O superávit da balança comercial mostra um caminho para o Brasil crescer. E com recordes - Ricardo Amorim
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Ricardo Amorim

O superávit da balança comercial mostra um caminho para o Brasil crescer. E com recordes


Em abril, a balança comercial brasileira teve seu segundo maior supeárvit da história para o mês — mais de US$ 6 bilhões. O que a gente viu foi um crescimento significativo em relação a abril do ano passado das importações e uma pequena queda das exportações. Se a gente for pegar o acumulado nos quatro primeiros meses do ano, o superávit já é de mais de US$ 20 bilhões. Esses resultados são ligeiramente inferiores aos registrados no mesmo período de 2017. Mas é possível que esse ano a balança comercial bata o recorde do ano passado, por causa de dois fenômenos. O primeiro deles é que o preço das commodities está subindo no mercado internacional — e isso quer dizer que,com preços mais elevados de produtos que o Brasil exporta, a tendência é a gente ter um crescimento importante das exportações. O segundo aspecto é que o dólar vem subindo muito no Brasil e no mundo. O que influencia aqui é a alta de juros por lá e a queda dos juros por aqui, aliado às incertezas do período pré-eleitoral.Um dólar mais alto ajuda as nossas exportações, tornando-as mais competitivas, e ajuda a reduzir as importações.