Publicidade
La Panoteca

Um lugar para cultuar o pão

por

Aberto apenas quatro horas por dia, a La Panoteca, no Bigorrilho, investe em produtos cuidadosamente elaborados

Compartilhe
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Panoteca: padaria investe no conceito de slow bakery
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Pães Panoteca, feitos com farinha escura. R$ 24,50 o quilo

Na correria do dia a dia, comer pão se torna algo tão rotineiro quanto escovar os dentes. Para quebrar essa banalidade, a La Panoteca, em Curitiba, aposta no conceito slow bakery, que valoriza o ato de apreciar os pães. A padaria fica no bairro Bigorrilho e abre de segunda a sábado, apenas das 16 às 20 horas. Segundo o proprietário, o uruguaio Oscar Luzardo, o horário de funcionamento, mais curto, está relacionado à ideologia da casa. “Dessa forma, conseguimos fazer a panificação de maneira mais artesanal,” diz.

SLIDESHOW: Confira imagens da La Panoteca e de seus pães e lanches

Não há pães claros no cardápio da casa, aberta em dezembro de 2012. Todas as variedades – cerca de 20, que mudam a cada três meses seguindo as estações – são feitas com farinhas integrais de centeio, milho, entre outras. As influências no preparo são uruguaias e portuguesas. O carro-chefe é o pão que leva o nome da casa. A variedade Panoteca (R$ 24,50 o quilo) é feita com farinha escura. Outro destaque é o pão de queijo (R$ 36,20 o quilo), que ganhou cebola caramelizada.

A padaria oferece ainda outros quitutes, como sanduíches e doces. O bolo de tangerina com chocolate (R$ 45) e o típico uruguaio postre chajá (com merengue e pêssego – R$ 5,90 a unidade) trazem as influências do país natal de Luzardo. No menu de sanduíches, a atração principal é o chivito uruguaio (lembra um hambúrguer e é acompanhado de batatas ao murro – R$ 22,50). Há também três sabores de pizzas individuais, que custam a partir de R$ 15,90 (muçarela).

A La Panoteca funciona também como delicatessen e vende queijos, frios e vinhos. Quem quiser pode degustar os pães, doces e salgados no próprio local, que tem capacidade para 50 pessoas. Para experimentar diferentes opções, a padaria oferece uma degustação que custa R$ 9,20 por pessoa. O cliente degusta quantas variedades quiser, acompanhadas de geleias espanholas (uma de morango e mel e outra de laranja e mel). Se preferir, por R$ 7,50 pode degustar dois tipos de bolos doces do dia.

Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Panoteca: padaria investe no conceito de slow bakery
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Panoteca: padaria investe no conceito de slow bakery
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Panoteca: padaria investe no conceito de slow bakery
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo
Brunno Covello / Gazeta do Povo

 

* * *

Serviço

 

Compartilhe
Publicidade

Assine a Gazeta do Povo e receba mensalmente o Bom Gourmet.