Publicidade
Destilado italiano

Em terra de boa cachaça, vinícola curitibana produz três tipos de grappa

por

Família Fardo, em Quatro Barras, faz três versões do destilado (uma branca e duas envelhecidas); anualmente são produzidas cerca de 2 mil garrafas

Compartilhe

Em terra de boa cachaça — o Paraná é um dos estados mais premiados do setor — uma pequena vinícola da região metropolitana de Curitiba dedica-se com sucesso à produção de um destilado de origem italiana, a grappa. Desde 2009, a Família Fardo, em Quatro Barras, destila anualmente cerca de mil litros deste aguardente feito a partir do bagaço da uva. De acordo com a Associação dos Vitivinicultores do Paraná (Vinopar), a empresa é a única a produzir grappa no Paraná.

grappas da vinicola familia fardo

Grappas branca e envelhecidas da Família Fardo. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo.

A bebida tem teor alcoólico elevado – na Itália pode chegar até 60%. A Fardo produz três versões: duas grappas envelhecidas por pelo menos dois anos em pequenas barricas de carvalho americano de 60 litros de capacidade, mais uma etapa de refinamento em garrafa; e uma grappa branca, que não passa por madeira.

LEIA TAMBÉM

6 vinícolas do Paraná para fazer enoturismo

Dos botequins à alta gastronomia e coquetelaria, a cachaça ganha espaço

Vídeo: aprenda a forma correta de degustar cachaça

A grappa branca tem aromas e sabores mais acentuados e “genuínos” de uva. As envelhecidas, por sua vez, ganham toques de madeira e especiarias por causa da passagem por barrica. “As amadeiradas têm algo que remete a outras bebidas destiladas, por isso quem toma pela primeira vez não estranha muito. A branca é muito peculiar, já que a grappa é o destilado mais rico em componentes secundários, e é recomendada para quem quer provar algo diferente”, explica o enólogo da vinícola, Renato Garcia de Lima.

grappas familia fardo

Teor alcoólico da grappa da Família Fardo varia de 36% a 41%. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo.

Os componentes secundários inclusive são os que dão a sensação de calor quando se toma a bebida. Além do sabor, as três grappas se diferenciam também pelo teor alcóolico: a branca tem 41% e as envelhecidas, de 36% e 40%.

O alambique de cobre da Família Fardo tem capacidade para 600 litros, um volume considerado baixo. A produção total de garrafas é de 2 mil por ano, isto é, mil litros de bebida. Diferentemente do que ocorre na Itália, onde a destilação é feita apenas usando vapor, na Família Fardo a bebida é destilada com fogo direto, usando eucalipto de reaproveitamento. Segundo o enólogo, a madeira confere aromas mais ricos à bebida. A grappa da Família Fardo é bidestilada.

Para produzir a grappa são usadas cascas fermentadas de uvas diferentes, seja brancas ou tintas, dependendo da produção de vinho daquela safra. Para produzir mil litros de grappa são necessários 5 mil kg de casca, o equivalente a 45 mil kg de uva in natura.

As grappas custam em torno de R$ 50 (500 ml) e são vendidas na loja física da vinícola e na loja virtual da Família Fardo.

***

Serviço

A Família Fardo Vinícola fica na Rodovia BR-116, nº 550, km 69, Quatro Barras – (41) 3672 1693 / (41) 3672-4488.

Compartilhe
Publicidade

Assine a Gazeta do Povo e receba mensalmente o Bom Gourmet.