Central de Cinema http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/central-de-cinema/rss/ Tue, 03 Mar 2015 20:49:13 +0000 pt_BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=4.1.5 Muito além da premonição http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/muito-alem-da-premonicao/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/muito-alem-da-premonicao/#comments Mon, 29 Jun 2015 22:52:20 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=14918 Reza o provérbio: “nada é tão ruim que não possa piorar”. Sobre isso, a coluna de ontem de Diogo Olivier, no jornal Zero Hora, não deixa por menos: – O futebol da Seleção Brasileira ainda pode piorar. E vai explicando: “O futebol da Seleção eliminada pelo Paraguai, lanterna das Eliminatórias e cheio de refugos de […]]]>

Reza o provérbio: “nada é tão ruim que não possa piorar”. Sobre isso, a coluna de ontem de Diogo Olivier, no jornal Zero Hora, não deixa por menos:

– O futebol da Seleção Brasileira ainda pode piorar.

E vai explicando: “O futebol da Seleção eliminada pelo Paraguai, lanterna das Eliminatórias e cheio de refugos de clubes brasileiros, foi uma vergonha. Nada justifica atuação tão ruim contra um time cujo centroavante é o mesmo há 15 anos”.

Afinal, “é preciso mecânica também para atacar, e não só para defender. Triangulações pelos lados, o falso 9 recuando para abrir espaço, um dos volantes se somando aos homens de frente. Nada. Sem Neymar, a Seleção foi medonha”.

E, como o presidente da CBF garantiu a permanência de Dunga na Seleção, conclui o articulista: “Pode piorar: é só chegar em 6.º nas Eliminatórias e ficar fora de uma Copa pela primeira vez. Você duvida? Eu, não”.

– Nem eu – assinou embaixo professor Afronsius, com a anuência do Natureza Morta e do Beronha.

ENQUANTO ISSO…

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/muito-alem-da-premonicao/feed/ 0
Licitação é contestada e vereadores terão de devolver carros http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/licitacao-e-contestada-e-vereadores-terao-de-devolver-carros/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/licitacao-e-contestada-e-vereadores-terao-de-devolver-carros/#comments Mon, 29 Jun 2015 21:55:11 +0000 Rogerio Waldrigues Galindo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/?p=36219 A Câmara de Curitiba comemorou nos últimos dias a economia que conseguiu com uma licitação de carros para os vereadores. Foram alugados 50 carros com valor total de R$ 1,086 milhão por ano – um contrato R$ 567 mil mais barato do que o anterior. A alegria durou pouco. Uma das empresas derrotadas no processo […]]]>

A Câmara de Curitiba comemorou nos últimos dias a economia que conseguiu com uma licitação de carros para os vereadores. Foram alugados 50 carros com valor total de R$ 1,086 milhão por ano – um contrato R$ 567 mil mais barato do que o anterior.

A alegria durou pouco. Uma das empresas derrotadas no processo licitatório foi à Justiça e conseguiu uma liminar para cancelar temporariamente o resultado. O problema, para os vereadores, é que assim que a Câmara for notificada, todos terão 48 horas para devolver os carros que receberam.

O presidente, Aílton Araújo (PSC), diz que tem certeza de que conseguirá derrubar a liminar rapidamente, já que, segundo ele, todo o processo foi feito corretamente. Mas, enquanto isso, os vereadores ficarão por alguns dias sem o benefício do carro oficial.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/licitacao-e-contestada-e-vereadores-terao-de-devolver-carros/feed/ 0
Leia Mulheres discute “Frankenstein” http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rodape/leia-mulheres-discute-frankenstein/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rodape/leia-mulheres-discute-frankenstein/#comments Mon, 29 Jun 2015 20:40:24 +0000 liviainacio http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rodape/?p=485 Pouca gente sabe quem é a autora de Frankenstein,o clássico de terror gótico que recebeu adaptações para teatro, cinema, radio, TV e quadrinhos. O livro é considerado o primeiro romance de ficção científica da história e nasceu da genialidade da escritora Mary Shelley, quando ela tinha apenas 19 anos. O trabalho da inglesa, que era filha […]]]>

Pouca gente sabe quem é a autora de Frankenstein,o clássico de terror gótico que recebeu adaptações para teatro, cinema, radio, TV e quadrinhos. O livro é considerado o primeiro romance de ficção científica da história e nasceu da genialidade da escritora Mary Shelley, quando ela tinha apenas 19 anos.

O trabalho da inglesa, que era filha de Mary Wollstonecraft, uma das principais defensoras dos direitos das mulheres, é a pauta do próximo Leia Mulheres,que será nesta quinta-feira, na livraria Arte & Letra.

Mediado por Emanuela Siqueira e Lubi Prates, o encontro é o segundo de um projeto que visa incentivar a leitura de escritoras.

Onde? Livraria Arte & Letra, Alameda Presidente Taunay, 130.
Quando? Quinta-feira, 2 de julho, às 19h00.
Entrada Gratuita.
Evento no Facebook

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rodape/leia-mulheres-discute-frankenstein/feed/ 0
Léo Moura rescinde com Strikers e vai à Fifa para poder assinar com o Coritiba http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/leo-moura-rescinde-com-strikers-e-vai-a-fifa-para-poder-assinar-com-o-coritiba/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/leo-moura-rescinde-com-strikers-e-vai-a-fifa-para-poder-assinar-com-o-coritiba/#comments Mon, 29 Jun 2015 20:23:13 +0000 leonardom http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/?p=2852 O lateral-direito Léo Moura deu mais um passo para assinar com o Coritiba. O Forthlauderdale Strikers anunciou, nesta segunda-feira (29), a rescisão de contrato com o jogador.   “Agradecemos ao Léo por tudo que ele fez pelo Strikers em sua passagem pelo clube. Ele foi um verdadeiro profissional dentro e fora do terreno de jogo e […]]]>
Léo Moura na passagem por Curitiba para realizar exames médicos (Reprodução/ Twitter)

Léo Moura na passagem por Curitiba para realizar exames médicos (Reprodução/ Twitter)

O lateral-direito Léo Moura deu mais um passo para assinar com o Coritiba. O Forthlauderdale Strikers anunciou, nesta segunda-feira (29), a rescisão de contrato com o jogador.

 

“Agradecemos ao Léo por tudo que ele fez pelo Strikers em sua passagem pelo clube. Ele foi um verdadeiro profissional dentro e fora do terreno de jogo e sua saída é de forma alguma um reflexo de como nos sentimos sobre ele ou de seu relacionamento com a equipe. Ele expressou o desejo de voltar ao Brasil por motivos familiares, e nós respeitamos sua decisão. Desejamos Léo e sua família tudo de melhor”, disse o gerente geral dos Strikers, Ricardo Geromel, na nota publicada no site oficial do clube.

 

Agora, o jogador tenta concluir sua transferência para o Coritiba. Seu empresário já protocolou um pedido na Fifa para que o lateral possa ser registrado, algo inviabilizado pelas normas da CBF. Como já defendeu o Flamengo na Copa do Brasil e os Strikers na NASL, Léo Moura até pode assinar, mas não pode entrar em campo por uma terceira equipe em 2015. O embargo segue uma norma da Fifa.

 

O Coritiba já finalizou a negociação com Léo Moura. Ofereceu a ele um contrato até dezembro de 2016, realizou os exames médicos necessários e aguarda um documento da Fifa autorizando a escalação do atleta para concluir a transação.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/leo-moura-rescinde-com-strikers-e-vai-a-fifa-para-poder-assinar-com-o-coritiba/feed/ 0
Documento levado a Richa sugere extensão dos contratos de pedágio http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/documento-levado-a-richa-sugere-extensao-dos-contratos-de-pedagio/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/documento-levado-a-richa-sugere-extensao-dos-contratos-de-pedagio/#comments Mon, 29 Jun 2015 20:11:49 +0000 Rogerio Waldrigues Galindo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/?p=36217 O governador Beto Richa (PSDB) foi informado nesta segunda-feira do teor de um documento que cinco instituições do estado pretendem levar nesta semana ao ministro dos Transportes, em Brasília. O documento pede que as rodovias concedidas pelo governo federal ao Paraná continuem nas mãos do estado. Por trás disso está uma outra discussão importante para […]]]>

pedagio_4914O governador Beto Richa (PSDB) foi informado nesta segunda-feira do teor de um documento que cinco instituições do estado pretendem levar nesta semana ao ministro dos Transportes, em Brasília. O documento pede que as rodovias concedidas pelo governo federal ao Paraná continuem nas mãos do estado.

Por trás disso está uma outra discussão importante para o bolso de todo mundo: o preço do pedágio nas estradas que cortam o Paraná. Os 1,8 mil quilômetros que estão em jogo são exatamente aqueles que Jaime Lerner colocou no programa de concessões para fazer o Anel Rodoviário.

As cinco instituições que assinam o documento – Faep, Associação Comercial, Fecomércio, Fetranspar e Faciap – dizem que não teriam problemas com a discussão de uma extensão dos contratos de pedágio, desde que as empresas fizessem mais obras e reduzissem o valor cobrado hoje nas praças.

“O Paraná precisa com urgência que o Anel de Integração seja totalmente duplicado”, afirma o texto. Segundo Darci Piana, da ACP, o problema de não ampliar os prazos atuais seria a necessidade de esperar mais sete anos para fazer nova licitação e só aí ter obras novas. “Não dá para ficar esperando mais sete anos, até o fim das atuais concessões, para tomarmos uma posição”, disse.

Os contratos de pedágio feitos com as seis concessionárias que operam hoje no Paraná vão até 2023 – ou seja, dos 25 anos previstos originalmente, já se passaram 17. No entanto, o fim dos contratos ocorreria, pelo contrato atual, na próxima gestão, e não na de Beto Richa.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/documento-levado-a-richa-sugere-extensao-dos-contratos-de-pedagio/feed/ 0
Ao atacar delator da Lava-Jato, Dilma conspurca a própria história http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/ao-atacar-delator-da-lava-jato-dilma-conspurca-a-propria-historia/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/ao-atacar-delator-da-lava-jato-dilma-conspurca-a-propria-historia/#comments Mon, 29 Jun 2015 18:52:42 +0000 Rogerio Waldrigues Galindo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/?p=36215 A presidente Dilma Rousseff muitas vezes é criticada por frases infelizes. Algumas nem eram para tudo isso (caso da “mulher sapiens”). Outras são realmente tolas, coisa de orador ruim. Mas nesta segunda-feira, a presidente realmente trocou pés por mãos e produziu duas frases absolutamente constrangedoras. Na tentativa de desqualificar Ricardo Pessoa, a presidente disse, segundo […]]]>

dilmaA presidente Dilma Rousseff muitas vezes é criticada por frases infelizes. Algumas nem eram para tudo isso (caso da “mulher sapiens”). Outras são realmente tolas, coisa de orador ruim. Mas nesta segunda-feira, a presidente realmente trocou pés por mãos e produziu duas frases absolutamente constrangedoras.

Na tentativa de desqualificar Ricardo Pessoa, a presidente disse, segundo os jornais, que não respeita delatores. E fez duas comparações absurdas: com a situação dela própria, na cadeia, durante a ditadura; e com a história da Inconfidência Mineira.

A primeira frase:

“Eu não respeito delator. Até porque eu estive presa na ditadura e sei o que é que é. Tentaram me transformar em uma delatora.”

A segunda:

“E há um personagem que a gente não gosta, porque as professoras nos ensinam a não gostar dele. E ele se chama Joaquim Silvério dos Reis, o delator. Eu não respeito delator.”

Na primeira frase, Dilma avacalha com a própria história. Na segunda, com a história do país. Pelo simples motivo de que, nos dois casos citados por ela, as pessoas vítimas da delação estavam enfrentando governos autoritários e tentavam fazer algo que, em última instância, era lícito. Senão pela lei vigente, pelo menos moralmente.

O caso da prisão de Dilma se deu num contexto não-democrático. A ditadura tentou fazê-la delatar os colegas de grupo, é verdade. (Também é verdade que os grupos de que ela participou queriam um governo não-democrático; se tivessem sido bem-sucedidos, teriam de responder por isso, mas como não o foram, apenas combateram uma ditadura, o que é sempre lícito.)

O caso dos inconfidentes é bem diferente. Queriam separar o Brasil de Portugal, causa que na época podia ser discutível – e do ponto de vista do governo era inaceitável – mas que era lícita e respeitável.

Joaquim Silvério dos Reis não é odiado por delatar um crime. E sim por delatar pessoas que pareciam ter um bom ideal.

O governo de Dilma, e ela própria, estão sob suspeita bem diferente: de cometer crimes em nome do poder. Não se está, nesse caso, combatendo qualquer ditadura, nem tentando libertar um país. Nada louvável, nada lícito estaria sendo obtido com os crimes que estão sendo investigados na Lava-Jato.

Se tudo ficar provado, terá sido um simples caso de crime o que se delatou. Se não houve nada, Dilma e seu governo têm a obrigação de rebater os argumentos, oferecer provas, se defender. Mas não invertendo a história e confundindo combate a governos ilegítimos com financiamento ilícito de campanha.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/ao-atacar-delator-da-lava-jato-dilma-conspurca-a-propria-historia/feed/ 0
Lei de Biodiversidade: aproximação entre desenvolvimento econômico e conservação http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/giro-sustentavel/lei-de-biodiversidade-aproximacao-entre-desenvolvimento-economico-e-conservacao/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/giro-sustentavel/lei-de-biodiversidade-aproximacao-entre-desenvolvimento-economico-e-conservacao/#comments Mon, 29 Jun 2015 17:44:27 +0000 InstitutoGRPCOM http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/giro-sustentavel/?p=5734 Muito se tem comentado, nos últimos dias, a respeito das principais alterações advindas com a Lei nº 13.123/15, que instituiu o novo Marco da Biodiversidade brasileiro. Entre as consequências positivas da norma recém-sancionada, destaca-se a busca pela congregação dos interesses dos pesquisadores, das empresas utilizadoras das riquezas naturais das comunidades tradicionais detentoras dos conhecimentos que […]]]>
(Foto: : Roberto Stuckert Filho)

(Foto: : Roberto Stuckert Filho)

Muito se tem comentado, nos últimos dias, a respeito das principais alterações advindas com a Lei nº 13.123/15, que instituiu o novo Marco da Biodiversidade brasileiro.

Entre as consequências positivas da norma recém-sancionada, destaca-se a busca pela congregação dos interesses dos pesquisadores, das empresas utilizadoras das riquezas naturais das comunidades tradicionais detentoras dos conhecimentos que envolvem esses bens e da própria conservação da natureza.

Nesse sentido, merece saudação a criação de um marco legislativo que busca atender, de forma inédita, perspectivas vistas, não raras vezes, como antagônicas. Conferindo uma racionalidade conciliatória ao tema, a norma acaba por evitar eventuais conflitos, fomentar e facilitar a realização de pesquisas envolvendo a riqueza biológica do Brasil e proporcionar maior segurança aos procedimentos que tratam da exploração desses bens. Sob o ponto de vista das comunidades, são vistas como positivas as medidas destinadas à conservação e ao reconhecimento de seu patrimônio cultural, além daquelas que instituem, pela primeira vez na legislação brasileira, a exigência de pagamento de royalties pelo uso dos conhecimentos dessas comunidades.

Mas o ponto de maior relevância parece ser que a garantia dos direitos de tais agentes não representou um obstáculo à conservação da biodiversidade, tampouco ao desenvolvimento técnico e econômico que pode advir da exploração dos elementos naturais tutelados.

Destaca-se, desse modo, a especial atenção dada às reais necessidades dos pesquisadores e das empresas que buscam acessar o patrimônio genético brasileiro e que, até o advento da Lei nº 13.123/15, tinham suas ações dificultadas ou mesmo criminalizadas, principalmente em razão da alta carga burocrática contida no antigo sistema. Sob a vigência da legislação anterior, ainda que a diversidade biológica no Brasil fosse de fato muito atrativa, ainda eram poucas as empresas que se debruçavam sobre essa área de pesquisa, sobretudo em razão da falta de segurança que as regras existentes transmitiam a esses agentes.

Avançando nesse sentido, o novo Marco da Biodiversidade permite que as pesquisas sejam iniciadas de maneira muito mais ágil – através de cadastro eletrônico dos pesquisadores, conforme já destacado em artigo anterior (disponível em http://www.buzaglodantas.adv.br/2015/05/comentarios-ao-novo-marco-regulatorio-da-biodiversidade)  – e regulamenta o modo como deve se dar a repartição de benefícios. Nesse ponto reside um dos maiores benefícios da Lei, que dirimiu as dúvidas existentes a esse respeito. Até então, o contrato de repartição de benefícios deveria ser celebrado entre as empresas exploradoras do patrimônio e as comunidades tradicionais antes mesmo do desenvolvimento do produto final. Isso dificultava em muito a determinação dos valores a serem repassados, uma vez que era praticamente impossível determinar previamente qual seria a viabilidade econômica e o real potencial do produto. Agora, o acordo pode ser celebrado até um ano após o lançamento do material no mercado, o que traz maior segurança para as empresas e mostra-se mais justo para todos os interessados.

Outro aspecto da Lei que parece se alinhar às reais circunstâncias da exploração desse tipo de riqueza natural é a determinação de que apenas produtos finais onde o elemento da biodiversidade ou o conhecimento tradicional for essencial para a formação do bem estarão sujeitos ao pagamento de compensações, o que serve a viabilizar economicamente o desenvolvimento do setor e evitar que elementos naturais utilizados em menores quantidades sejam deixados de lado ou substituídos por elementos sintéticos em razão de uma carga demasiadamente onerosa.

Além disso, ao descriminalizar a atividade de pesquisadores e instituições de pesquisa e exploração, o novo marco regulatório aproxima esses agentes das comunidades tradicionais e viabiliza a livre negociação de seus conhecimentos, garantindo, na hipótese de haver exploração econômica deste conhecimento, que se realize o depósito de 0,5% da receita líquida anual no FNRB (Fundo Nacional para Repartição dos Benefícios). Desse modo, a norma traz segurança jurídica tanto aos empresários quanto aos detentores do conhecimento associado.

As novas diretrizes garantem uma profunda alteração no modo como as indústrias de cosméticos, alimentos e produtos farmacêuticos podem acessar os recursos ambientais e os conhecimentos tradicionais associados, facilitando o compartilhamento dos benefícios advindos desse patrimônio. Desse modo, congregando conservação com inovação, a norma coloca um ponto final às dúvidas que há muito obstaculizavam o desenvolvimento das pesquisas que envolvem a biodiversidade do país.

*Artigo escrito por Mariana Gmach Philippi, advogada associada à Buzaglo Dantas Advogados, parceiro voluntário do Instituto GRPCOM no blog Giro Sustentável.

**Quer saber mais sobre cidadania, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/giro-sustentavel/lei-de-biodiversidade-aproximacao-entre-desenvolvimento-economico-e-conservacao/feed/ 0
Brasil é o primeiro país a receber CrossFire 2.0 no Ocidente http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/replay/brasil-e-o-primeiro-pais-a-receber-crossfire-2-0-no-ocidente/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/replay/brasil-e-o-primeiro-pais-a-receber-crossfire-2-0-no-ocidente/#comments Mon, 29 Jun 2015 17:04:23 +0000 Durval Ramos http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/replay/?p=110   Os jogadores brasileiros já podem preparar suas armas. O Brasil foi escolhido para ser o primeiro país ocidental a receber a atualização 2.0 de CrossFire, o popular MMO de tiro, que chega já na próxima quarta-feira, 1º de julho. O anúncio foi feito pela própria CEO de desenvolvimento da Smilegate, InAh Jang, em um evento realizado […]]]>

 

Imagem de CrossFIre 2.0

Os jogadores brasileiros já podem preparar suas armas. O Brasil foi escolhido para ser o primeiro país ocidental a receber a atualização 2.0 de CrossFire, o popular MMO de tiro, que chega já na próxima quarta-feira, 1º de julho.

O anúncio foi feito pela própria CEO de desenvolvimento da Smilegate, InAh Jang, em um evento realizado à imprensa em São Paulo. Segundo ela, a escolha do Brasil se deu exatamente por conta da força que o game tem por aqui, contando com mais de 120 mil usuários cadastrados desde a chegada de seu Open Beta, em dezembro de 2011.

Entre as novidades de CrossFire 2.0 está uma melhoria gráfica significativa em relação ao que tínhamos anteriormente. Ainda que não seja nada absurdo, a evolução no modelo dos personagens é nítida, assim como em alguns dos cenários. Neste primeiro momento, apenas três fases vão receber essa repaginada, mas a promessa é que mais estágios ganhem o mesmo tratamento em updates futuros.

Outra novidade apresentada é o chamado modo Espião. Uma das mais interessantes adições dessa nova versão, a novidade faz com que um jogador se infiltre na equipe adversária, precisando eliminar seus companheiros de time sem ser descoberto como um traidor.

Ainda em relação ao interesse no Brasil, InAh antecipou que o país será sede de um campeonato mundial em outubro e prometeu mais novidades dedicadas ao jogador brasileiro, incluindo a possibilidade de personagens inspirados em tropas nacionais.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/replay/brasil-e-o-primeiro-pais-a-receber-crossfire-2-0-no-ocidente/feed/ 0
Verde dentro de casa! http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/arquideias/verde-dentro-de-casa/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/arquideias/verde-dentro-de-casa/#comments Mon, 29 Jun 2015 15:27:11 +0000 Luana Scandelari http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/arquideias/?p=312 Plantas podem passar despercebidas na lista de itens de decoração, mas são elementos importantes na composição de ambientes. Sempre que possível tente trazer elementos naturais para dentro de casa, eles ajudam a purificar o ar e as más energias, são aromatizadores naturais e aumentam a sensação de paz e tranquilidade no ambiente.

Há inúmeras formas de garantir um pedacinho verde em casa, de jardins verticais a hortas caseiras passando por vasos decorativos e plantas maiores há sempre uma solução que irá se adequar ao seu estilo e cotidiano! Não há regra de locais apropriados, o importante é saber usar cada tipo de planta para a necessidade do local, cozinhas, lavabos, salas e sacadas são os ambientes favoritos para ganhar vasos de plantas.

**DICA**

Se seu dia a dia é corrido e você não possui tempo para cuidar das plantas escolha espécies que precisem de pouca rega e de pouca manutenção.

Lembre que por estar dentro de casa, muitas vezes ficam em ambientes com pouca iluminação, esse fator também deve ser levado em consideração na hora da escolha da espécie.

Há plantas que tendem a crescer demais com o passar do tempo, fique atento para estar sempre podando ou verifique se terá espaço suficiente para acomodá-la.

Para os que raramente lembram que a plantinha é um ser vivo e precisa de água, vale comprar vasos com plantas artificiais, já é possível encontrar modelos que quase não dá pra dizer que são falsos!

Para quem quer fazer mini hortas, lembre dos potes de produtos que consumimos diariamente, muitas vezes esses poderão ser seus vasinhos!

Fonte: triplexarquitetura.com

Fonte: triplexarquitetura.com

O projeto do móvel de madeira contemplou em uma única peça, sofá, painel e suporte para os vasos de verde que formam uma espécie de jardim vertical menos denso. Ideal para ambientes internos.

Fonte: archdaily.com

Fonte: archdaily.com

Jardins de inverno são muito comuns em projetos de casa que buscam fazer uma transição entre espaço interno e externo. Bastante usados também para ventilar e iluminar cômodos que não possuem aberturas para a fachada.

Fonte: casa.abril.com

Fonte: casa.abril.com

Nessa sacada o painel ripado ficou preso ao teto e permitiu que os vasos fossem pendurados, ótima solução para os que não gostam de vasos em paredes!

Fonte: designanddiymagazine.com

Fonte: designanddiymagazine.com

As prateleiras de madeira abrigam os diversos vasinhos coloridos, é possível fazer diversas composições e ainda mesclar vasos de plantas com elementos decorativos quando houver necessidade!

Fonte: casatreschic.com

Fonte: casatreschic.com

Excelente ideia para grades de janelas! Além de disfarçar a estrutura metálica, cria um visual bacana tanto para quem está olhando de dentro do cômodo quanto para quem vê de fora!

Fonte: pinterest.com

Fonte: pinterest.com

Para sacadas menores, o ripado ficou mais estreito e ganhou prateleiras móveis para comportar vasos de diferentes alturas.

Fonte: casa.abril.com

Fonte: casa.abril.com

O lavabo ficou mais alegre com a presença do vaso com a Lança de São Jorge e dos cachepôs de espelho com buxinhos artificiais.

Fonte: casatreschic.com

Fonte: casatreschic.com

Mini horta na cozinha, vejam que composições com diferentes vasos garantem um resultado bem bacana!

Fonte: referans.com

Fonte: referans.com

Sala de estar com jardim vertical, muitas vezes é possível separar uma parede somente para receber as plantas.

Fonte: templodadelicadeza.com

Fonte: templodadelicadeza.com

Se seu pé direito e tamanho da sala permitirem, trazer plantas maiores para ambientes de estar cria uma atmosfera diferenciada e super sofisticada. Os vasos de flores podem aparecer em ocasiões especiais ou para quem adora flores dentro de casa todo dia!

Fonte: robertomigotto.com

Fonte: robertomigotto.com

Nessa sala os vasos são o foco central da decoração, para esse resultado é necessário estar constantemente repondo as flores ou então optar pelas artificiais.

Fonte: acervo próprio

Fonte: ArkhéStudio

 

Fonte: acervo próprio

Fonte: ArkhéStudio

Pra finalizar duas fotos de um projeto do meu escritório para a casa dos meus pais, o aparador da sala de jantar conta com dois vasos de orquídeas artificiais (minha mãe é daquelas que só lembra que a planta existia quando ela morre) e em ocasiões de jantares fazemos alguns pequenos arranjos para enfeitar a mesa (esse foi para a bandeja de bebidas após o evento).

Espero que tenho gostado!

Até o próximo post!

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/arquideias/verde-dentro-de-casa/feed/ 0
Deputados dizem que “caso Bourbon” é pior para Richa do que para Mauro Ricardo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/deputados-dizem-que-caso-bourbon-e-pior-para-richa-do-que-para-mauro-ricardo/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/deputados-dizem-que-caso-bourbon-e-pior-para-richa-do-que-para-mauro-ricardo/#comments Mon, 29 Jun 2015 14:35:26 +0000 Rogerio Waldrigues Galindo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/?p=36213 Deputados próximos ao governo do estado dizem que dificilmente o secretário Mauro Ricardo Costa cai do cargo devido à revelação de que teve contas pagas por Luiz Abi Antoun. Alguns motivos: 1- Ele diz que não sabia do pagamento e, como prova disso, ressarciu Abi. 2- A situação toda pegou mais mal para Beto Richa […]]]>
Mauro Ricardo. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo.

Mauro Ricardo. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo.

Deputados próximos ao governo do estado dizem que dificilmente o secretário Mauro Ricardo Costa cai do cargo devido à revelação de que teve contas pagas por Luiz Abi Antoun. Alguns motivos:

1- Ele diz que não sabia do pagamento e, como prova disso, ressarciu Abi.

2- A situação toda pegou mais mal para Beto Richa do que para o secretário.

3- Mauro Ricardo é visto como um “mal necessário”, devido ao ajuste fiscal.

Some-se a tudo isso a preocupante fama de “supersincero” do secretário, que costuma falar tudo o que pensa. Sobre qualquer assunto.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/deputados-dizem-que-caso-bourbon-e-pior-para-richa-do-que-para-mauro-ricardo/feed/ 0
Eventos – Empreendedorismo & Startups http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/eventos-empreendedorismo-startups/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/eventos-empreendedorismo-startups/#comments Mon, 29 Jun 2015 14:26:12 +0000 Rodrigo de Alvarenga http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/?p=30 Nessa seção você encontrará a agenda dos principais eventos de empreendedorismo, startups, inovação, tecnologia, entre outros, realizados em Curitiba e no PR, pelos principais organizadores de eventos, dentre eles: Startup Grind, Founder Institute, Anjos do Brasil, HAG Consulting & HAG Ventures, GBG, GDG, Fantástica Casa das Startups, IBQP, Logos BR, Escola de Negócio da PUC PR, iCities, Escola de Comunicação e Negócios da UP, Nex Coworking, Aldeia Co-working, 95/6 coworking, ACP, FIEP, SENAI, C2i, entre outros. Os eventos são atualizados automaticamente via Startup Parana.

Calendário de eventos de empreendedorismo

Ver todos os Eventos da Agenda

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/eventos-empreendedorismo-startups/feed/ 0
Vídeo Show volta às origens com homenagem para Roque Santeiro http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/video-show-volta-as-origens-com-homenagem-para-roque-santeiro/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/video-show-volta-as-origens-com-homenagem-para-roque-santeiro/#comments Mon, 29 Jun 2015 14:00:03 +0000 Willian Bressan http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/?p=1885 No ano passado, escrevi um texto chamado de “O velho novo Vídeo Show” em que dizia que o programa precisava, urgentemente, voltar às origens. Isso significava ter muito mais matérias de bastidores e trabalhar com o material de arquivo da Globo (uma riqueza que a atração tem acesso irrestrito e é o sonho de consumo […]]]>

No ano passado, escrevi um texto chamado de “O velho novo Vídeo Show” em que dizia que o programa precisava, urgentemente, voltar às origens. Isso significava ter muito mais matérias de bastidores e trabalhar com o material de arquivo da Globo (uma riqueza que a atração tem acesso irrestrito e é o sonho de consumo de muitos noveleiros).

Regina Duarte encarnou a icônica Viúva Porcina no “Vídeo Show” (Foto: Reprodução/Globo)

 

Pois bem, passadas as reformulações do começo do ano, nas quais saíram Zeca Camargo e o tom de talk-show, o “Vídeo Show” parece ter voltado a sua essência. Exemplo disso foi a excelente edição apresentada no dia 23 de junho, que comemorou os 30 anos de “Roque Santeiro”. Para começar, a nossa amada Regina Duarte abriu o programa caracterizada de Viúva Porcina. Imagina só! Reviver um personagem 30 anos depois…(e com grande perfeição).

E assim Regina esteve durante todo o “Vídeo Show”, que recebeu também o ator Tony Tornado, que interpretou o capataz Rodézio em “Roque Santeiro”. Os atores relembraram as gravações, o sucesso da trama, e contaram curiosidades. Outro ponto alto foi a exibição da primeira chamada original da novela, narrada por Paulo Gracindo. Antigamente, ainda nos tempos de Miguel Falabella na apresentação, era comum a exibição de chamadas antigas, aberturas originais, making ofs e que tais. A atriz Cláudia Raia entrou ao vivo, por internet, relembrando a personagem Ninon.

Depois da justa homenagem à novela icônica, Mônica Iozzi saiu do estúdio do “Vídeo Show” e mostrou os bastidores de uma cena de “Babilônia“, que estava sendo gravada no estúdio ao lado, com as participações de Gloria Pires (que acabou confessando que não assistiu “Roque Santeiro” e, por conta do ritmo das gravações, também não tem muito tempo para ver “Babilônia” no ar), Thiago Martins e a diretora Maria de Médicis.

No texto do ano passado, concluí que “não adianta tentar mudar radicalmente. Afinal, o público gosta e quer o velho ‘Vídeo Show’. Aquele que se alimenta do baú da televisão brasileira e que se retroalimenta da programação que está no ar. Aquele em que está cheio de “Falha Nossa”. Aquele em que a repórter entrava ao vivo do Projac mostrando as gravações do último capítulo de “Torre de Babel”. Aquele em que a essência é mantida. Aquele em que tem um único e puro objetivo: ser a memória viva da televisão brasileira”. Graças à equipe atual e o excelente trabalho de pesquisa, o “Vídeo Show” encontrou seu trilho novamente. Tomara que continue assim.

Leia também: 7 curiosidades sobre “Roque Santeiro”

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/sintonizando/video-show-volta-as-origens-com-homenagem-para-roque-santeiro/feed/ 0
Abi pagou contas de secretário. Mas, afinal, como eles se conheceram? http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/abi-pagou-contas-de-secretario-mas-afinal-como-eles-se-conheceram/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/abi-pagou-contas-de-secretario-mas-afinal-como-eles-se-conheceram/#comments Mon, 29 Jun 2015 12:49:43 +0000 Rogerio Waldrigues Galindo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/?p=36208 Desde que Luiz Abi foi preso pela primeira vez, o governo do estado tem feito questão absoluta de dissociar a imagem de Beto Richa de seu primo. O grau de parentesco, aliás, foi a primeira vítima da investigação do Gaeco. Os seis graus de separação que agora existem entre Abi e Richa não eram conhecidos […]]]>

Desde que Luiz Abi foi preso pela primeira vez, o governo do estado tem feito questão absoluta de dissociar a imagem de Beto Richa de seu primo. O grau de parentesco, aliás, foi a primeira vítima da investigação do Gaeco. Os seis graus de separação que agora existem entre Abi e Richa não eram conhecidos antes de ele ser pego lidando com licitações de oficinas para o governo.

Desde lá, delatores dizem ao Gaeco que Abi mandava na Receita. O governo diz que nem cargo ele tinha, o que aliás é verdade. Surgiram todas as histórias de proximidade entre Abi e Richa, mas o governador disse que as relações eram “meramente sociais“. A principal ligação documental entre as partes, até aqui, era uma doação de campanha da Aumpar para a campanha de Richa, feita dentro das regras formais do jogo.

Não mais.

Desde esta segunda-feira, com a revelação do repórter Euclides Lucas Garcia, sabe-se que Abi pagou pela permanência de Mauro Ricardo Costa, secretário da Fazenda de Richa, em Curitiba. A reportagem tem direito a nota fiscal e tudo. Mauro Ricardo nega qualquer irregularidade e conta que reembolsou o valor. O problema, no entanto, é outro.

Como Mauro Ricardo conhecia Abi? Ou melhor: por que o conhecia? Antes de assumir o cargo, o novo secretário da Fazenda sequer morava no Paraná. Passou os últimos anos entre São Paulo (governo Serra) e Bahia (prefeitura de ACM Neto). Se conheceu Abi, foi nos preparativos para entrar no governo Richa.

Até a virada do ano, quando teve cinco diárias pagas por Abi, Mauro Ricardo passou uma única noite na cidade. Suponhamos que tenha conhecido Abi pela proximidade com Richa. Onde teria sido? Se não ficava à noite na cidade, não foi em eventos sociais noturnos. Provavelmente não foi em jantares de terceiros, por exemplo.

As vindas a Curitiba, pelo que diz o secretário, eram a negócios. Para combinar como assumiria o cargo e as condições. Imagina-se que foi nestas vindas que Mauro Ricardo tomou pé da situação caótica das finanças de Richa e bolou o plano de ajuste fiscal. Trabalho, portanto.

Se conheceu Abi em situação de trabalho, isso implicaria dizer que Abi participou de reuniões de governo com o novo secretário? E se conheceu fora de situação de trabalho, foi por intermédio de quem?

E note-se que não é um “conhecimento” superficial. Mesmo que Mauro Ricardo jamais tenha pedido a Abi que pagasse suas contas, diz ter conversado para que o ex-primo fizesse sua reserva no Bourbon. Não se pede a isso a alguém que se encontrou por dez minutos no cafezinho. A não ser que seja uma relação de trabalho.

Nada a se concluir até aqui. Exceto pelo fato de que a ligação entre Abi e o governo (senão entre Abi e Richa) fica cada vez mais evidente.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/abi-pagou-contas-de-secretario-mas-afinal-como-eles-se-conheceram/feed/ 0
O Princípio http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/o-principio/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/o-principio/#comments Mon, 29 Jun 2015 12:30:47 +0000 Rodrigo de Alvarenga http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/?p=21 Boa dia Leitores e Empreendedores,

Demorei um pouco para escrever esse primeiro post, como um marinheiro de primeira viagem, investi algum tempo na tentativa de compreender como seria a melhor maneira de levar conteúdo de qualidade que pudesse servir ao propósito idealizado por mim para esse blog – ampliar o acesso de jovens, empreendedores, empresários, interessados e curiosos a informações que possam ajudá-los a montar e gerir seus negócios.

Tendo dito isso e como todo processo de mentoria deve ser organizado, então devemos começar exatamente por esse ponto. Por essa razão, nosso primeiro post será sobre como o blog vai funcionar, quais assuntos vamos tratar e de que forma vamos fazê-lo. Vamos em frente começando pelo princípio:

1) Qual o escopo desse blog?

Realizar uma mentoria tratando de assuntos relacionados ao empreendedorismo, principalmente o de alto impacto, cuja forma mais comumente conhecida são as startups. Ao longo das postagens, traremos informações sobre os principais temas que afetam uma startup ou empresa de tecnologia e/ou de inovação, dentre eles podemos citar questões de gestão empresarial e de pessoas, cultura empresarial, aspectos jurídicos, modelos de negócios e de monetização, dentre outros.

2) Periodicidade: quinzenal ou semanal

3) O que é uma mentoria?

É a relação que se estabelece entre um mentor(a) e um mentorado(a), através da qual o mentor(a) fará uso de sua experiência relevante pessoal e profissional para orientar e guiar o mentorado(a) em seu processo de desenvolvimento profissional ou de sua empresa/startup. Nesse caso, torna-se importante compreender que a premissa de valor dessa relação está calcada na capacidade do mentor(a) de transmitir sua experiência e conhecimento, apoiando, orientando e guiando seu mentorado(a) ao longo do caminho.  Esse tipo de relação é muito utilizado nas culturas americana, canadense e européia, mas ainda em estágio mais embrionário no Brasil e países latino-americanos, contudo basta ler a biografia ou mesmo ver algum video da história de alguns dos principais empreendedores que construíram empresas inovadoras e de tecnologia nos últimos 15 anos, que encontraremos menções e citações ao uso de mentores.

4) Qual a diferença entre mentoria e coaching?

De uma forma geral, com base na literatura e informações disponíveis nos sites oficiais de associações de coaching, as duas principais diferenças que eu destacaria seriam o fato de que o mentor(a) baseia sua relação de orientação em sua experiência de vida e profissional, enquanto o coaching faz uso de técnicas e metodologias desenhadas para ajudar o coachee (cliente), através de um processo de questionamento organizado realizado pelo profissional, a compreender melhor a si mesmo e desenhar suas metas e objetivos a serem alcançados. A segunda diferença que destacaria é o foco, no caso da mentoria pode-se trabalhar o empreendedor, a empresa ou negócio, enquanto que no coaching, necessariamente estamos falando de pessoas. O que nos leva a concluir que ambas são abordagens diferentes, mas que certamente contribuem para o desenvolvimento de pessoas e organizações.

 

Nesse blog vamos seguir uma linha de mentoria, como o próprio nome já deixa claro, por isso os posts serão baseados em minha experiência pessoal e profissional, assim como de algumas contribuições de amigos mentores.

Boa semana!

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mentoria-com/o-principio/feed/ 0
Quando o povo deve ser consultado? O controle da incoerência – Parte 2 http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/quando-o-povo-deve-ser-consultado-o-controle-da-incoerencia-parte-2/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/quando-o-povo-deve-ser-consultado-o-controle-da-incoerencia-parte-2/#comments Mon, 29 Jun 2015 12:15:18 +0000 Roosevelt Arraes http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/?p=82 E ver que toda essa engrenagem já sente a ferrugem lhe comer (Zé Ramalho)     O último post finalizou com a seguinte provocação: o plebiscito não seria uma forma interessante de controlar os Poderes da República? Uma imagem ajudará a responder à questão. Suponha que algumas pessoas pretendem confeccionar um bolo para dividi-lo em […]]]>

E ver que toda essa engrenagem

já sente a ferrugem lhe comer

(Zé Ramalho)

 

 

O último post finalizou com a seguinte provocação: o plebiscito não seria uma forma interessante de controlar os Poderes da República?

Uma imagem ajudará a responder à questão.

Suponha que algumas pessoas pretendem confeccionar um bolo para dividi-lo em seguida. Nenhuma delas consegue produzi-lo sozinha, e, por isso, precisam da cooperação (em alguma medida) das demais. Existem dúvidas sobre a forma de dividi-lo. Para não polemizar, imagine que as pessoas decidem fracioná-lo igualitariamente. A grande questão é: como dividir o bolo de tal maneira a divisão seja justa?

Se cada um ficar livre para tirar sua parte é provável que os primeiros terão uma fatia maior. Isso parece injusto. Uma solução interessante seria entregar a faca ao último a receber o seu pedaço. Tal pessoa seria fiscalizada pelas demais e teria o máximo cuidado na partilha, a fim de garantir, ao final, sua justa parte.

O que isso tem a ver com o plebiscito?

Ora, o plebiscito pode ser uma forma de garantir que aqueles que têm o poder de dividir o bolo sejam os últimos a receber a sua fatia. Mais concretamente, os cidadãos deveriam ser chamados a responder perguntas como esta: para quem se deve garantir, prioritariamente, o aumento de salários?

(a) Professores;

(b) Policiais;

(c) Ocupantes de cargos eletivos;

(d) Servidores públicos com os maiores rendimentos;

(e) Nenhuma das alternativas.

Outras perguntas também deveriam ser feitas sobre a divisão do bolo da renda e da riqueza, do poder (reforma política e eleitoral) e do prestígio social.

Isso evitaria contradições constrangedoras para os próprios mandatários, que não seriam “obrigados” a votar aumentos de verbas de gabinetes, logo após negarem a reposição das perdas inflacionárias aos professores. Ou de votarem contra suas próprias convicções sobre a partilha do poder, como ocorreu recentemente na votação da reforma política na Câmara Federal.

O plebiscito (e as demais formas de participação do povo no poder) é um desengripante importante para livrar os mandatários (e a máquina pública) das incoerências e dos constrangimentos (ferrugem) que a representação (afastada do interesse público) pode causar.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/mergulhando-na-politica/quando-o-povo-deve-ser-consultado-o-controle-da-incoerencia-parte-2/feed/ 0
As novas bandeiras da UNE http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/as-novas-bandeiras-da-une/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/as-novas-bandeiras-da-une/#comments Mon, 29 Jun 2015 04:29:41 +0000 Célio Martins http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/?p=2542 Nova presidenta da União Nacional dos Estudantes vem de universidade privada, representa bolsistas do ProUni e Fies, condena cortes de verbas para a educação, é contra a maioridade penal e apoia o governo Dilma A escolha da santista Carina Vitral para presidir a União Nacional dos Estudantes (UNE) evidencia o avanço do ensino superior privado […]]]>

Nova presidenta da União Nacional dos Estudantes vem de universidade privada, representa bolsistas do ProUni e Fies, condena cortes de verbas para a educação, é contra a maioridade penal e apoia o governo Dilma

Carina Vitral apoia o governo Dilma, mas condena os cortes de verbas para a educação.

Carina Vitral apoia o governo Dilma, mas condena os cortes de verbas para a educação.


A escolha da santista Carina Vitral para presidir a União Nacional dos Estudantes (UNE) evidencia o avanço do ensino superior privado no país nos últimos anos. Aluna do curso noturno de Economia da PUC-SP, a líder estudantil representa os 5,3 milhões de universitários das faculdades particulares do país [73% do total], muitos custeados pelos programas ProUni e Fies.
À frente da entidade nacional, Carina traz na bagagem a experiência de ter dirigido a União dos Estudantes de São Paulo e algumas conquistas, como o passe livre estudantil na capital paulista para ônibus, metrôs e trens. Mas não são apenas bandeiras antigas (sonhos) que movem a líder. O slogan na camiseta que traja, pelo fim das disciplinas online, retrata esse novo momento da luta dos estudantes em meio a um ensino que se transforma com as novas tecnologias.
Carina Vitral defende abertamente o que considera avanços do governo petista, mas não admite os cortes na educação anunciados pela presidente Dilma Rousseff. “Nem um centavo a menos para a educação!”, brada.
Na entrevista a seguir, feita em etapas [redes sociais, e-mail, telefone], a nova presidente da UNE traça um paralelo entre o movimento estudantil de hoje e de décadas anteriores; e fala também de temas em debate na sociedade, como maioridade penal, aborto e legalização da maconha.

Como comparar o movimento estudantil de hoje com o do período da ditadura e, depois, da fase de abertura, nos anos 80?
Não tem como comparar. É aquela máxima das gerações, cada uma tem os seus desafios, as suas características, as suas especificidades. Tenho certeza de que a UNE cumpre os seus objetivos à altura do que foi para ela colocada em cada época. Não fugimos da luta, nunca. A ditadura foi algo terrível, nos perseguiram, atacaram de todas as formas, assassinaram um presidente da UNE, o Honestino Guimarães, prenderam e torturaram muitos outros. Não se tinha liberdade. Então, não há como comparar, é até uma falta de respeito e de entendimento histórico querer fazer isso.

Naqueles anos a juventude falava em utopia. Havia o sonho de um mundo mais justo, com menos desigualdades sociais. Esse sonho acabou?
Não acabou, ele está mais vivo do que nunca. Muitas conquistas vieram. No Brasil, por exemplo, vivemos em uma democracia, com amplas liberdades e instituições fortalecidas e consolidadas. Mas é fato que a justiça social e o fim das desigualdades sociais ainda são enormes. A gente não sabe o que é impossível, por isso, a gente vai lá e quer fazer, quer mudar, sempre. Somos jovens e não estamos satisfeitos nunca. Queremos mais e vemos que é possível. Nossa geração já conquistou, por exemplo, vitórias como a aplicação dos royalties do petróleo e do Fundo Social do Pré-Sal na educação, a aprovação dos 10% do PIB para o setor educacional, do Estatuto da Juventude, das cotas nas universidades. São todas inspirações para nos lembrar que estamos no caminho certo.

Qual o seu posicionamento sobre temas que dividem as opiniões, como aborto, redução da maioridade penal, descriminalização da maconha, casamento entre pessoas do mesmo sexo?
Sou a favor da legalização do aborto, como forma de garantir que milhares de mulheres pobres não morram em clínicas clandestinas de todo o Brasil. Sou totalmente contrário à redução da maioridade penal. Defendo o debate mais amplo e aberto sobre a descriminalização da maconha, considerando a necessidade de rever a política de guerra às drogas que massacra a população pobre. Sou obviamente a favor do casamento e de todos os direitos civis para pessoas do mesmo sexo, defendo o direito de amar.

Setores classificados de progressistas afirmam que o país vive um momento de fortalecimento do conservadorismo. Para eles, os reacionários estão pautando os partidos, as votações no Congresso e até políticas dos governos. Como você vê a atual conjuntura política do país?
Existe é uma disputa de rumos no país, isso se deve à crise econômica que atinge o Brasil. A crise uniu a direita, os conservadores e os reacionários, que perderam as eleições mas não aceitaram a derrota e tentam impor o seu projeto para o país. Porém, na minha visão, ao mesmo tempo em que se aumenta um certo conservadorismo arbitrário de um lado, amplia-se ainda mais outra posição que é a de defesa da democracia no país, por mais direitos e mais avanços sociais.

Os movimentos sociais, sindical, estudantil e os setores progressistas perderam o protagonismo para os conservadores?
Acho que não, nós conquistamos muito nos últimos anos fruto de muitas mobilizações, eles acordaram agora. Quem está vencendo somos nós que ajudamos a mudar o país.

O governo federal vem enfrentando duras críticas. Muitos defendem o impeachment, com o “fora Dilma”. Qual a avaliação que você faz das manifestações de rua e dos panelaços?
Manifestação é legítima. Existe uma disputa em curso na sociedade, a elite que viu o Brasil distribuir renda, que viu a universidade deixar de ser lugar para rico, que agora tem cotas, ProUni e Fies, reage a essa mudança. É uma reação legitima de um setor específico da sociedade que quer ver seus interesses, e não o dos outros, no poder. O que não pode ser tolerado no Brasil é uma onda golpista, ideias antidemocráticas, desrespeito à soberania de um processo eleitoral como o nosso e muito menos o crime absurdo de defesa da ditadura militar. Isso, nós, da União Nacional dos Estudantes que sofremos torturas mortes e perseguições, não vamos marchar ao lado.

Depois de avanços na educação de 3º grau, o governo decidiu cortar recursos e reduzir o acesso de estudantes às universidades por meio do Fies. Há também ajustes no Pronatec e no Prouni. Não é um retrocesso?
Nossa campanha é “nem um centavo a menos para a educação!”. Acabamos de acampar em frente do Ministério da Fazenda para repudiar os cortes na educação. E levamos recentemente ao Ministério da Educação nossa pauta de reformulação do Fies. Defendemos uma política de assistência estudantil que garanta a permanência do prounista, bolsista do FIES e cotista até o término do seus estudos.

Você acha que o governo acertou ao aumentar o financiamento estudantil em vez de ampliar a rede pública de universidades?
Na verdade, acertou em fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Se fizermos um recorte da última década, é fácil perceber que houve ampliação da rede federal. Foram inauguradas universidades federais, inclusive algumas em regiões mais pobres e necessitadas como a Federal do Cariri, as Federais do Oeste e do Sul da Bahia e as Federais do Vale do Jequitinhonha e Mucuri. Então, acho que o debate não é federal versus particular. O ensino privado é uma realidade e o que temos que ter é a sua urgente regulamentação. É necessário aprovarmos o Instituto Nacional de Supervisão e Avaliação da Educação, o Insaes, para fiscalizar e autuar essas faculdades.

Como estudante de economia, que políticas econômicas defende para tirar o país da crise, reduzir as desigualdades sociais, com impulso ao crescimento?
O principal desafio num ambiente de crise é a retomada do crescimento. Por isso é ruim o ajuste fiscal com corte de recursos do investimento. A política econômica não deve penalizar os programas sociais e muito menos áreas estratégicas e vitais como a educação. Deveriam ser tomadas outras medidas, como a taxação das grandes fortunas, a criação de uma política nacional de desenvolvimento de alguns setores, como o industrial, a redução dos juros. Uma das coisas mais importantes, também, é apostar firmemente em uma educação que forme cidadãos para contribuir com o desenvolvimento do país não só economicamente mas também do ponto de vista humano. A juventude hoje representa 51 milhões de brasileiros que contribuem para o país com um bônus demográfico que pode levar à retomada do crescimento tão importante para a saída da crise.

*Entrevista publicada na edição impressa da Gazeta do Povo: http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/outras-camisetas-na-une-1ej782wiwjcb43l9qbs2gcr56

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/certas-palavras/as-novas-bandeiras-da-une/feed/ 0
Poderia ser pior http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/poderia-ser-pior/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/poderia-ser-pior/#comments Sun, 28 Jun 2015 22:25:21 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=14914 - Falando o português escorreito, foi uma catástre. A queixa do Beronha, inteiramente procedente, menos quanto ao escorreito português, procede inteiramente. Nosso anti-herói de plantão comentava o jogo do Brasil contra o Paraguai, pela Copa América. Segundo a crônica especializada, o time de Dunga “começou o jogo dando aquela pinta de que não passaria sufoco, […]]]>

- Falando o português escorreito, foi uma catástre.

A queixa do Beronha, inteiramente procedente, menos quanto ao escorreito português, procede inteiramente. Nosso anti-herói de plantão comentava o jogo do Brasil contra o Paraguai, pela Copa América.

Segundo a crônica especializada, o time de Dunga “começou o jogo dando aquela pinta de que não passaria sufoco, mas terminou asfixiado. Abriu o placar com Robinho no primeiro tempo, se encolheu de maneira inexplicável, tomou o empate de Derlis González em uma besteira de Thiago Silva e foi superado nas penalidades: 4 a 3”.

Resumo: não teremos Brasil e Argentina na semifinal.

No mais, professor Afronsius citou uma frase do escritor Mark Twain, um dos primeiros grandes críticos da imprensa e, isso, há mais de um século.

Existem leis para proteger a liberdade da imprensa. Mas não existe nada decente para proteger as pessoas da imprensa.

Na versão futebolística brasileira, temos:

– Existem leis para proteger os jogadores, seus altos salários e o comando da seleção e da Fifa. Mas não existe nada decente para proteger os torcedores do mau futebol.

Mais complacente, Natureza Morta interveio:

– Poderia ser pior. A rigor, poderíamos ter perdido não de 4 a 3, mas de 4 a O. Melhor do que 7 a 1.

ENQUANTO ISSO…

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/poderia-ser-pior/feed/ 0
Felipão e Família Brasileira dividem jornal na China http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/uma-familia-brasileira-na-china/felipao-e-familia-brasileira-dividem-jornal-na-china/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/uma-familia-brasileira-na-china/felipao-e-familia-brasileira-dividem-jornal-na-china/#comments Sun, 28 Jun 2015 01:51:51 +0000 christianedumont http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/uma-familia-brasileira-na-china/?p=3694 你们好, Ni men hao, Esta e a época do ano em que vamos de férias para o Brasil, portanto este será meu último post até agosto, quando voltarei a escrever sobre a China com força total. Enquanto isso, a Família mais Bonita da China segue sua viagem rumo ao sucesso! Na realidade, acho que as […]]]>

你们好,

Ni men hao,

Esta e a época do ano em que vamos de férias para o Brasil, portanto este será meu último post até agosto, quando voltarei a escrever sobre a China com força total. Enquanto isso, a Família mais Bonita da China segue sua viagem rumo ao sucesso! Na realidade, acho que as coisas estão saindo um pouco fora de controle. Nossa visibilidade aumenta a cada semana e não sei ao certo onde isso vai parar.

Vejam só, nesta segunda-feira, fomos matéria de um dos principais jornais de Shenzhen, o Shenzhen Special Zone Daily. Aliás, nós e o Felipão que agora é o treinador do time Guangzhou Evergrande e meu vizinho (Shenzhen fica a 30 minutos de trem rápido de Guangzhou).

 

Felipao é treinador do Guangzhou Evergrande

Felipao é treinador do Guangzhou Evergrande

Como sempre, a tradução do Google é uma maluquice só, mas pelo e-mail que a jornalista Susanna gentilmente me enviou com os principais pontos da reportagem traduzidos para o inglês, o foco desta vez foi a forma com a qual educamos nossos filhos. Por quê?

Por que, enquanto no Brasil, nossos menores abandonados vagam pelas ruas pedindo esmola, vendendo balinha nos sinais de trânsito ou se drogando em cracolândias, na China, os pais migram da área rural para as grandes cidades e deixam as crianças por conta dos avós. Os avós velhinhos não conseguem tomar conta direito das crianças que acabam sofrendo acidentes fatais ou até cometendo suicídio pelo sentimento de rejeição e abandono.

Uma história que li na Internet impactou particularmente a Susanna que a reproduziu integralmente. Um pai e um filho de uns 10 anos viviam sozinhos. O pai saía muito cedo para trabalhar e voltava muito tarde, portanto não conseguia ver o filho durante a semana. No entanto, todas as noites ele passava no quarto do garoto e dava um nó na ponta do lençol sinalizando que esteve ali. Um dia o pai foi chamado à escola para conversar sobre o comportamento do filho. Esperando pelo pior, ele se surpreendeu com que os professores tinham a dizer: “Seu filho é uma criança muito feliz! Ele é o melhor aluno da sala e está sempre pronto a ajudar os colegas. Parabéns pela linda família que vocês construíram”. Moral da história: a presença emocional é muito mais importante do que a física.

O que venho percebendo cada vez mais é que este concurso, aparentemente, de beleza, tem objetivos bem mais sérios e profundos. A China, preocupada com as futuras gerações e o rumo desta nova sociedade mais competitiva, busca informação e inspiração em outras culturas. Eu e Luiz estamos muito honrados de estarmos sendo usados como exemplo de família unida e feliz.

 Familia brasileira e exemplo de uniao na China


Familia brasileira e exemplo de uniao na China

Hoje à noite, sairemos para jantar com a jornalista do Shenzhen Daily, um dos três jornais chineses publicados diariamente em língua inglesa. Mas essa matéria vai ter que ficar para quando voltarmos do Brasil!

Até breve!

christianedumont@hotmail.com

 

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/uma-familia-brasileira-na-china/felipao-e-familia-brasileira-dividem-jornal-na-china/feed/ 0
Coritiba volta ao Couto sem concluir apuração da “visita” da Império ao vestiário http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/coritiba-volta-ao-couto-sem-concluir-apuracao-da-visita-da-imperio-ao-vestiario/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/coritiba-volta-ao-couto-sem-concluir-apuracao-da-visita-da-imperio-ao-vestiario/#comments Sun, 28 Jun 2015 00:33:37 +0000 leonardom http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/?p=2849 O Coritiba volta ao Couto Pereira neste domingo (28) ainda sem solucionar totalmente um episódio que marcou sua última partida em casa, contra o Flamengo: a “visita” de membros da Império Alviverde ao vestiário, após a derrota por 1 a 0. O clube, que optou por não registrar boletim de ocorrência, cumpriu a primeira parte […]]]>
(Geraldo Bubniak/ Folhapress)

(Geraldo Bubniak/ Folhapress)

O Coritiba volta ao Couto Pereira neste domingo (28) ainda sem solucionar totalmente um episódio que marcou sua última partida em casa, contra o Flamengo: a “visita” de membros da Império Alviverde ao vestiário, após a derrota por 1 a 0. O clube, que optou por não registrar boletim de ocorrência, cumpriu a primeira parte do procedimento de investigação interna: identificar quem “formou o bonde”. Ainda falta averiguar a gravidade da “visita” e, se for o caso, definir alguma punição aos envolvidos.
Na espera
Dois dias antes do Atletiba, o presidente Rogério Bacellar disse que o resultado da apuração interna seria repassado ao Conselho Deliberativo do clube, órgão capaz de punir sócios ou algum conselheiro envolvido. Até o momento, o parlamento alviverde não recebeu essas informações.
Procedimentos
Não haverá aumento de contingente na segurança ou adoção de novos procedimentos para o jogo com o Cruzeiro. A operação atual segue os padrões adotados após o rebaixamento de 2009, contra o Fluminense. O clube, porém, reforçou as práticas vigentes para todos os funcionários e terceirizados que trabalham na operação.

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/intervalo/coritiba-volta-ao-couto-sem-concluir-apuracao-da-visita-da-imperio-ao-vestiario/feed/ 0
A vida é um tour http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/a-vida-e-um-tour/ http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/a-vida-e-um-tour/#comments Sun, 28 Jun 2015 00:15:57 +0000 babbocamargo http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/?p=14910 Diante do inevitável, a morte, cada um pipoca a sua maneira. Há, inclusive, quem recorra à tanatologia. Mas, sem nenhuma confirmação vinda do além, parece que o melhor caminho é se socorrer no bom humor. Caso de um curitibano que quase bateu com as 10 devido a um problema cardíaco. Superado o obstáculo, ao reencontrar os amigos, […]]]>

Diante do inevitável, a morte, cada um pipoca a sua maneira. Há, inclusive, quem recorra à tanatologia. Mas, sem nenhuma confirmação vinda do além, parece que o melhor caminho é se socorrer no bom humor. Caso de um curitibano que quase bateu com as 10 devido a um problema cardíaco.

Superado o obstáculo, ao reencontrar os amigos, aflitos em saber o que tinha ocorrido, ele abria um sorriso e respondia, candidamente:

– Ora, apenas fiz um tour pelas UTIs de Curitiba.

A caminho do centro cirúrgico

Já um outro cabôco, amigo do Beronha, ao ser removido do quarto do hospital para a sala de cirurgia, aproveitou os últimos segundos de lucidez antes do efeito nocauteante da anestesia: acenava para as pessoas que estavam ou percorriam o corredor, profetizando:

– Adeus, adeus! Foi um prazer conhecê-los! A gente se reencontra lá, do outro lado!

Horas depois, acordou no leito do hospital. A primeira coisa que viu foi o dedo indicador da patroa, que disparava impropérios numa tremenda bronca:

– Seu palhaço! Tinha que fazer aquilo? Assustou pacientes, médicos e visitantes!

O insuperável humor bíblico de Lauand

Mas, e se ainda é preciso sair em defesa do bom humor, poder-se-ia citar um livro, O Bom Humor na Bíblia, do professor Luiz Jean Lauand.  Ensina ele:

– Na Bíblia, o bom humor de Deus se expressa inspirando ao hagiógrafo certos relatos e formulações divertidas que, pela acuidade, tornam-se mais sugestiva e facilmente recordáveis.

Em seus provérbios, comparações e nessa oriental arte de associação de realidades, o humor bíblico é insuperável. Alguns exemplos: “Goteira pingando sem parar em dia de chuva e a mulher briguenta são semelhantes!” (Pro 27, 15); “O preguiçoso põe a mão no prato: levá-la à boca é muita fadiga”.

Mais:

– Ao indicar, por exemplo, que é necessário prudência na escolha do conselheiro, o Eclesiástico (37, 11 e ss.) ensina – de modo vivo e concreto – que não se deve pedir conselho: “à mulher sobre a rival; ao medroso, sobre se é o caso de fazer guerra; ao negociante, sobre a mercadoria; ao comprador, sobre venda; ao invejoso, sobre gratidão; ao egoísta, sobre generosidade; ao preguiçoso, sobre qualquer trabalho; ao empreiteiro, sobre o acabamento de uma tarefa; ao servo indolente, sobre um trabalho”.

E o Quincas morreu sorrindo

Para encerrar, temos A Morte e a Morte de Quincas Berro d’Água, de Jorge Amado, 1959. Joaquim Soares da Cunha, “respeitável cidadão casado e com filhos, que leva uma vida pacata de funcionário público”, decide viver como um vagabundo, “entregando-se aos vícios mundanos, especialmente a bebida, quando recebe o apelido de Quincas Berro D’água”. Recebe o apelido de Berro D’água “por um dia estar em um boteco, a Venda do López, e quando vai beber algo que pensa ser cachaça, assusta-se e berra para o Mercado todo ouvir, dizendo em alto e bom tom Ááááááguuuua! As pessoas junto dele em um primeiro momento assustam-se, mas depois caem na gargalhada e passam a chamá-lo não apenas de Quincas, mas sim, Quincas Berro D’água”.

Quanto à morte e a segunda morte de Quincas, restou a controvérsia: para a família, morrera de causas naturais; para os amigos, tirou a própria vida ao atirar-se nas águas do mar, pois temia ser enterrado num caixão. Rumo à cova, exibia um sorriso.

É preciso mais?

ENQUANTO ISSO…

]]>
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/rolmops-e-catchup/a-vida-e-um-tour/feed/ 0