Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Linha do tempo

Conheça alguns fatos da trajetória de Maé da Cuíca e da Escola de Samba Colorado

 
0 COMENTE! [0]
TOPO

1932

Aos cinco anos, Ismael, passando mal após beber um cálice de licor, é trazido a Curitiba para receber atendimento médico. Seu pai acaba conseguindo trabalho e a família se instala na Vila Tassi.

1944

Maé compõe seu primeiro samba para um concurso da rádio PRB-2.

1945

Os sambistas da Vila Tassi, liderados por Maé, fazem um primeiro desfile no centro da cidade e ganham admiradores em círculos restritos à participação da comunidade. Diante da boa recepção, eles decidem fundar a Escola.

1946

É fundada a Escola de Samba Colorado. A Escola participa oficialmente do desfile de carnaval e fica em segundo lugar na disputa com as escolas Calunga, Vira-Lata, Asas da Alegria e Amigo da Onça.

1949/1950

A Vila Tassi deixa de existir. Os ensaios passam a acontecer no Estádio Durival Britto e Silva.

1964

Colorado vence pela primeira vez o título de campeã do carnaval.

1972

A escola conquista o segundo título.

1976

Mais um título, com o samba enredo “Paraná Terra de Todas as Gentes”

1977

Maé e seus batuqueiros defendem a composição “Não Vou Subir”, dos curitibanos Homero Reboli e Cláudio Ribeiro, no Festival de Compositores da Mangueira, atraindo a atenção de figuras como Cartola.

1997

Em um carnaval dividido em dois desfiles, a escola é uma das campeãs.

2000

Decadente, a Colorado faz seu último desfile e acaba rebaixada para o segundo grupo.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

PUBLICIDADE