Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Morre homem que mudou a música nos anos 1980

Japonês Ikutaro Kakehashi, fundador de instrumentos de música eletrônica usados por David Bowie e Marvin Gaye, faleceu aos 87 anos

  • DA REDAÇÃO COM AFP
 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Ikutaro Kakehashi, fundador da fabricante de instrumentos de música eletrônica Roland, fundamental para a música pop dos anos 1980, faleceu no sábado (01) aos 87 anos, informou nesta segunda-feira (03) a ATV, empresa que fundou em 2013.

Kakehashi criou a Roland em 1972 em sua cidade natal de Osaka, oeste do Japão. Seus sintetizadores seduziram grupos como Duran Duran, Depeche Mode ou Kraftwerk, assim como artistas pioneiros como Jean-Michel Jarre e Herbie Hancock.

O astro David Bowie também foi um adepto da marca e utilizou uma guitarra Roland GR-500 para gravar o sucesso dos anos 80 “Ashes to Ashes”. Marvin Gaye contribuiu para popularizar a caixa de ritmos TR-808 com o hit “Sexual Healing”.

A TR-808 também foi utilizada por grandes figuras do movimento hip-hop como o DJ Afrika Bambaataa, o grupo Beastie Boys e, mais recentemente, o rapper Kanye West, que a incluiu em uma das canções do álbum “808s & Heartbreak”, lançado em 2008. A TR-808 ganhou uma importância tão grande que foi alvo de um documentário com as participações de Pharrel Williams, Fatboy Slim e Phil Collins.

Kakehashi recebeu em 2013 um Grammy por sua contribuição para a indústria musical com a criação dos sistema MIDI (Musical Instrument Digital Interface - Interface Digital para os Instrumentos Musicais).Este dispositivo permite a interação entre instrumentos musicais e computadores. Kakehashi deixou a Roland em 2013 por divergências com a diretoria, de acordo com a imprensa, e fundou a ATV.

Marc Almond, um dos integrantes do grupo britânico Soft Cell, expoente do synthpop, prestou homenagem no Twitter a um “homem que mudou a música”. Lançada em 1980, a TR-800 foi um fiasco comercial. Foram feitas apenas 12 mil unidades e a linha foi descontinuada três anos depois. Tomou-se um objeto de culto e foi recentemente relançada.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

PUBLICIDADE