Caixa Zero http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/rss/ Política, cidadania e eleições Fri, 05 Feb 2016 19:29:11 +0000 pt_BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=4.1.10 O que há de errado com o jeito moderno de viver (ou porque se vive menos) http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/o-que-ha-de-errado-com-o-jeito-moderno-de-viver-ou-porque-se-vive-menos/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/o-que-ha-de-errado-com-o-jeito-moderno-de-viver-ou-porque-se-vive-menos/#comments Wed, 10 Feb 2016 10:00:54 +0000 Roosevelt Arraes http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/?p=242 Worked hard all my lifetime, no help from my friends So Lord, won’t you buy me a Mercedes Benz (Janis Joplin)     No último post apresentou-se uma breve descrição da liberdade dos modernos. Uma forma de viver a vida na qual cada um constrói seu projeto de vida, procurando a independência econômica para não […]]]>

Worked hard all my lifetime, no help from my friends

So Lord, won’t you buy me a Mercedes Benz

(Janis Joplin)

 

 

No último post apresentou-se uma breve descrição da liberdade dos modernos. Uma forma de viver a vida na qual cada um constrói seu projeto de vida, procurando a independência econômica para não sofrer a interferência dos outros.

Mas, poder escolher um estilo de vida não significa escolher com quem viver, ou não deveria.

E aí começam as dificuldades.

Por priorizar os aspectos da vida privada, notadamente os econômicos, a liberdade dos modernos pode degenerar para formas de egoísmo, alheamento e excentricidade.

A competição pelos meios para tornar-se independente exige de cada um maior esforço e qualificação profissional para obter renda. O trabalho, que deveria ser um meio, tornar-se um fim em si. O meio consome o tempo de vida, de tal maneira que o tempo de liberdade se resume aos feriados prolongados e às férias.

Na falta de valores compartilhados, porque cada qual é livre para acreditar no que quiser, a demonstração externa da posse de bens materiais torna-se a medida da liberdade (e do prestígio social). Não surpreende que consumir (e estar com outros no shopping consumindo) tenha se tornado algo muito prazeroso para algumas pessoas.

Trabalhar, acumular e consumir, transcenderam e passaram a ser símbolo de poder e independência.

Aqueles que se prendem a este ciclo passam a criar padrões de divisão entre as pessoas, a partir das preferências de trabalho, acumulação e consumo. Os mais radicais criam padrões de vida radicalmente diferentes (excêntricos). Outros formam confrarias, clubes e círculos de convívio pautado nestes padrões. É de se duvidar que nestes ambientes todas as amizades e relacionamentos sejam verdadeiros.

O certo é que quanto mais exclusivo e fechado o convívio, mais estas pessoas tornam-se alheias às necessidades e às perspectivas de vida de pessoas integrantes de outros extratos sociais, especialmente, os menos favorecidos, tais como os desempregados, os com pouca ou nenhuma educação formal, etc. E a contrapartida também é verdadeira.

A divisão torna-se alheamento e indiferença e as relações tornam-se contratuais. Paga-se pelo trabalho dos serviçais. Não é necessário um “bom dia”, um “aperto de mão”, tampouco um “obrigado”, porque quem recebe o salário já tem o que merece e fez por merecer apenas e tão somente aquele salário.

Do outro lado, em vez da admiração e do exemplo de vida a ser seguido, tem-se os sentimentos negativos correlatos ao desprezo, à soberba e à arrogância, ou seja, a anulação de si, o constrangimento, a inveja, e o sentimento de injustiça.

Nessas “relações livres” é de se duvidar que a “liberdade” seja exercida de maneira tranquila e altiva. Quem se orgulharia de viver numa sociedade em que a forma de vestir determina se alguém ingressará tranquilamente num restaurante, numa loja ou num evento?

O problema não está em conceber a forma de liberdade, mas, nos efeitos de sua prática numa sociedade competitiva que não está preparada para o respeito ao próximo e para a solidariedade.

Coloniza-se o tempo do afeto (a)o parceiro(a), à família e aos amigos com o trabalho. Substituem-se relações pessoais por contratos. Criam-se barreiras simbólicas de caráter econômico para constranger os que não se adequam a um padrão de consumo.

É este uso da liberdade que fundamenta propostas (e ao mesmo tempo causa discórdia) sobre quem pode frequentar shoppings e usar as calçadas públicas. Mas, por outro lado, é esta liberdade (ao priorizar os fins e não os meios) que possibilita que cada um constitua para si um projeto de vida satisfatória compatível com o das demais. Atentemo-nos para o uso (do tempo) da nossa liberdade.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/o-que-ha-de-errado-com-o-jeito-moderno-de-viver-ou-porque-se-vive-menos/feed/ 0
A noite em que a Confraria do Armazém homenageou Paul Bocuse http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/a-noite-em-que-a-confraria-do-armazem-homenageou-paul-bocuse/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/a-noite-em-que-a-confraria-do-armazem-homenageou-paul-bocuse/#comments Tue, 09 Feb 2016 22:50:36 +0000 Anacreon de Téos http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/?p=13604 A cada mês é um desafio e um prazer. A Confraria do Armazém está indo para o seu 13º ano e foram raríssimos os pratos repetidos durante esse tempo todo. Surpreender os demais confrades é sempre uma questão de honra para a equipe escalada para cozinhar. E aí vale tudo. Desde experiências na cozinha molecular, […]]]>

Sopa de trufas Elysee, um símbolo de Paul Bocuse, executada com maestria na Confraria do Armazém.

Alguns dos vinhos da noite.

A cada mês é um desafio e um prazer. A Confraria do Armazém está indo para o seu 13º ano e foram raríssimos os pratos repetidos durante esse tempo todo. Surpreender os demais confrades é sempre uma questão de honra para a equipe escalada para cozinhar. E aí vale tudo. Desde experiências na cozinha molecular, no ainda pouco desvendado mundo asiático, até ousadias na reprodução de obras de chefs mais tradicionais.

Ousadia, sim. Porque cozinhar pratos consagrados por alguns dos ícones da gastronomia não é de dar sossego para ninguém. Mas como a Confraria do Armazém não conhece limites, um dos jantares mais recentes focou exatamente nesse veio: um grande chef. Não qualquer um, mas talvez o mais importante de todos, de quem se desencadeou toda uma linha da gastronomia clássica seguida até hoje em qualquer parte do mundo. Quem? Simplesmente Paul Bocuse (que, aliás, faz 90 anos nesta quinta, 11).

A ideia do tema foi do confrade Lúcio Ernlund, devoto assumido de Bocuse, mas a equipe escalada prontamente aceitou. E lá se foram também Plínio Zanardi, Reinaldo Rocha Loures, João Felipe Radloff e Luiz Maurício Fontana para a execução dos pratos.

Veio um petisco, nada a ver com Bocuse, mas que talvez ele assinasse se tivesse mais vivência por aqui do que uma ou duas visitas que nos fez: Bolinho de linguiça calabresa e ovos de codorna. Daí, uma Salada de cogumelos, tão simples quanto saborosa. Tudo aperitivo ainda, enquanto os cozinheiros davam duro para a execução do jantar.

De entrada, um clássico do cozinheiro francês, a Soupe aux truffes Elysee. Elysee é uma referência ao palácio do governo francês e há uma explicação para tal. O prato foi criado especialmente para Sr. e Sra. Giscard d’Estaing, ex Presidente da França, durante jantar em que Paul Bocuse foi condecorado com a Croix de la Legion d’Honneur, por seu trabalho como embaixador da cozinha Francesa, em 1975.

De prato principal, Cailles aux raisins, codornas com uvas, na nossa tradução. Impecáveis, como de resto são os pratos da confraria.

E para sobremesa, Souffle glace aux mure. E aí cabe uma explicação, pois Bocuse jamais fez essa sobremesa de amora. É que não era época de cereja, mas como ninguém da Confraria do Armazém se aperta, a substituição por amoras foi automática e o resultado ficou impecável.

Os cozinheiros da noite: Plínio Zanardi, Reinaldo Rocha Loures, Luiz Maurício Fontana, Lúcio Ernlund e João Felipe Radloff.

A confraria

Fundada em 2013 por cinco amigos apreciadores da boa comida e principalmente da arte de prepará-las, a Confraria do Armazém sobrevive por esses anos todos graças à ansiedade de seus integrantes em sempre proporcionar um novo sabor. Já houve mudanças nesses treze anos, muitos saíram outros tantos entraram, mas a essência ainda permanece a mesma de pesquisar, ousar e experimentar novas técnicas e novos sabores.

Uma vez por mês o grupo se reúne no Restaurante Mukeka para trocar ideias e experiências. Está sempre aberto a novas propostas, muitos convidados são bem-vindos, mas o critério de seleção é rigoroso e exige mais do que esses programas de competições gastronômicas na TV. Afinal de contas, é a Confraria do Armazém, uma instituição da gastronomia curitibana.

Quer saber das receitas do tal jantar do Bocuse? Pois vamos a elas. As fotos são de Plínio Zanardi e Wagner Montemurro.

Bolinho de linguiça calabresa com recheio de ovo codorna

Bolinho de linguiça calabresa com recheio de ovo codorna.

Cozinham-se os ovos de codorna por 10 minutos, e, após rápida imersão em água com gelo, pode-se descascá-los facilmente.

Passam-se, então, os ovos na farinha de trigo.

Tempera-se a linguiça calabresa, moída, com pedacinhos picados de cebola, cebolinha e alho e com pitadas de sal, pimenta e mostarda.

Mistura-se bem a massa e depois se confecciona os bolinhos, recheando-os com os ovinhos de codorna.

Passam-se os bolinhos primeiro na farinha de trigo, depois em ovo batido e por último na farinha de rosca, e os frita por 3 minutos.

Antes de servir, colocam-se os bolinhos no forno a 200ºC, por 5 minutos.

Depois de prontos corta-se cada bolinho em duas metades e dá-se a eles um acabamento à base de azeite extra virgem trufado e de pimenta do reino moída.

Salada de cogumelos

A salada de cogumelos.

Ingredientes

300g de cogumelos Paris

1 pitada de açúcar

Suco de 1 limão

1 colher (sopa) de azeite

ervas aromáticas ao gosto (erva doce fresca etc.)

sal e pimenta moída na hora

Preparo

Limpe, lave e seque os cogumelos. Fatie-os e coloque-os em uma tigela de salada.

Tempere com os ingredientes.

Sirva frio.

Rendimento: 4 porções.

Sopa de trufas Elysee

Com base em receita original de Paul Bocuse

Ingredientes

2 colheres (sopa) de um mix de cenoura, cebola, salsão, e cogumelos cortados bem pequenos, em porções iguais

manteiga para saltear

50g de trufas frescas cruas

20g de foie gras

250 ml de caldo de frango

60g de massa folhada

1 gema de ovo

Preparo

Saltear os legumes em manteiga.

Cortar as trufas e o foie gras em pedaços irregulares.

Preaqueça o forno à 220ºC.

Coloque os vegetais + foie gras + trufas e o caldo de frango em uma tigela individual para servir a sopa.

Desenrole a massa folhada bem fina e esfregue a gema do ovo

Estenda a massa folhada de forma “confortável” sobre o caldo, fechando-a para que fique impermeável ao ar.

Coloque a tigela no forno. Ela irá cozinhar muito rápido. A massa folhada irá crescer e ficará como um grande cogumelo dourado.

Sirva imediatamente.

Rendimento: 1 porção.

Codornas com uvas de Bocuse

Codorna com uvas, o prato principal do jantar que homenageou Paul Bocuse.

Da receita original do chef Paul Bocuse

Ingredientes

6 codornas

40 g de manteiga

1 cacho grande de uvas brancas maduras

100 ml de caldo de vitela

sal e pimenta

Preparo

Preaqueça o forno à 240ºC.

Aqueça a manteiga em uma caçarola e adicione as codornas.

Tempere com o sal e pimenta e doure todos os lados.

Feche a tampa e coloque no forno por cerca de 12 a 15 minutos.

Enquanto a codorna estiver cozinhando, tire a pele e as sementes das uvas – calcule oito uvas por codorna

Quando as codornas estiverem prontas, adicione as uvas. Junte o caldo de vitela para deglaçar a panela, feche a tampa e leve para uma rápida fervura.

Sirva imediatamente em uma caçarola.

Rendimento: 6 porções.

Suflê gelado de cereja

Suflê gelado de amora, na falta de cereja, que não estava na época.

Receita original do chef Paul Bocuse

Ingredientes

500 ml de purê de cerejas

cerejas para guarnição

2 colheres (sopa) de licor de marasquino e um pouco mais para escalfar as cerejas

16 gemas

500g de açúcar

500 ml de leite

500 ml creme de leite fresco

20 g de goma xantana finamente esmagada

papel manteiga

Preparo

Remova os cabinhos e semente das cerejas que serão usadas de guarnição. Escalfe-as em xarope com licor marasquino, deixe esfriar.

Bata os ovos e o açúcar até que a mistura fique espessa e clara. Acrescente um pouco de leite, misture, bata novamente e coloque tudo em uma panela, em fogo médio, mexendo constantemente até que a mistura engrosse e grude na colher.

Remova do calor e mexa constantemente até esfriar.

Então coloque o creme de leite fresco, a goma xantana esmagada e o purê de cerejas.

Ponha uma tigela em gelo e coloque a mistura, batendo bastante até ficar espessada.

Cole ao redor de tigelinhas de sobremesa o papel manteiga, cerca de 5 cm acima das bordas.

Encha as tigelinhas até 1 cm da borda do papel , deixe a superfície lisa, coloque as cerejas escalfadas em cima para enfeite e gele por 3 horas no refrigerador.

Cássio Cachoeira e Maurício Smijtink.

Jomar Brustolim, Mário Coelho, Cláudio Ribas (Percy Glaser encoberto) e Luiz Augusto Xavier.

Rendimento: 4 porções.

Bernardo Fucks, Fabrício Dantas, Eduardo Ballão e Claudio Stringari.

Wanderley e Wagner Montemurro.

Luiz Augusto Xavier e Lúcio Ernlund.

Linha de produção…

Reinaldo Rocha Loures.

Lúcio Ernlund.

Plínio Zanardi.

João Felipe Radloff.

 

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:
Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos
E-mail: a-teos@uol.com.br

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/a-noite-em-que-a-confraria-do-armazem-homenageou-paul-bocuse/feed/ 0
Da soja ao pé de milho http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/da-soja-ao-pe-de-milho/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/da-soja-ao-pe-de-milho/#comments Tue, 09 Feb 2016 22:34:00 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=15967 Dizem que no Carnaval vale tudo. Em qualquer esfera. Pode ser, mas, mesmo assim, acompanhando parte do desfile das escolas do Rio de Janeiro, professor Afronsius ficou um tanto quanto assustado. Como se sabe, a Unidos da Tijuca levou para a avenida o tema Semeando Sorriso, a Tijuca festeja o solo sagrado. Um belíssimo desfile, […]]]>

Dizem que no Carnaval vale tudo. Em qualquer esfera. Pode ser, mas, mesmo assim, acompanhando parte do desfile das escolas do Rio de Janeiro, professor Afronsius ficou um tanto quanto assustado. Como se sabe, a Unidos da Tijuca levou para a avenida o tema Semeando Sorriso, a Tijuca festeja o solo sagrado.

Um belíssimo desfile, como os demais, por supuesto, já que as escolas remetem o espectador a performances no melhor estilo Cirque Du Soleil.

Neste ano, a Unidos da Tijuca prestou homenagem à cidade mato-grossense Sorriso, reconhecida como a capital nacional da soja. E foi aí que o professor Afronsius fez cara feia. Forçando, posto que já nasceu feio. É que, ao se referir a um grupo fantasiado de espigas de milho, o comentarias da TV não deixou por menos:

– Eles estão representando a soja…

Entre um pé de milho e a soja vai uma tremenda diferença. Para dizer o mínimo.

Do Mato Grosso para o mundo

Sorriso, isso mesmo, é um município da região norte do Mato Grosso, às margens da BR-163. Está entre as dez maiores cidades do Estado. A população é de um pouco mais de 80 mil habitantes, reunindo migrantes de todas as regiões do país, principalmente do Sul e Nordeste. A emancipação político-administrativa de Sorriso ocorreu em 1986, mas sua colonização começou na década de 70.

O site oficial da prefeitura informa ainda:

Em 26 de dezembro de 1980,”a pequena agrovila encravada em pleno sertão mato-grossense foi elevada a categoria de distrito, pertencente ao município de Nobres. Em 20 de março de 1982 foi instalada a Subprefeitura no Distrito de Sorriso”.

No dia 13 de maio de 1986, com a Lei 5.002, o distrito de Sorriso foi elevado à categoria de município, desmembrado das cidades de Nobres, Sinop e Paranatinga. Sinop, como se sabe, é velha conhecida dos paranaenses.

Individualmente, Sorriso é o município que mais produz grãos no Brasil: 3% da produção nacional e 17% da produção estadual. Em seus 600 mil hectares agricultáveis, produz mais de 5,6 milhões de toneladas de grãos em um único ciclo de cultura; além de 26,4 mil toneladas de pluma de algodão. A soja é a principal cultura, atingindo quase 84% da produção, seguida pelo milho. E aí voltamos à reação do professor Afronsius:

– Depois da soja, o milho lidera, mas não é por isso que se vai confundir uma leguminosa com o cereal da família das gramíneas

ENQUANTO ISSO…

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/da-soja-ao-pe-de-milho/feed/ 0
Briga em apuração do Carnaval em SP gera piadas na rede http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/briga-em-apuracao-do-carnaval-em-sp-gera-piadas-na-rede/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/briga-em-apuracao-do-carnaval-em-sp-gera-piadas-na-rede/#comments Tue, 09 Feb 2016 21:25:53 +0000 Júlio Boll http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/?p=150 A apuração dos desfiles de São Paulo consagrou a Império de Casa Verde, mas também movimentou as redes sociais nesta terça (9) por outro motivo. Um dos juízes não creditou a nota de Evolução para a própria Império, e neste momento dirigentes revoltados avançaram para a área de leitura das notas. Logo em seguida, a […]]]>

A apuração dos desfiles de São Paulo consagrou a Império de Casa Verde, mas também movimentou as redes sociais nesta terça (9) por outro motivo. Um dos juízes não creditou a nota de Evolução para a própria Império, e neste momento dirigentes revoltados avançaram para a área de leitura das notas.

Logo em seguida, a nota de Harmonia para a escola Dragões da Real também não foi anunciada, gerando uma pancadaria generalizada. Uma pessoa, integrante da Unidas da Vila Maria, foi presa pela Polícia Civil.

Como sempre, a briga rendeu piadas entre os internautas, com publicações no Facebook e no Twitter comentando o fato, relembrando embates no seriado Chaves e até o apresentador do último Miss Universo; confira:

Jurado do Miss Universo, que confundiu os nomes, foi lembrado por Hugo Gloss

Apresentador do Miss Universo, que confundiu os nomes, foi lembrado por Hugo Gloss

Chloe lembrou de outra "polêmica": É biscoito ou bolacha?

Chloe lembrou de outra “polêmica”: É biscoito ou bolacha?

Como sempre, no Twitter, a “zoeira” foi bem além:

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/briga-em-apuracao-do-carnaval-em-sp-gera-piadas-na-rede/feed/ 0
Antes do previsto, Airbus realiza primeiro voo do A321neo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/antes-do-previsto-airbus-realiza-primeiro-voo-do-a321neo/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/antes-do-previsto-airbus-realiza-primeiro-voo-do-a321neo/#comments Tue, 09 Feb 2016 19:06:54 +0000 Gustavo Ribeiro http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/?p=1811 O Airbus A321neo tomou os céus pela primeira vez na manhã desta terça-feira (9). O avião, de matrícula D-AVXB, decolou do aeroporto de Hamburgo, na Alemanha, e efetuou um voo com 5 horas e 29 minutos de duração no norte do país. O voo inaugural do A321neo ocorreu bem antes do planejado, que era no […]]]>
Primeira decolagem do Airbus A321neo (Foto: Divulgação/Airbus)

Primeira decolagem do Airbus A321neo (Foto: Divulgação/Airbus)

O Airbus A321neo tomou os céus pela primeira vez na manhã desta terça-feira (9). O avião, de matrícula D-AVXB, decolou do aeroporto de Hamburgo, na Alemanha, e efetuou um voo com 5 horas e 29 minutos de duração no norte do país.

O voo inaugural do A321neo ocorreu bem antes do planejado, que era no segundo semestre deste ano. A partir de agora, a aeronave vai passar por diversos testes antes da entrega programada ainda para 2016.

O A321neo é o modelo mais longo da família A320neo. O irmão A320neo já está em operação nas companhias aéreas desde janeiro e família toda já acumula 1.900 horas em 640 voos desde o primeiro voo, em setembro de 2014.

O A321neo tem capacidade para transportar até 240 passageiros em classe única. O avião que voou nesta terça-feira é equipado com motores CFM LEAP-1A.

Abaixo, o resumo do voo do D-AVXB no FlightRadar24.com. Clique na imagem para acompanhar as informações.

Resumo do primeiro voo do Airbus A321neo (Reprodução/Flightradar24.com)

Resumo do primeiro voo do Airbus A321neo (Reprodução/Flightradar24.com)

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/antes-do-previsto-airbus-realiza-primeiro-voo-do-a321neo/feed/ 0
Dilma corre risco de cair com reforma da Previdência http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/dilma-corre-risco-de-cair-com-reforma-da-previdencia/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/dilma-corre-risco-de-cair-com-reforma-da-previdencia/#comments Tue, 09 Feb 2016 17:49:06 +0000 Célio Martins http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/?p=3669 Parte dos movimentos sociais e sindical, que tiveram papel decisivo até agora para contrabalancear as forças na “batalha do impeachment”, acenam com a possibilidade de abandonar a presidente Dilma Rousseff caso o governo insista na aprovação de medidas que tirem direitos dos trabalhadores na reforma da Previdência Social. Por enquanto, grande parte dos líderes sindicais […]]]>
Faixa mostra promessa de Dilma na campanha eleitoral da reeleição.

Faixa mostra promessa de Dilma na campanha eleitoral da reeleição.

Parte dos movimentos sociais e sindical, que tiveram papel decisivo até agora para contrabalancear as forças na “batalha do impeachment”, acenam com a possibilidade de abandonar a presidente Dilma Rousseff caso o governo insista na aprovação de medidas que tirem direitos dos trabalhadores na reforma da Previdência Social.

Por enquanto, grande parte dos líderes sindicais e de movimentos populares descontentes com as iniciativas do Planalto prefere cautela. Ainda há a expectativa de conseguir convencer o governo a mudar a pauta, com outras medidas para buscar receitas e corte de gastos.

Até janeiro, a Força Sindical era a central que se posicionava mais durante contra as reformas propostas por Dilma. Agora, além de outras centrais, sindicatos e federações de trabalhadores de todo o país começam a se mobilizar para barrar a retirada de direitos dos trabalhadores, como, por exemplo, limitar a idade mínima para as aposentadorias e a padronização das regras de homens e mulheres.

Sindicalistas ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e à União Geral dos Trabalhadores (UGT), centrais que apoiam abertamente o governo e lideraram mobilizações contra o impeachment, já admitem retirar o apoio à presidente em caso de o governo insistir na reforma como está sendo proposta.

“Em último caso, não está descartada a possibilidade de negociar com a oposição a não retirada de direitos dos trabalhadores em troca do apoio ao impeachment da presidente”, diz um líder sindical ligado ao grupo que até agora apoiou Dilma e que pediu para não ser identificado.

O presidente da UGT, Ricardo Patah, afirmou em mais de uma ocasião que as propostas não podem tocar nos direitos dos trabalhadores. Ele diz que esse ponto é inegociável. “A UGT conclama os brasileiros e suas lideranças sindicais a resistirem, por todos os meios ao seu alcance, a mais estes ataques aos direitos e conquistas que a duras penas foram acumulados ao longo da história de lutas da classe trabalhadora brasileira”, manifestou a central, em nota.

Nos movimentos sociais, a avaliação é que propostas como a reforma da Previdência e de mudanças trabalhistas, que ferem a CLT, podem representar o fim do governo Dilma.

“Até agora, a presidente barrou os defensores do impeachment graças à resistência de setores da sociedade como os sindicatos, as centrais sindicais, os sem-terra, o movimento de moradia e os estudantes. Se mexer com os trabalhadores, a Dilma cai em menos de dois meses”, prevê um integrante de movimento social, que também pediu para não ter seu nome divulgado. Ele prefere aguardar as negociações para barrar a investida do governo.

O presidente da Confederação Brasileira de Aposentados (Cobap), Warley Martins, rechaça a reforma proposta por Dilma. “Sou contra nova reforma. Vamos combater nas ruas. Meu voto será sempre contrário a qualquer tentativa de retirar direitos dos trabalhadores”, afirmou.

O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, diz que os movimentos irão para “o enfrentamento” contra a reforma. Para ele, Dilma vai perder o apoio dos que foram às ruas defender seu mandato.

Líderes que articulam a reação à ofensiva de Dilma preveem apoio de parlamentares do PT descontentes com os rumos do governo. Nesse grupo estariam deputados e até senadores que têm participado de discussões para a criação de um novo partido.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/dilma-corre-risco-de-cair-com-reforma-da-previdencia/feed/ 0
5 séries antiguinhas que fazem falta no Netflix http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/5-series-antiguinhas-que-fazem-falta-no-netflix/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/5-series-antiguinhas-que-fazem-falta-no-netflix/#comments Tue, 09 Feb 2016 12:00:46 +0000 Willian Bressan http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/?p=2933 Hoje é o último dia de carnaval e e por mais que o Netflix tenha milhares de títulos, você fica horas e horas procurando e chega aquela conclusão: faltava “aquela” série preferida, não é? via GIPHY Pensando nisso, listei as 5 séries antiguinhas que fazem falta no meu Netflix. (ou seja, é uma lista bem […]]]>

Hoje é o último dia de carnaval e e por mais que o Netflix tenha milhares de títulos, você fica horas e horas procurando e chega aquela conclusão: faltava “aquela” série preferida, não é?

via GIPHY

Pensando nisso, listei as 5 séries antiguinhas que fazem falta no meu Netflix. (ou seja, é uma lista bem pessoal).

1. Bewitched

Com 8 temporadas, “A Feiticeira” mostrava a divertidíssima Elizabeth Montegomery como a bruxa Samantha, casada com um mortal, James (Dick Sargent/Dick York) que lidava com o desafio de ter uma vida normal e sem mágica. As cenas divertidas com a Tia Clara (Marion Lorne) e, principalmente Endora (Agnes Moorehead) deram vida longa à série. É para sentar e assistir vários de uma só vez com uma única preocupação em mente: dar boas risadas.

 

via GIPHY

2. The Golden Girls

Chamado de “Supergatas” no Brasil, “The Golden Girls” foi uma sitcom exibida na NBC entre 1985 e 1992 e mostrava as aventuras de quatro mulheres da terceira idade que resolvem morar juntas em uma casa em Miami (só o plot é interessantíssimo e rende boas gargalhadas). O elenco tinha as atrizes (fantásticas) Beatrice Arthur, Betty White, Rue McClanhan e Estelle Getty, que protagonizaram cenas divertidíssimas – algumas delas disponibilizadas no Youtube – e a atração se tornou um cult da TV americana.

3. Popular

Eu confesso: sou fã dos trabalho de Ryan Murphy (“Glee”, “American Horror Story”) e “Popular” foi o começo da ascensão da carreira dele como produtor-executivo na TV americana. Aí estão sementes que, anos depois, seriam melhor desenvolvidas em “Glee”, que durou seis temporadas. Com humor ácido e apenas duas temporadas, Murphy mostrava o cotidiano de adolescentes em uma escola norte-americana. O humor ácido e a sátira se juntavam aos dramas pesados mostrados nos episódios. Assim como em outras séries posteriores assinadas por Murphy, os diálogos navegam com amplas referências da cultura pop.

4. Nip/Tuck

Outro trabalho de Ryan Murphy, provavelmente o mais “masculino” deles. A série era protagonizada por dois médicos cirurgiões plásticos vividos por Julian McMahon
e Dylan Walsh e abordava o lado obscurso das cirurgias plásticas e a obsessão das pessoas pela beleza e perfeição. Apesar de ser um drama, assim como em todos os trabalhos de Ryan, destaca-se a fina ironia e a crítica ao comportamento. Belas atuações de Joely Richardson e Bruno Campos, ator brasileiro que abandonou a carreira.

5. Sex and the city

Essa dispensa apresentações, não é mesmo? Carrie, Miranda, Samantha e Charlotte protagonizaram seis anos de muitos risos, dramas e, claro, discussões sobre sapatos. Mas quem diz que a série é uma futilidade e “coisa de mulher” não deve ter examinado mais a fundo. Na verdade, trata-se de uma crônica dos relacionamentos e é impossível não se identificar um pouquinho com cada uma das protagonistas. “Sex and the city” fica mesmo como um sonho porque foi produzida pela HBO e o canal fechou um contrato de exclusividade com a Amazon, que exibirá séries do canal em seu serviço Prime Instant Video, que infelizmente não está disponível no Brasil.

via GIPHY

E você? De quais séries sente falta?

>>> 5 séries antigas que voltam ao ar em 2016 com o elenco original

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/5-series-antiguinhas-que-fazem-falta-no-netflix/feed/ 0
Pra quem não sabe… http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/pra-quem-nao-sabe/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/pra-quem-nao-sabe/#comments Mon, 08 Feb 2016 22:10:16 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=15962 Sob a batuta do quarterback Peyton Manning, o Denver Broncos faturou o terceiro Super Bowl de sua história. No Levi’s Stadium, em Santa Clara, Califórnia, o Broncos derrotou o Carolina Panthers por 24 a 10. E o futebol americano, mais uma vez, dominou a audiência em todo o mundo. E dando show. Mas, como muita […]]]>

Sob a batuta do quarterback Peyton Manning, o Denver Broncos faturou o terceiro Super Bowl de sua história. No Levi’s Stadium, em Santa Clara, Califórnia, o Broncos derrotou o Carolina Panthers por 24 a 10. E o futebol americano, mais uma vez, dominou a audiência em todo o mundo. E dando show.

Mas, como muita gente ainda, ainda, reclama (“não entendo esse jogo”), a Agência Brasil, na véspera da decisão, cumpriu o papel da imprensa, o de bem informar. Ao noticiar a decisão do Super Bowl, publicou uma segunda matéria, também assinada por Marcelo Brandão: Entenda o futebol americano.

– O futebol americano é um jogo de conquista de território. Cada time tem quatro jogadas para avançar dez jardas (9,14 metros) com a bola. Caso avance, ganha direito a mais quatro jogadas e assim por diante. Caso não consiga, devolve a bola para o time adversário, que terá sua oportunidade de atacar.

Cada time conta com 11 jogadores titulares de ataque e 11 de defesa. O quarterback é uma espécie de “camisa 10” do time. É das mãos dele que sai a maioria das jogadas de ataque, seja lançando a bola para outros jogadores ou entregando nas mãos de um companheiro para uma corrida. Em algumas jogadas, ele mesmo corre com a bola.

A principal pontuação do jogo é o touchdown e vale seis pontos. Um touchdown acontece quando um jogador recebe a bola no fundo do campo adversário ou corre com ela até lá (local chamado de “end zone”). Após o touchdown, o time tem direito a tentar um ponto extra, chutando a bola no meio das traves. O time também pode tentar uma conversão de dois pontos, através de uma jogada normal de ataque a partir da linha de duas jardas, passando ou correndo com a bola até a end zone.

Outra pontuação recorrente nas partidas é o field goal. É um chute executado pelo kicker, jogador que só entra em campo em situações de chute. O field goal rende três pontos ao time se a bola chutada passar pelo meio das traves no fundo do campo. Após uma pontuação, a bola é devolvida ao adversário, para que ele inicie sua campanha de ataque.

Existem várias situações caracterizadas como falta no futebol americano. Dentre elas estão agarrar a grade do capacete do adversário, atingir o adversário “cabeça com cabeça” ou acertá-lo após o término da jogada.

Professor Afronsius leu, agradeceu, copiou e arquivou o texto.

– Quando alguém disser que não entende esse tal jogo, passo-lhe uma cópia. Não precisarei mais dar o recado: consulte o Flavio Stege Júnior, o underdog do Luzitano com Z.

ENQUANTO ISSO…

 

 

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/pra-quem-nao-sabe/feed/ 0
4 aplicativos para dias de ressaca http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/4-aplicativos-para-dias-de-ressaca/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/4-aplicativos-para-dias-de-ressaca/#comments Mon, 08 Feb 2016 20:47:29 +0000 Júlio Boll http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/?p=139 O Carnaval está quase chegando ao fim, mas sempre há tempo para curtir mais uma festa. Como a folia é marcada por muito bebedeira, muitas vezes o celular se torna uma “arma” perigosa na mão de pessoas que passaram um pouco da linha na hora de virar o copo. Para ajudar essas pessoas (ou evitar alguns […]]]>

O Carnaval está quase chegando ao fim, mas sempre há tempo para curtir mais uma festa. Como a folia é marcada por muito bebedeira, muitas vezes o celular se torna uma “arma” perigosa na mão de pessoas que passaram um pouco da linha na hora de virar o copo.

Para ajudar essas pessoas (ou evitar alguns momentos desconfortáveis), o Bad, Bad Server elegeu 4 aplicativos para te ajudar em momentos em que “2 + 2 não é igual 4″ e também no dia seguinte, quando o mundo parece sem rumo. Vamos às dicas:

1. Modo bêbado

Você caprichou na “marvada” e sempre corre para o celular atrás do número do seu ex-namorado (a)? Eis a salvação! O Modo Bêbado bloqueia números pré-selecionados e só libera após ser ativado, evitando que você faça aquela ligação no meio da madrugada pedindo para voltar ou produzindo aquela DR às 4 horas da manhã regada a álcool. Ao tentar liberar o contato, a pessoa precisa resolver equações matemáticas simples. Até o momento, o app só possibilita o bloqueio de chamadas telefônicas – mas a intenção das próximas versões é bloquear o WhatsApp e o envio de SMS. Vamos aguardar!

-Modo Bêbado. Grátis. Em português. Somente para Android. Para baixar, clique aqui.


  2. Superar Ressaca

Esse aplicativo já é indicado para quem está “acabado” no dia seguinte, e não quer saber de sair da cama. Em inglês, você responde perguntas como “sua boca está muito seca?” ou então “quais partes do seu corpo doem?” para avaliar qual é o seu nível de bebedeira, indicando remédios úteis e qual é a quantidade de água recomendada.

-Superar Ressaca. Grátis. Em inglês. Somente para iOs. Para baixar, clique aqui.


  3. Drunk Lock

Se você fica um bêbado empolgado com redes sociais e faz milhares de postagens durante a bebedeira, essa dica é perfeita: também pedindo para resolver problemas matemáticos (nos níveis fácil, médio e difícil), o usuário fica bloqueado de abrir o Snapchat, Facebook, Twitter e o WhatsApp. Chega de publicações inesperadas na manhã seguinte!

-Drunk Lock. Grátis. Em inglês. Somente para Android. Para baixar, clique aqui.


  4. Drink test Scanner

Com testes rápidos puxando até fotos de amigos – para identificar o conhecido na imagem – e contas numéricas, o Drink Test Scanner avalia seu grau de embriaguez com um simples teste. Aí resta você acreditar no resultado. Para chegar à avaliação final, ele estima seu nível de álcool no sangue com base no toque do seu dedão na tela, idade, sexo e os tipos de drinks que consumiu.

-Drink Test Scanner. Grátis. Em inglês. Somente para Windows Phone. Para baixar, clique aqui.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/4-aplicativos-para-dias-de-ressaca/feed/ 0
Pudim de claras que é um sonho http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/vosso-blog-de-comida/pudim-de-claras-que-e-um-sonho/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/vosso-blog-de-comida/pudim-de-claras-que-e-um-sonho/#comments Mon, 08 Feb 2016 18:32:21 +0000 Jussara Voss http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/vosso-blog-de-comida/?p=2247 Deu certo e eu fiquei muito orgulhosa. Não imaginava que um dia enfrentaria o famoso pudim de claras da minha tia amada. Linda, como a chamávamos. Doceira de mão cheia, fazia doces como ninguém, carregada de herança portuguesa forte. Depois da sua morte, uma das noras assumiu o posto. Um dia, sonhando com a sobremesa, me […]]]>

Deu certo e eu fiquei muito orgulhosa. Não imaginava que um dia enfrentaria o famoso pudim de claras da minha tia amada. Linda, como a chamávamos. Doceira de mão cheia, fazia doces como ninguém, carregada de herança portuguesa forte. Depois da sua morte, uma das noras assumiu o posto. Um dia, sonhando com a sobremesa, me enchi de coragem e pedi a receita, que ela já foi falando, “muito fácil, bate 12 claras grandes ou 14, coloca duas colheres de sopa de açúcar para cada clara e pronto. Bate até ficar bem firme. Caramelize uma forma de pudim grande e asse em banho-maria em forno baixo por 30 minutos mais ou menos”. Só isso?, pensei, logo esqueci da ideia, acho que atormentada pelo medo de errar.  Deixei passar um tempo e com muita coragem novamente, pedi por escrito. Recebi uma foto do caderno original. Nada de diferente do que a primeira explicação dada. Com algumas dicas que minha anjo da guarda me ensinou: quando terminar de assar, mais ou menos 35 minutos, desligue e deixe esfriar no forno; e com as costas da colher aperte bem quando colocar o suspiro na forma; pronto, lá estava eu diante da belezura. Agora, que já fiz umas quatro vezes e acertei todas, posso falar também, é mesmo muito fácil. Lembre, coloque duas colheres de sopa rasas de açúcar por clara e bata bem até ficar no ponto de suspiro duro. Bata as claras primeiro em velocidade baixa e depois coloque o açúcar até virar um merengue firme. O segredo é dar umas batidinhas quando colocar as claras na forma para tirar todo o ar. Na primeira vez que fiz ficou um buraco de um lado, disfarcei colocando o creme. Ah, esqueci, para acompanhar, faça um creme com as gemas e jogue por cima quando desenformar. O pudim vai crescer bastante, não se assuste, depois volta. Passe uma faca para soltar da forma e coloque em um prato meio fundo para a calda não escorrer. Achei mais fácil do que fazer ovos nevados, que nunca acerto como quero, sempre fica meia boca. Quase esqueci de tirar a foto, tentei um truque para esconder a parte já servida, que como podem ver, não funcionou. Coloque na geladeira antes de servir. Você vai impressionar seus convidados. Se eu acertei, você também conseguirá.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/vosso-blog-de-comida/pudim-de-claras-que-e-um-sonho/feed/ 0
Olha o Super Bowl aí, gente! http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/olha-o-super-bowl-ai-gente/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/olha-o-super-bowl-ai-gente/#comments Sun, 07 Feb 2016 22:09:37 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=15957 País do futebol? Que seja e continue assim, mas, também e igualmente, já é o país do futebol americano, que continua arrebanhando fãs pelo Brasil afora. Para irritação de alguns que ainda acham que é “coisa de colonizado”. Segundo a BBII – Briosa, Brava e Indormida Imprensa -, “a cada ano mais brasileiros acompanham o […]]]>

País do futebol? Que seja e continue assim, mas, também e igualmente, já é o país do futebol americano, que continua arrebanhando fãs pelo Brasil afora. Para irritação de alguns que ainda acham que é “coisa de colonizado”.

Segundo a BBIIBriosa, Brava e Indormida Imprensa -, “a cada ano mais brasileiros acompanham o principal campeonato de futebol americano, a National Football League (Liga Nacional de Futebol), ou simplesmente NFL”.

E o Super Bowl, a grande final da Liga, disputada por 32 times dos Estados Unidos, é o ápice. No ano passado, a edição teve uma torcida de 114 milhões de pessoas só nos Estados Unidos. Um ano antes, as transmissões alcançaram 112 milhões de telespectadores.

Segundo mercado

Pesquisa do Ibope Repucom, encomendada pela ESPN, revelou que 27 milhões de brasileiros têm interesse pelo esporte. O Brasil, de acordo com a pesquisa, é o segundo maior mercado da NFL fora dos Estados Unidos. À frente do Brasil, só o México.

O Super Bowl de 2015, segundo a ESPN Brasil que transmite a NFL, foi visto por mais de meio milhão de pessoas. A maior audiência nos últimos quatro anos, superando em 73% o número de espectadores da edição anterior.

Não dá para ignorar, por supuesto.

ENQUANTO ISSO…

 

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/olha-o-super-bowl-ai-gente/feed/ 0
Blitz, a dois passos do paraíso http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/musica-urbana/blitz-a-dois-passos-do-paraiso/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/musica-urbana/blitz-a-dois-passos-do-paraiso/#comments Sun, 07 Feb 2016 17:51:00 +0000 César Brecailo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/musica-urbana/?p=251 Sabe aquela história do tipo “o que você estava fazendo exatamente na hora que as torres gêmeas foram atacadas?” ou  “onde você estava quando derrubaram o muro de Berlim?”. Pois é, eu me lembro exatamente o momento em que ouvi Blitz pela primeira vez: foi estranho, pois eu aparentemente não gostei muito, achei até meio bizarro. Mas as frases de […]]]>

Sabe aquela história do tipo “o que você estava fazendo exatamente na hora que as torres gêmeas foram atacadas?” ou  “onde você estava quando derrubaram o muro de Berlim?”. Pois é, eu me lembro exatamente o momento em que ouvi Blitz pela primeira vez: foi estranho, pois eu aparentemente não gostei muito, achei até meio bizarro. Mas as frases de “Você Não Soube Me Amar” não saíram da minha cabeça e, ao acordar no dia seguinte, já adorava aquela banda esquisita que nem conhecia direito e que pedia uma porção de batatas fritas com Chopp no meio da música.

Era um final de domingo (meio depressivo pra mim, como todo final de domingo — essa sensação semanal persiste até hoje) e tocava aquela música de abertura do Fantástico, decretando o fim do final de semana, mas justamente nesse programa deprê do Fantástico exibiram pela primeira vez o videoclipe da música.

Assim que a banda lançou seu primeiro disco (na época, ainda era vinil), “As Aventuras da Blitz”, ganhei não somente uma música preferida, mas todo um repertório que ficou por muito tempo rodando no meu toca discos, e eles ganharam um admirador fervoroso. Esse primeiro disco tinha uma peculiaridade que aguçou por muito tempo minha curiosidade: como era uma época de censura forte — e eles eram um grupo de imagem desafiadora e com uma língua afiada — esse disco veio com duas faixas RISCADAS. Eu sei que pode parecer difícil entender uma coisa dessas pra quem não viveu essa época, mas é isso mesmo: você comprava o disco e ele vinha com as duas últimas faixas totalmente inutilizadas. Tente imaginar o que não passava pela nossa cabeça: garotos de quinze anos, imaginando o que poderia ter naquelas letras censuradas.

 Além do visual colorido e alegre que chamava atenção  geral, a banda contava com duas vocalistas que deixava a  mim e todos meus amigos, simplesmente apaixonados:  Márcia Bulcão e Fernada Abreu. Me lembro de  uma apresentação da banda no Teatro Guaíra,  onde tínhamos a impressão de que elas olhavam dentro  dos nossos olhos e faziam o show praticamente só para  nós (lógico que era apenas imaginação de garotos — que  pena…)

Estou contando isso porque na semana passada assisti a mais um show da Blitz, com nova formação e não mais com nossas musas do passado (entraram duas novas), mas ainda contando com a mesma presença de palco do eterno “Menino do Rio” Evandro Mesquita, com seus 63 anos — mas levada de garoto — o baterista Juba e Billy nos teclados, da formação inicial. O show aconteceu no Iate Clube de Caiobá (parabéns à diretoria pela bela festa e pelos 55 anos do clube) e, apesar da idade das músicas,(pra mim música boa não tem idade) elas ainda funcionam muito bem, animando uma plateia em sua maioria na faixa dos 40 anos.

A banda soube mesclar seus principais sucessos com outros clássicos do rock brasileiro dos anos 80 — como “Sonífera Ilha”, dos Titãs, e “Óculos”, dos Paralamas — e também contou com a participação especial de George Israel (Kid Abelha) no sax e vocal.

No final do show, alguns amigos me perguntaram se eu tinha gostado da apresentação, e minha resposta foi “lógico que sim, pois show bom é o que deixa as pessoas felizes!”. Um bom show é aquele que faz as pessoas saírem mais felizes do que quando chegaram, e isso a Blitz ainda faz muito bem!

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/musica-urbana/blitz-a-dois-passos-do-paraiso/feed/ 0
Pizza Vesúvio, a que tem “vulcõezinhos” na borda http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/pizza-vesuvio-a-que-tem-vulcoezinhos-na-borda/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/pizza-vesuvio-a-que-tem-vulcoezinhos-na-borda/#comments Sun, 07 Feb 2016 02:29:33 +0000 Anacreon de Téos http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/?p=13600 Acho que passei batido quando do lançamento. Pelo material que recebo aqui já é relançamento de um dos maiores sucesso na história do Avenida Paulista Pizzeria. Relançamento? E o lançamento foi quando? Pesquiso, pesquiso e descubro ter sido em 2014, mas não há data precisa. Então, deduzo, ficou tudo meio camuflado, pois não há também […]]]>
pedro@pedronossol.com.br

A Pizza Vesúvio, que volta ao cardápio do Avenida Paulista Pizzeria ainda neste mês. (Foto/ Pedro Nossol)

Acho que passei batido quando do lançamento. Pelo material que recebo aqui já é relançamento de um dos maiores sucesso na história do Avenida Paulista Pizzeria. Relançamento? E o lançamento foi quando? Pesquiso, pesquiso e descubro ter sido em 2014, mas não há data precisa.

Então, deduzo, ficou tudo meio camuflado, pois não há também outros registros da tal pizza. Ah, sim, estamos falando da Pizza Vesúvio, referência ao mais famoso vulcão da Itália – aquele que entrou em atividade com tal fúria que acabou com a cidade de Pompeia há uns dois mil anos.

Mas o que tem o vulcão com a pizza? Tem tudo a ver, pois a borda é trabalhada em forma de uma série de pequenos “vulcões” recheados com queijo fundido. Quando assada, explicam, o queijo escorre como lava sobre o molho de tomates.

E não é qualquer molho de tomates. O Avenida Paulista costuma trabalhar com produtos italianos e o molho é feito de tomates San Marzano. Muçarela e calabresas artesanais picantes, além de rodelas bem finas de alho-poró finalizam a receita.

Ficou interessado, intrigado ou com água na boca? Vai ter de esperar só mais um pouquinho, pois o anúncio de lançamento é para a segunda quinzena do mês. Mas achei a ideia tão interessante que não me segurei e já anuncio aqui.

A Pizza Vesúvio (8 pedaços) vai custar R$ 90.

Avenida Paulista Pizzeria

Rua Emiliano Perneta, 680 – Centro

Fone:(41) 3322-4508

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/panela-do-anacreon/pizza-vesuvio-a-que-tem-vulcoezinhos-na-borda/feed/ 0
Sambando e aprendendo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/sambando-e-aprendendo/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/sambando-e-aprendendo/#comments Sat, 06 Feb 2016 23:09:57 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=15949 Depois de morar anos, muitos anos, na Marechal Mallet, Juvevê, um cidadão descobriu, enfim, quem foi o homenageado que virou nome de rua em Curitiba. Émile Louis Mallet, mais conhecido como Emílio Mallet, ou Barão de Itapevy. Foi um militar brasileiro, embora nascido na França, em Dunquerque, em 10/06/1801. Viria a falecer no dia 2/01/1886, […]]]>

Depois de morar anos, muitos anos, na Marechal Mallet, Juvevê, um cidadão descobriu, enfim, quem foi o homenageado que virou nome de rua em Curitiba. Émile Louis Mallet, mais conhecido como Emílio Mallet, ou Barão de Itapevy. Foi um militar brasileiro, embora nascido na França, em Dunquerque, em 10/06/1801. Viria a falecer no dia 2/01/1886, no Rio de Janeiro.

Em 1932, o decreto 21.196 conferiu a ele o título de Patrono da Artilharia Brasileira.

E o Marquês de Sapucaí, quem foi?

História na passarela

A Beija-Flor de Nilópolis leva a resposta a quem já foi muitas vezes à Marquês de Sapucaí, que dá nome à passarela do samba, e ainda não sabe quem foi o marquês. Um mineiro. Nasceu em Congonhas de Sabará, que depois passou a ser chamada de Nova Lima. Isso, ou tudo isso, deu gancho para o enredo Mineirinho Genial! Nova Lima – Cidade Natal. Marquês de Sapucaí – O Poeta Imortal!

A Agência Brasil, em matéria de Cristina Índio do Brasil, traz uma entrevista com Fran Sérgio, um dos carnavalescos que compõem a comissão de criação da Beija-Flor. Ele reconhece que a história do Marquês é, pelo menos até certo ponto, desconhecida. E conta:

– É uma personalidade muito importante para a época dele e que é pouco falada. As pessoas não conhecem; muitos nem sabem que ele é brasileiro. Acham que ele é português e que veio para o Brasil.

Professor Afronsius achou  o texto insuficiente. E foi atrás do restante, já que a matéria não citava nem o nome de registro do cabôco. E pinçou o que se segue:

– Poeta e músico, Cândido José de Araújo Viana (eis o nome!) é o marquês que  veio a ser primeiro – e único – Visconde com Grandeza e Marquês de Sapucaí. Nasceu em Nova Lima, então Congonhas de Sabará, no dia 15 de setembro de 1793. Faleceu no Rio de Janeiro, 23 de janeiro de 1875. Foi ministro da Fazenda e ministro da Justiça, conselheiro de Estado, deputado geral, presidente de Província e senador de 1840 a 1875, eleito pela província de Minas Gerais. Ocupou a presidência do Senado de 1851 a 1853.

Bacharel em direito, acabou deputado constituinte em 1823 e deputado geral representando Minas Gerais por três mandatos. Ocupou as presidências das províncias de Alagoas e do Maranhão. Foi ainda procurador da Coroa, fiscal do Tesouro e ministro do Supremo Tribunal de Justiça, ministro da Fazenda e nomeado membro extraordinário do Conselho de Estado a partir da data de sua criação.

A Beija Flor vai mostrar também que, antes de chegar à capital do império, o nosso Cândido foi para Portugal, estudar em Coimbra, por supuesto. Depois já com muita saudade do Brasil, voltou.

No mais, que o desfile seja um sucesso.

ENQUANTO ISSO…

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/sambando-e-aprendendo/feed/ 0
Site mostra qual é a sua foto mais visualizada no Facebook http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/site-mostra-qual-e-a-sua-foto-mais-visualizada-no-facebook/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/site-mostra-qual-e-a-sua-foto-mais-visualizada-no-facebook/#comments Sat, 06 Feb 2016 18:53:19 +0000 Júlio Boll http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/?p=135 Atire a primeira pedra quem nunca ficou empolgado em ver a sua foto atingindo mais de 100 curtidas e comentários no Facebook. Mas um grande volume de “likes” nem sempre é sinônimo de visualizações, pois muitas vezes os usuários acabam vendo sua publicação e não interagindo. O site CoolTest.me veio para isso. Basta acessar (http://pt.cooltest.me/ceamai_pt.html), […]]]>

Atire a primeira pedra quem nunca ficou empolgado em ver a sua foto atingindo mais de 100 curtidas e comentários no Facebook. Mas um grande volume de “likes” nem sempre é sinônimo de visualizações, pois muitas vezes os usuários acabam vendo sua publicação e não interagindo.

O site CoolTest.me veio para isso. Basta acessar (http://pt.cooltest.me/ceamai_pt.html), sincronizar com o seu perfil na rede social de Mark Zuckerberg e esperar. Ele irá te mostrar qual é a imagem mais visualizada na sua conta, desde que ela foi criada.

Pronto! E então, qual é o seu “ibope”?

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/bad-bad-server/site-mostra-qual-e-a-sua-foto-mais-visualizada-no-facebook/feed/ 0
Ex-Azul, ATR-72-600 ganha cores da TAP Express http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/ex-azul-atr-72-600-ganha-cores-da-tap-express/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/ex-azul-atr-72-600-ganha-cores-da-tap-express/#comments Sat, 06 Feb 2016 18:45:34 +0000 Gustavo Ribeiro http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/?p=1804 O primeiro ATR-72-600 da TAP Express, a nova subsidiária regional da TAP, já saiu do forno. A aeronave que pertence à Azul recebeu as cores da nova empresa e nos próximos dias deve seguir para Portugal. O avião, que ainda tem matrícula brasileira (PR-AKG), sequer chegou a voar pela Azul. Somente realizou processos de nacionalização […]]]>

O primeiro ATR-72-600 da TAP Express, a nova subsidiária regional da TAP, já saiu do forno. A aeronave que pertence à Azul recebeu as cores da nova empresa e nos próximos dias deve seguir para Portugal.

O avião, que ainda tem matrícula brasileira (PR-AKG), sequer chegou a voar pela Azul. Somente realizou processos de nacionalização e foi para o aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, para ser pintado com a identidade visual da TAP Express, ex-Portugália. A matrícula portuguesa será CS-DJA.

Esse é o primeiro de oito ATR-72-600 que a companhia aérea portuguesa vai operar, alguns direto da fábrica da ATR, mas que seriam originalmente destinados à Azul. A TAP Express ainda contará com 9 Embraer E190, também todos da companhia brasileira.

Primeiro ATR-72-600 com as cores da TAP Express (Foto gentilmente cedida por <a href="https://flic.kr/p/DiqG8Z">Gustavo Henrique Braga</a>)

Primeiro ATR-72-600 com as cores da TAP Express (Foto gentilmente cedida por Gustavo Henrique Braga)

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/avioes-em-foco/ex-azul-atr-72-600-ganha-cores-da-tap-express/feed/ 0
“The Voice Kids” deve ter mais uma competidora do Paraná http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/the-voice-kids-tera-mais-uma-competidora-do-parana/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/the-voice-kids-tera-mais-uma-competidora-do-parana/#comments Sat, 06 Feb 2016 13:00:20 +0000 Willian Bressan http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/?p=3013 O episódio “The Voice Kids” que vai ao ar amanhã na RPC deve mostrar mais uma integrante do Paraná. O Sintonizando recebeu a informação de que a nova candidata se chama Catarina e é de Carazinho, uma localidade que pertence ao distrito de Itaicoca, a 30km de Ponta Grossa.   Com Catarina, o Paraná passaria a ter seis […]]]>

O episódio “The Voice Kids” que vai ao ar amanhã na RPC deve mostrar mais uma integrante do Paraná. O Sintonizando recebeu a informação de que a nova candidata se chama Catarina e é de Carazinho, uma localidade que pertence ao distrito de Itaicoca, a 30km de Ponta Grossa.

the voice kids paraná

Carol Passos, Malu Cavalcanti, Wagner Barreto, Rafa Gomes e Pérola Crepaldi representam o Paraná no The Voice Kids (Foto: Isabella Pinheiro / Divulgação Globo / Gshow)

 

Com Catarina, o Paraná passaria a ter seis representantes do estado, juntando-se a Rafa Gomes e Carol Passos (Curitiba), Wagner Barreto (Porto Rico), Malu Cavalcanti (Ubiratã), Pérola Crepaldi (Apucarana) no reality de competição musical da Globo. Vamos sintonizar e torcer! ;)

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/the-voice-kids-tera-mais-uma-competidora-do-parana/feed/ 0
Atire a primeira pedra – crise de imagem http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/360-graus/atire-a-primeira-pedra-crise-de-imagem/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/360-graus/atire-a-primeira-pedra-crise-de-imagem/#comments Sat, 06 Feb 2016 11:23:20 +0000 Sulamita Mendes http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/360-graus/?p=73   É interessante como ficou fácil novamente jogar a corda em uma árvore, como os filmes de “bang-bang” mostram, e enforcar o ladrão de cavalos, mesmo que ele nunca tenha montado em um e mais, que nunca tenha roubado um cavalo. Ou então, que tenha roubado, mas que precisa do devido tempo pra falar “mãe, […]]]>

 

É interessante como ficou fácil novamente jogar a corda em uma árvore, como os filmes de “bang-bang” mostram, e enforcar o ladrão de cavalos, mesmo que ele nunca tenha montado em um e mais, que nunca tenha roubado um cavalo. Ou então, que tenha roubado, mas que precisa do devido tempo pra falar “mãe, me desculpa, foi sem querer” ou algo do gênero, antes de ser enforcado.

Por vezes imaginava como seria o dia a dia de um advogado criminalista e em algumas vezes, olhei torto para alguns quando sabia do caso que defendiam.

Oras, trabalhar com gestão de crises me fez estar mais próxima desta realidade. Normalmente quem nos procura é justamente aquele que a maioria cospe nele.

Sempre num primeiro momento de análise de aceito tal contrato ou não, lembro que todo cidadão tem direito a defesa jurídica, perdão divino e expressar seu pensamento. Neste momento procuro me lembrar qual meu papel como gestora de crises.

Muitas vezes pensam em me contratar como porta-voz ou para a defesa do indivíduo que gerou a crise. Não é esse o papel de um gestor de crises, é muito mais complexo e até complicado de explicar, tanto para quem contrata, como para quem julga porque você aceitou tal contrato.

Vamos por partes. Quem está com a corda no pescoço precisa compreender que o papel do gestor de crises é de auxiliá-lo com técnicas e treinamentos, assim como pesquisas e estratégias de como poder ganhar espaços e oportunidades para que tenha seu direito de expressão garantido.

Para julgar e defender, é preciso que seja contratado outro profissional, um advogado. Que pode e deve fazer parte da equipe que irá gestionar a crise de imagem.

Contratar assessoria de imprensa para um caso onde só o dedinho do pé está segurando pro banquinho não cair e a pessoa ser enforcada, é no mínimo ingenuidade.

Esperem, meus colegas de assessoria, não me enforquem. Assessoria de imprensa deve ser contratada por toda empresa e individuo que irá lidar com o público e precisa estabelecer um diálogo com ele. Uma dessas formas é por meio das notícias nos veículos de comunicação e quem faz a devida ponte é o jornalista ou relações públicas, que trabalha com assessoria de imprensa.

Depois da cacaca estar estabelecida, não adianta comprar um tapete maior pra colocar embaixo. Quando ela já acontece ou está na iminência de acontecer, tem que contratar um profissional com experiência e capacidade para fazer a gestão de crises, que também irá ter como uma das estratégias, a assessoria de imprensa. Que é justamente ensinar como erguer esse tapete, em que momento, como e por quem.

Só que a cacaca já está ali, a forma de expor, em que momento, como, quem irá fazer (sei, já escrevi isso, mas é que quero reforçar pra não ter dúvidas), é que é diferente de uma estratégia de assessoria quando não está instalada a crise. Quando há crise, não é um relacionamento que se estabelece com os meios de comunicação de um dia para outro. Não é uma nota na imprensa ou X releases por mês, que irão reverter a percepção de imagem e a possibilidade de falar algo além do que já está sendo dito. Um passo em falso, por falta de análise do risco e subjugando a situação com soluções simplificadas, pode gerar uma crise na crise.

Como hoje todos crucificam nos meios digitais e nem em grupos de família há o espaço de diálogo quando se pensa diferente, fica mais difícil fazer a gestão de crises. É preciso isenção do gestor que necessita ficar como terceira pessoa no caso e não se envolver emocionalmente ou tomando partido (que muitos jornalistas, inclusive, deveriam resgatar esse compromisso).

Há que se ter muito jogo de cintura e erguer o dedo várias vezes antes de ser ouvido. Há que se respirar fundo até conseguir pela milésima vez terminar uma frase. Há que se suar muito a camisa pra conseguir espaço no cérebro de quem já está bombardeado com tantas informações contra.

Isso faz parte do planejamento de como gestionar a crise estabelecida.

“Joga b. na Geni, ela é feita pra apanhar, ela é boa de cuspir, ela dá pra qualquer um, maldita Geni”, já diz a canção do musical Ópera do Malandro, de Chico Buarque.

Deixa primeiro ela falar, depois você decide o que fazer, mas decidir culpabilidade é dever do juiz. Defender inocência, é dever do advogado. Defender o direito de se expor, é dever do gestor de crises.

Então, noutro dia falo do outro lado da crise. Pule Carnaval e depois nos falamos!

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/360-graus/atire-a-primeira-pedra-crise-de-imagem/feed/ 0
Se a moda pega… http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/se-a-moda-pega/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/se-a-moda-pega/#comments Fri, 05 Feb 2016 23:26:12 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=15943 Tradicional frequentador de sebos, livrarias, bancas de revistas, professor Afronsius topou no meio da semana, na banquinha da esquina, com uma oferta um tanto quanto inusitada. Estava na capa de uma revista que se dedica a temas e assuntos históricos, com destaque: - Oferta imperdível! 2 revistas por apenas R$ 12,90. 1 revista nova + […]]]>

Tradicional frequentador de sebos, livrarias, bancas de revistas, professor Afronsius topou no meio da semana, na banquinha da esquina, com uma oferta um tanto quanto inusitada.

Estava na capa de uma revista que se dedica a temas e assuntos históricos, com destaque:

- Oferta imperdível! 2 revistas por apenas R$ 12,90.

1 revista nova + 1 revista já publicada.

Detalhe: o preço do exemplar normal é R$ 12,90. A segunda revista, mantendo a capa tradicional e os grampos, vem encartada. O primeiro exemplar trata da espionagem no mundo. O outro, a Máfia, da origem à sua presença em outros países.

Todo mundo já viu, por supuesto, promoções do tipo queima de estoque, do comércio varejista, mas, em termos editoriais, não deixa de ser uma novidade. De liquidação de estoque passamos à liquidação de encalhe. Ou, talvez mais exatamente, sinal dos tempos internéticos. Em tempo: alto astral (em caixa baixa mesmo) é o nome da editora. Encalhe, em se falando de jornal ou revista, é a parte de uma edição que circulou mas não vingou, não foi vendida.

De qualquer forma, Beronha achou ótimo. E quer mais, que a moda pegue o quanto antes:

– Já pensou, no boteco? Você paga uma e toma duas cervejas!

ENQUANTO ISSO…

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/se-a-moda-pega/feed/ 0
Projeto garante que grávidas possam levar doulas na hora do parto http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/projeto-garante-que-gravidas-possam-levar-doulas-na-hora-do-parto/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/projeto-garante-que-gravidas-possam-levar-doulas-na-hora-do-parto/#comments Fri, 05 Feb 2016 19:29:11 +0000 Rogerio Waldrigues Galindo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/?p=38080 Grávidas fazem aula com doula. Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo.

Grávidas fazem aula com doula. Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo.

Um projeto de lei do deputado estadual Felipe Francischini (SD) pretende garantir que as grávidas possam ser acompanhadas por doulas em qualquer hospital do Paraná. Serve tanto para a rede pública quanto para hospitais e maternidades privados.

A ideia é que ninguém possa impedir a gestante de ser acompanhada pela profissional – a doula é uma espécie de acompanhante profissional de grávidas, que embora não tenha treinamento em medicina tem experiência em acalmar a mãe e ajudar para que tudo transcorra bem.

O projeto vai na linha de muitos outros surgidos recentemente que tentam garantir parto humanizado. Uma das funções da doula é garantir que o plano de parto da gestante seja seguido, e que não sejam feitos procedimentos que ela não queira, a não ser por necessidade médica.

A proposta, por outro lado, impede que as doulas façam procedimentos para os quais não foram treinadas.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/projeto-garante-que-gravidas-possam-levar-doulas-na-hora-do-parto/feed/ 0