*

Enkontra.com
Blog Tubo de Ensaio

O núcleo de Design Inteligente do Mackenzie

Marcos Eberlin na inauguração do centro de pesquisa Discovery-Mackenzie
Marcos Eberlin fala durante o evento que inaugurou o centro Discovery-Mackenzie: universidade está no seu direito de promover o Design Inteligente. (Foto: TDI Brasil)

A Universidade Mackenzie, em São Paulo, criou um núcleo para defender o Design Inteligente e a comunidade científica nacional está em polvorosa. Recomendo muito a leitura da reportagem do Reinaldo Lopes, na Folha de S.Paulo, sobre o tema, e do artigo que ele publicou em seu blog, escrito pelo biólogo Fábio Raposo do Amaral, professor da Unifesp e egresso do Mackenzie. O jornalista ouviu o diretor do núcleo, Marcos Eberlin, e outros cientistas que discordam do DI.

Vocês também podem ver essa longa reportagem (10 minutos são uma eternidade para televisão) da Record, no Domingo Espetacular.

Aqui, vou me limitar a dar minha opinião, mas antes peço que vocês também vejam este vídeo do Pirula, que levanta muitos pontos bem pertinentes:

Antes de mais nada, que fique claro: eu considero o DI má ciência (porque seu pressuposto central, o de que existe um designer por trás das estruturas complexas, não está sujeito ao escrutínio do método científico) e má teologia (porque pressupõe uma criação falha, que exige periódicas intervenções divinas, ou do designer, seja lá quem for, para que a coisa continue a andar a contento). Dito isso, concordo totalmente com o Pirula: o Mackenzie está em seu direito ao criar esse núcleo. E, temos de reconhecer, pelo menos abre totalmente o jogo, dizendo às claras quem são os parceiros e quais são os seus objetivos. Ninguém que se envolva de alguma forma com esse instituto terá como alegar depois que foi iludido, achando que ia encontrar uma coisa e descobriu outra.

Mas, claro, a preocupação do Pirula é também a minha: até que ponto a orientação do instituto influenciará o ensino da Biologia nos cursos do Mackenzie? O Design Inteligente vai entrar no currículo? Pior ainda: vai entrar no lugar da teoria da evolução? A adesão ou rejeição ao DI será critério na contratação de professores? Os atuais docentes terão a liberdade de criticar o DI em suas aulas? Os defensores do DI chegaram a fazer um documentário sobre o suposto boicote que sofrem no meio universitário, seria absurdo que eles passassem a fazer o mesmo agora que estão “por cima” em determinada instituição de ensino.

Então, teremos de dar um voto de confiança ao instituto por enquanto, e ficar de olho no que me parece a questão fundamental, que é uma possível mudança de rumos no ensino da evolução dentro da universidade.

Palestra em Barretos

Neste sábado estarei em Barretos, no interior de São Paulo, para falar sobre a mitologia da relação entre ciência e fé no Espaço do Pensamento. Os leitores do blog que moram na região estão convidadíssimos!

Pequeno merchan

Além de editor e blogueiro na Gazeta do Povo, também sou colunista de ciência e fé na revista católica O Mensageiro de Santo Antônio desde 2010. A editora vinculada à revista lançou o livro Bíblia e Natureza: os dois livros de Deus – reflexões sobre ciência e fé, uma compilação que reúne boa parte das colunas escritas por mim e por meus colegas Alexandre Zabot, Daniel Marques e Luan Galani ao longo de seis anos. O livro está disponível na loja on-line do Mensageiro, e provavelmente haverá eventos de lançamento que anunciarei aqui no blog, assim que definirmos datas e locais.

 
 
mais conteúdo após a publicidade