Publicidade
Planeta faminto

Alex Atala debate sobre cultura alimentar, acompanhe ao vivo

por

Realizado em São Paulo, congresso FRU.TO discute estratégias para alimentar a crescente população mundial

Compartilhe

A primeira edição do seminário FRU.TO, que discute o futuro da alimentação mundial, começou nesta sexta-feira (26) em São Paulo. Promovido pelo chef Alex Atala, o evento tem como objetivo debater soluções e tecnologias que ajudem no abastecimento de comida para toda a população do planeta. Você pode acompanhar a transmissão de todas as palestras ao vivo e de graça pela internet (clique aqui). O primeiro dia do FRU.TO tem palestras até às 17h. Neste sábado (27), a transmissão será realizada das 9h às 17h. Veja mais abaixo a programação completa.

Nunca se precisou discutir tanto a alimentação mundial como nos dias de hoje, em que a população do planeta já passa dos 7,5 bilhões de habitantes e pode alcançar os 8,6 bilhões em 2030 segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Sustentar tantas pessoas sem aumentar drasticamente o preço da comida é um desafio que produtores precisam encarar de frente, e que é discutido nesta sexta (26) e sábado (27) no FRU.TO, simpósio promovido em São Paulo pelo chef Alex Atala com convidados de vários países. São 30 palestrantes reunidos para debater as estratégias e alternativas de como alimentar a crescente população mundial. É o primeiro congresso de gastronomia organizado pelo chef brasileiro.

Um dos temas discutidos será o aumento da produção de alimentos para sustentar a crescente população mundial. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Um dos temas discutidos será o aumento da produção de alimentos para sustentar a crescente população mundial. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Ao longo dos dois dias de evento, são discutidos temas como o acesso à alimentação saudável, a cadeira produtiva desde o campo até o consumidor final, os impactos das modificações genéticas dos alimentos à saúde humana, entre outros.

As palestras do FRU.TO foram divididas em três categorias, em que os convidados de várias partes do mundo irão apresentar estudos e ‘cases’ de trabalho: Eixo Cultural, em que a comida é apresentada como uma cultura que deve ser visitada e estudada por sua ligação com as tradições e costumes de um povo; o Eixo Biológico, que faz um paralelo desde o plantio do alimento até como a tecnologia pode melhorá-lo; e o Eixo Social, que mostra a comida como uma grande rede social, em que as pessoas se reúnem ao redor dela para se alimentar.

Entre os participantes confirmados para o FRU.TO, estão o jornalista italiano Carlo Petrini, criador do movimento Slow Food, que prega o desenvolvimento de uma cadeia alimentar mais sustentável; o empreendedor socioambiental Lúcio Brusch, que vai falar da relação social do produtor ao consumidor final; o biólogo e Ph.D. em imunologia Rodrigo Corrêa-Oliveira, que fará uma explanação sobre a modificação genética de alimentos e o que isso pode afetar a saúde humana; o californiano Ron Finley, que vem revolucionando o conceito de horta urbana nos Estados Unidos, e a apresentadora e chef naturalista brasileira Bela Gil.

Esta primeira edição do FRU.TO também é o ponto de partida para a produção de um relatório internacional sobre as possibilidades de produção, acesso e relação com a comida. Além disso, o seminário pretende consolidar o Brasil como principal celeiro dessa discussão, envolvendo desde os pequenos produtores à indústria de alimentos, de criadores de hortas urbanas a comunidades indígenas, passando por antropólogos, agrônomos e engenheiros genéticos.

Veja o vídeo de apresentação do seminário FRU.TO

A organização do FRU.TO começou no ano passado através de uma parceria do chef Alex Atala e seu Instituto ATÁ com o produtor cultural Felipe Ribenboim, e inspirada em simpósios como o MAD, do dinamarquês René Redzepi; o Kitchen Dialogues, de Andoni Aduriz; e o Farm of Ideas, do dinamarquês Christian Puglisi.

Programação das palestras:

Sexta (26):
9h: Abertura, com Alex Atala e Felipe Ribenboim.
9h25: Sociobiodiversidade – Conservação e soberania alimentar, com Jerônimo Villas-Bôas.
9h50: Os guardiões – A importância dos povos indígenas na preservação da agrobiodiversidade, com Manuela Carneiro da Cunha.
10h15: Da floresta à mesa – Dos conhecimentos ancestrais às novas aplicações, um grande número de alimentos está nas florestas, com Jeferson Straatmann.
10h40: O poder de uma escolha – A complexa relação social da cadeia do alimento e como ela afeta do produtor ao consumidor final, com Lúcio Brusch.
11h05 – intervalo.
11h25: Genético ou natural? – De que maneira as diferentes técnicas de cultivo impactam na sua saúde, com Rodrigo Corrêa-Oliveira.
11h50: A inteligência da floresta – Como criar plantações entendendo a dinâmica da natureza, com Ernst Götsch.
12h15: Agricultura extrema – De desertos a áreas urbanas, entenda de quais soluções o mundo precisa, com David Lehrer e Ria Hulsman.
13h00 – intervalo.
14h35: Gangsta Gardening – Ron Finley, o homem que está revolucionando comunidades urbanas da Califórnia.
15h00: Biodiversidade nativa – Re-plantando florestas na cidade, com Ricardo Cardim.
15h20: Terra, Ar e Água – Qual o panorama desse importante tripé para a vida na Terra?, com Céline Cousteau, Paulina Chamorro e Simone Jones.
16h25 – intervalo.
16h45: Alimentos e natureza – Como potencializar a produção de alimentos sem destruir a natureza?, com Rodrigo Medeiros e Maurício Antônio Lopes.
17h30: Fome. Existe uma solução? – Conheça propostas e caminhos para acabar com a fome mundial, com Isadora Ferreira.

Sábado (27):
09h: Abertura, com Alex Atala e Felipe Ribenboim.
9h25: Homo culinarius – Como a cozinha transformou a nossa evolução, alimentação e cultura, com Suzana Herculano.
9h50: O poder de transformação – Como o Slow Food muda o mundo, com Carlo Petrini.
10h15: Dá para mudar a produção e o consumo? – Tendências, mudanças, paradigmas, sistemas, indústrias e lobby, com Jason Clay e Roberto Rodrigues.
11h – intervalo.
11h20: A nova ordem – Já ouviu falar de Sistema B? De que forma ele vem criando empresas melhores para o mundo?, com Marcel Fukayama.
11h45: Jovens Empreendedores – Eles largaram os negócios da família para empreender com alimentação, com Alex Seibel, Rafael Coimbra, Pedro Hennel , Luciana Quintão.
12h50 – intervalo.
14h30: Inovação que transforma – Entenda como tecidos e filtros de água vêm transformando a vida de milhares de pessoas, com Jon Rose e Oskar Metsavaht.
15h15: Uma refeição centrada no ser humano – A visão analítica do alimento sob o aspecto cultural e representativo de uma organização social, com Mark Emil.
15h40 – intervalo.
16h: Comida é cultura – Entender o alimento como elemento cultural é essencial para um país, com Luis Ginocchio Balcázar e Rose Mendes.
16h45: Educação Alimentar – Os possíveis caminhos para um maior acesso à alimentação saudável, com Bela Gil.
17h10: Encerramento e assinatura da agenda, com Alex Atala e Felipe Ribenboim.

Clique aqui e veja quem é cada um dos palestrantes e quais as contribuições deles para a discussão.

Serviço
FRU.TO – diálogos do alimento

Sexta (26) e sábado (27), das 9h às 17h, no Unibes Cultural
Rua Oscar Freire, 2500, Sumaré, São Paulo (SP)
Data: 26 e 27 de janeiro de 2018
O auditório do Unibes Cultural recebe até 300 convidados, mas a transmissão pela internet é gratuita e ilimitada.

LEIA MAIS:
>> Alex Atala promove seu próprio evento sobre alimentação
>> Alex Atala defende uso de água alcalina para potencializar sabor dos preparos
>> Série da Netflix mostra o lado escuro de Alex Atala

Compartilhe
Publicidade

Assine a Gazeta do Povo e receba mensalmente o Bom Gourmet.