mais quando o cliente vai pagar com cartão de débito ou crédito. A conduta inclusive foi oficializada recentemente pelo BSOP, o Brasileiro de Poker, que cobrará 3% a mais para os pagamentos em débito e 6% a mais para cartões de crédito a partir da próxima etapa, que começa na quinta-feira (23), em São Paulo.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

Mas isso é legal? Para ter certeza sobre o assunto, o Resenha do Poker procurou o Procon do Paraná e obteve a seguinte resposta: “Em atenção à sua consulta informamos que infelizmente por causa da normativa o fornecedor pode efetuar essa cobrança”.

Essa normativa é a Medida Provisória 764, de 26 de dezembro de 2016. Nela está explícito, no artigo 1º, que “fica autorizada a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público, em função do prazo ou do instrumento de pagamento utilizado”.

Em resumo, as casas de poker podem sim cobrar a mais por pagamentos em cartão. Como diz o Procon, “infelizmente”.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Poker ajuda na reabilitação de pacientes em hospital
Paranaense ganha R$ 286 mil em torneio de poker no Panamá
Próxima novela das 9 pode aumentar o preconceito com o poker
Evento nacional que une poker e entretenimento será em Curitiba
Casa de poker abre curso para dealers. Saiba o salário e como é a profissão
Descoberto o motivo do jogador misterioso não aparecer
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 20/03/17 8:20:15 PM

Imagem da reportagem em vídeo da 13ActionNews sobre o poker no hospital.

Um hospital da cidade americana de Henderson, no estado de Nevada, a cerca de 21 quilômetros de Las Vegas, tem inovado ao utilizar o poker como um incentivo na reabilitação de alguns pacientes. A informação é do site Super Poker, que repercutiu primeiro no Brasil a matéria da ABC News.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

A técnica consiste em oferecer máquinas de vídeo poker para os pacientes como entretenimento, em que são utilizados apenas créditos virtuais e não dinheiro real. Ao se empolgarem com o jogo, sem perceber, os interessados acabam desenvolvendo outras partes importantes da recuperação.

“Você tenta fazer os pacientes ficarem de pé e levantarem pesos e eles não querem fazer isso”, conta Sandy McGinnis, terapeuta ocupacional do hospital. “No entanto, se você os distrai com video poker, eles podem ficar de pé por 15 minutos e sequer pensam nisso”, explica.

Ao servir de motivação para tirar os pacientes da cama, de acordo com a terapeuta, o jogo ajuda com que eles trabalhem força, equilíbrio e resistência. Além disso, ajuda a distrair os pacientes e, para aqueles que se recuperam de traumas na cabeça, estimula a memória, foco e concentração.

Dica do dia

Há cerca de um mês, na matéria “Siga este curitibano se você quiser ganhar dinheiro com poker”, eu sugeri que os leitores do Resenha do Poker ficassem de olho no Yuri Martins e o que ele fala no seu canal no Youtube, o Offsuits. Há alguns dias ele publicou o segundo vídeo da série “Coisas que levei um tempo para aprender”. Um material muito bom que vale a pena ver.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Paranaense ganha R$ 286 mil em torneio de poker no Panamá
Próxima novela das 9 pode aumentar o preconceito com o poker
Evento nacional que une poker e entretenimento será em Curitiba
Casa de poker abre curso para dealers. Saiba o salário e como é a profissão
Descoberto o motivo do jogador misterioso não aparecer
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 15/03/17 6:56:04 PM

Foto: Calor Monti/ Rational Intellectual Holdings Ltd.

 

O paranaense Thiago Crema, natural de Ponta Grossa, conseguiu um ótimo resultado nesta terça-feira (14) no PokerStars Championship (PSC) Panamá. Em um torneio com 843 participantes, o jogador de poker ficou em segundo lugar, faturando US$ 94 mil, o equivalente a R$ 286 mil.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

O evento 4 da competição, em que o ponta-grossense teve este ótimo resultado, é chamado de “National Championship” e a entrada custava US$ 1,1 mil, cerca de R$ 3,5 mil. Em entrevista ao site Super Poker, o jogador confirmou que fez quatro entradas, gastando assim o total R$ 14 mil.

“Esse foi o primeiro torneio ao vivo que joguei no ano, portanto acabei me preparando bastante. Isso acaba dando um ânimo para esse âmbito do poker que pretendo me dedicar bastante esse ano,”, disse Crema, um dos destaques do 4bet Team, ao site especializado.

Por fim, principalmente para quem ainda acredita que poker é sorte, vale a pena lembrar que o mesmo Thiago Crema conseguiu o melhor resultado entre os brasileiros no WSOP 2016, considerado o Mundial do poker. Ao ficar em quarto lugar no evento 48, ele ganhou R$ 527 mil, a maior premiação da sua carreira em jogos ao vivo.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Próxima novela das 9 pode aumentar o preconceito com o poker
Entenda por que a prática do poker não é crime no Brasil
Evento nacional que une poker e entretenimento será em Curitiba
Casa de poker abre curso para dealers. Saiba o salário e como é a profissão
Descoberto o motivo do jogador misterioso não aparecer
Carnaval? Mais de mil pessoas em Curitiba jogaram poker no feriado
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 13/03/17 8:09:10 PM

Foto: Paulo Belote/Rede Globo/Divulgação

Infelizmente a “A Força do Querer”, a próxima novela das 9, da Rede Globo, escrita por Glória Perez, tem um grande potencial para aumentar o preconceito com o poker no Brasil. Isso porque a atriz Lília Cabral viverá uma personagem viciada em jogos de cartas.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

A atriz, inclusive, visitou os Jogadores Anônimos e aprendeu a jogar poker para construir a personagem. “Eles mentem tanto que poderiam ganhar o Oscar segundo disseram as pessoas que convivem com esses jogadores”, disse a atriz ao portal Extra.

Esta é a notícia. Agora a opinião. A autora da novela até poderia criar um personagem viciado em jogos de azar, como maquinas caça-níqueis, loterias ou roletas. Mas, ao colocar o poker neste mesmo patamar, ela ignora todos os estudos que existem há anos e que provam que este é um jogo de habilidade, onde quem mais se dedica e estuda ganha a longo prazo. Duvida? Veja aqui o motivo do poker não ser crime no Brasil.

O que está prestes a acontecer com a exibição da novela pode ser devastador para aqueles profissionais que há anos tentam esclarecer as pessoas sobre a diferença do poker em relação aos jogos de azar. Quando alguém se interessar em estudar e avançar neste jogo, cada vez mais familiares utilizarão o exemplo da novela para reprimir um jogador que pode ter potencial até de representar o Brasil no exterior.

O exemplo mostrado neste blog do jogador misterioso, que tem vergonha de aparecer quando ganha os torneios por causa da família, pode se difundir. Espero, sinceramente, estar errado.

Por fim, é óbvio que existem pessoas viciadas em poker. Mas é uma minoria, enquanto a maioria o utiliza como um hobby saudável, que estimula a mente, cria contatos sociais e de vez em quando ainda pode gerar um dinheiro.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Evento nacional que une poker e entretenimento será em Curitiba
Casa de poker abre curso para dealers. Saiba o salário e como é a profissão
Descoberto o motivo do jogador misterioso não aparecer
Carnaval? Mais de mil pessoas em Curitiba jogaram poker no feriado
Vice-campeão brasileiro, ‘paranaense’ fatura mais R$ 180 mil em torneio de poker
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 10/03/17 5:08:55 PM

Na sua oitava edição, o MasterMinds Poker Festival 2017 sairá de São Paulo e desembarcará em Curitiba entre os dias 12 e 19 de junho. O evento, conhecido nacionalmente por ser totalmente diferente de qualquer torneio de poker, incluindo opções de entretenimento e palestras, ocorrerá na Liga Curitibana (Rua Martim Afonso 700, esquina com Brigadeiro Franco, Centro) em comemoração aos 10 anos da casa curitibana.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

Desde que surgiu, o MasterMinds sempre trouxe novidades. Entre elas, como conta o site SuperPoker, teve desafios entre profissionais, desafios de visitantes contra times profissionais, palestras, coaching ao vivo, área anti tilt, música, espaço de convivência, novas modalidades de competições e novas estruturas de blinds. Sem contar a escolha por entradas mais baixas do que de outros grandes torneios.

Segundo Geraldo Campelo, presidente da Liga Curitibana e da Federação Paranaense de Texas Holdem, a ideia de trazer o evento para Curitiba surgiu no ano passado, enquanto era feito o planejamento das comemorações do aniversário da casa.

“O Materminds sempre foi realizado em casas de eventos, porém, quando na última edição em dezembro eles fizeram no H2 (clube em São Paulo), me deu a ideia de tentar trazer pra Curitiba. Achei que casava certinho um evento festivo como o Masterminds e os 10 anos da Liga”, conta Campelo ao Resenha do Poker

“As novas instalações da Liga comportam um evento dessa magnitude e então começamos a negociar. Os organizadores e o Poker Stars viram com bons olhos essa parceria, os interesses convergiram e acabou dando certo”, acrescenta. As atrações paralelas devem ser definidas em uma reunião durante a etapa do Brasileiro que ocorre em São Paulo neste mês e o valor da entrada ainda não pode ser divulgado.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Casa de poker abre curso para dealers. Saiba o salário e como é a profissão
Descoberto o motivo do jogador misterioso não aparecer
Carnaval? Mais de mil pessoas em Curitiba jogaram poker no feriado
Poker: 15 dicas para melhorar o seu jogo
Vice-campeão brasileiro, ‘paranaense’ fatura mais R$ 180 mil em torneio de poker
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 09/03/17 7:12:56 PM

Dealer em ação no Espaço Poker. Foto: Divulgação

O Espaço Poker (Rua Marquês do Paraná 700, Água Verde) irá realizar um curso para a formação de dealers, os profissionais responsáveis por dar cartas e organizar todas as ações em uma mesa de poker. O curso, que ocorrerá entre os dias 13 a 24 de março, terá 50 horas de aulas e custará R$ 200, com material didático incluído. São apenas 10 vagas disponíveis e a participação no curso não garante a contratação.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

Mas como é esta profissão? Qual é o salário, a rotina? Para responder sobre isso o Resenha do Poker conversou, via assessoria de imprensa, com a dealer Angélica Fernandes, 29 anos, que trabalha no Espaço Poker. Apaixonada pela profissão, em que trabalha há um ano e três meses, ela conta que é necessário gostar do que faz.

“São muitas horas por dia de trabalho, atendendo todo o tipo de pessoas, sem um horário fixo. Nossa profissão ainda não é regulamentada pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Trabalhamos com escala quinzenal, mas temos a flexibilidade de trocas e folgas”, relata.

E o salário? Angélica relata que a remuneração é diária e depende da movimentação na casa de poker. “Um dealer que trabalha cinco dias na semana pode chegar a ganhar em média R$ 2.500 por mês, incluindo a taxa do dia mais ‘capilé’ (uma gorjeta que ganhamos dos jogadores). Quando tem eventos maiores, a oportunidade de ganhar mais é maior”, admite.

Por fim, para quem se interessou em ingressar nessa profissão, Angélica lembra que ser dealer não é simplesmente dar as cartas. Mas, ao mesmo tempo, se forma uma família com a equipe que acaba passando muito tempo junta.

“Temos sempre que estar atualizados com regras e procedimentos, ter postura e cordialidade na mesa com os clientes, estar atento a situações diversas que podem ocorrer e com a ajuda do diretor de torneio (se necessário) resolver problemas que possam acontecer. Dealer é o juiz em uma mesa de poker”, resume a nossa entrevistada, a quem agradecemos imensamente pela atenção.

Dealer Angélica Fernandes em ação. Foto: Divulgação

 

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Descoberto o motivo do jogador misterioso não aparecer
Carnaval? Mais de mil pessoas em Curitiba jogaram poker no feriado
Poker: 15 dicas para melhorar o seu jogo
Vice-campeão brasileiro, ‘paranaense’ fatura mais R$ 180 mil em torneio de poker
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 05/03/17 4:39:40 PM

Há cerca de 20 dias o Resenha do Poker mostrou que existe um jogador misterioso que tem gerado curiosidade por ganhar alguns torneios no Pro Poker (Rua Carlos de Laet, 3952, Boqueirão) e não aparecer nas fotos das conquistas. Chegou-se a especular que ele estaria devendo na praça ou escondendo o dinheiro da esposa.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

Na última sexta-feira (3) foi feito um torneio em que ele era o personagem principal, onde ficou em oitavo lugar e jogou o tempo todo mascarado (algo proibido, mas liberado especialmente para essa competição). Apesar de não revelar a sua identidade, o tal jogador contou o motivo de não querer aparecer: o preconceito.

“A minha família não concorda com isso. É um tabu perante a sociedade ainda infelizmente. Por isso que eu não quero aparecer, para não envergonhar minha família se eu perder tudo”, disse para este blog.

Na sequência da entrevista, o jogador misterioso, que tem 21 anos e está no último ano do ensino médio, admitiu que não acredita que o poker seja um jogo de azar e sim de estratégia e matemático. “Eu jogo consciente”, garante. Mesmo assim, não pretende revelar a sua identidade tão cedo.

“É uma questão de preconceito, que nem homofobia, essas coisas”, opina, garantindo que os pais não percebem o dinheiro que ganha no jogo.

Vale lembrar para os amigos leitores que o poker não ser um jogo de azar não é uma opinião de cada um. É um fato. Há diversos estudos que mostram que a longo prazo um jogador mais habilidoso será vencedor independentemente da sorte.

Para quem quer se aprofundar nesse assunto, vale a pena dar uma olhada neste texto, que explica porque a prática de poker não é crime no Brasil. Justamente por não ser um jogo de azar.

Resta saber agora se algum dia o tal jogador misterioso irá “sair do armário” e vencer o preconceito.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Carnaval? Mais de mil pessoas em Curitiba jogaram poker no feriado
Poker: 15 dicas para melhorar o seu jogo
Vice-campeão brasileiro, ‘paranaense’ fatura mais R$ 180 mil em torneio de poker
Casas de poker de Curitiba oferecem aulas de graça para leigos
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 03/03/17 12:04:31 PM

Nesta sexta-feira (3), a partir das 20 horas, qualquer pessoa que gosta de poker em Curitiba terá a oportunidade de vencer o tal “jogador misterioso”. Retratado aqui no Resenha do Poker há alguns dias, o jogador que vence torneios, mas não gosta de aparecer, participará de um torneio na casa Pro Poker (Rua Carlos de Laet, 3952, Boqueirão) com R$ 4 mil garantido em premiação.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

O jogador misterioso, por sinal, é a principal estrela desta competição. Segundo o anúncio da casa de poker para divulgar o torneio, ele “sentiu o gostinho da fama” após aparecer por aqui e garantiu a presença na competição, com o restante dos jogadores sendo desafiados a vencê-lo. Existe a expectativa, ainda não confirmada, de que finalmente a sua identidade seja revelada.

Para quem se interessou, a entrada no torneio custa R$ 80, com as reentradas custando R$ 60 e o add on a R$ 50. Para quem chegar até o quarto nível, é possível fazer um “mega add on”, pagando mais (R$ 80), mas ganhando 30 mil fichas a mais. Vale lembrar que este é um torneio knockout, ou seja, a cada jogador eliminado, quem o eliminou ganha um prêmio extra.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Carnaval? Mais de mil pessoas em Curitiba jogaram poker no feriado
Poker: 15 dicas para melhorar o seu jogo
Vice-campeão brasileiro, ‘paranaense’ fatura mais R$ 180 mil em torneio de poker
Casas de poker de Curitiba oferecem aulas de graça para leigos
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Enviado por robsonm, 02/03/17 4:51:50 PM
Jeferson Oliveira (centro), foi o vencedor do Poker Folia, na Liga Curitibana, faturando R$ 6 mil. Foto: Divulgação

Jeferson Oliveira (centro), foi o vencedor do Poker Folia, na Liga Curitibana, faturando R$ 6 mil. Foto: Divulgação

Pular o carnaval na rua ou em clubes tradicionais, viajar para a praia ou simplesmente ficar descansando em casa. Mais de mil pessoas em Curitiba fugiram destes programas tradicionais e pelo menos em um dia foram jogar em uma casa de poker.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

Para se ter uma ideia do tamanho da procura, a Liga Curitibana (Rua Martim Afonso 700, esquina com Brigadeiro Franco, Centro), que prometia um torneio com R$ 20 mil em premiação, o “Poker Folia”, anunciou que esta premiação praticamente dobrou, chegando a R$ 37.104,00. Durante todo o feriado a casa registrou 773 entradas em um torneio que teve a sua final nessa quarta-feira (1). A expectativa da casa é que, tirando as reentradas, foram cerca de 500 inscrições diferentes.

Situação semelhante do Espaço Poker (Rua Marquês do Paraná 700, Água Verde), onde a aposta no feriado foi em torneios diferentes a cada dia. Na terça-feira (28), 208 jogadores estiveram no local, no maior público da casa no carnaval. No total, 790 entradas foram feitas somando todos os dias, com uma expectativa também de cerca de 500 jogadores diferentes.

Finalizando, a República do Poker (Luiz Parigot de Souza, n°100, atrás do Clube Literário, Portão) também esteve aberta, com procura em diversos torneios de entrada gratuita durante todos os dias do carnaval. Segundo a casa, de sexta a terça-feira a média foi de 60 jogadores por dia, somando 300 pessoas que optaram por um programa diferente do que ficar em casa assistindo os desfiles de carnaval.

A Pro Poker (Rua Carlos de Laet, 3952, Boqueirão) ficou fechada durante o carnaval.

Novidades
Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS

Poker: 15 dicas para melhorar o seu jogo
Vice-campeão brasileiro, ‘paranaense’ fatura mais R$ 180 mil em torneio de poker
Jogador misterioso faz sucesso em casa de poker de Curitiba
Casas de poker de Curitiba oferecem aulas de graça para leigos
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Páginas1234567
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais