Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

curitiba

Karol Conka, Criolo e Paulo Miklos estarão em festival de música e sustentabilidade

Coolritiba será realizado em maio na Pedreira Paulo Leminski e terá ainda Clarice Falcão, Projota, Céu, A Banda Mais Bonita da Cidade e o duo Anavitória

  • Angela Corrêa
Curitibana é uma das principais atrações. | Juliana Coutinho/Divulgação
Curitibana é uma das principais atrações. Juliana Coutinho/Divulgação
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Cool, em inglês, é gíria para ‘legal’, ‘descolado’. Apesar do nome, o Coolritiba – Festival de Atitudes que Mudam o Mundo, a ser realizado em 13 de maio na Pedreira Paulo Leminski, não pretende ser um festival de música convencional.

O evento tem como premissa reunir ações de arte e sustentabilidade, dois aspectos pelos quais a capital é referência. Curitiba já ganhou o Globe Award Sustainable City, prêmio de cidade mais sustentável do mundo em 2010, e, em 2015, foi considerada a cidade mais verde do país e da América Latina pelo Green City Index.

Os ingressos para o evento já estão à venda no Disk Ingressos e custam de R$ 80 (meia-entrada pista) a R$ 400 (inteira camarote).

As principais atrações artísticas são os shows, que vão privilegiar a música brasileira. O line-up mistura nomes do Paraná aos de outras partes do país. Nove apresentações devem ocorrer no festival. Sete já foram confirmadas.

De Curitiba, foram escaladas A Banda Mais Bonita da Cidade, que tocará ao lado do ex-titã Paulo Miklos, e a rapper Karol Conka, que atualmente também apresenta o programa “Superbonita”, da GNT, no lugar de Ivete Sangalo. O duo Anavitória, as cantoras Céu e Clarice Falcão e os rappers Criolo e Projota completam o time (veja detalhes sobre os músicos abaixo). Mais atrações ainda devem ser anunciadas nos próximos dias.

Sustentabilidade

Além de música, o festival terá exposição de moda com estilistas regionais, gastronomia e intervenções de artes plásticas. A cenografia do festival também será toda criada por artistas curitibanos que utilizam materiais recicláveis como suporte de criação.

O público também será estimulado a adotar práticas sustentáveis. Todos deverão doar um livro assim que chegarem à Pedreira no dia do festival. Assim como já acontece em outros espetáculos da cidade, doadores de sangue também terão 50% de desconto na compra do ingresso.

Os produtores do Coolritiba também vão fazer ajudar na manutenção do verde na cidade: plantarão uma árvore para cada pagante do festival.

Saiba mais sobre as atrações anunciadas até agora:

Anavitória

Apadrinhadas por Tiago Iorc, as cantoras do Tocantins Ana Clara Caetano e Vitória Falcão foram uma das revelações da música brasileira de 2016, apresentadas pelo álbum homônimo, que destaca o single “Singular”.

A Banda Mais Bonita da Cidade + Paulo Miklos

Os curitibanos protagonizaram um dos primeiros virais musicais brasileiros, com o clipe de “Oração”, em 2011. O álbum mais recente, “De Cima do Mundo Eu Vi O Tempo”, foi lançado em 2016. Miklos, um dos vocalistas dos Titãs por 34 anos, se dedica atualmente à carreira solo, além de personagens no cinema.

Céu

A paulistana projetou-se internacionalmente com participações em festivais nos Estados Unidos e na Europa. Além de excursionar com o repertório de seu quarto álbum, “Tropix”, ela também se dedica à pré-produção de shows em homenagem a Jorge Ben Jor, ao lado do próprio e do Skank.

Clarice Falcão

Compositora, a recifense também fez parte do elenco do canal de humor Porta dos Fundos até decidir se dedicar exclusivamente à música. Tem dois álbuns lançados, sendo o mais recente “Problema Meu”. Costuma lançar vídeos colaborativos com algum estardalhaço. “Eu Escolhi Você”, do ano passado, tinha nudez frontal e foi banido do YouTube.

Criolo

Criador da famosa Rinha de MCs em São Paulo, o paulistano começou cedo no gênero do rap, ainda no fim dos anos 1980, e gradualmente caiu nas graças da turma da MPB. Tem quatro álbuns lançados, sem contar o relançamento, no ano passado de “Ainda Há Tempo”.

Karol Conka

Curitibana do bairro do Boqueirão, a rapper é conhecida por seu estilo divertido em letras, rimas e visual, o que não diminui o peso de seu discurso que fala sobre machismo e racismo, entre outras questões. É um dos principais nomes do rap no Brasil na atualidade.

Projota

Também paulistano, o rapper faz letras contestadoras, mas que também flertam com o romantismo. Sua versatilidade lhe rendeu uma posição em trilhas sonoras de novelas, de “Malhação” a “Rock Story”, atualmente no ar. Tem um disco de estúdio, “Foco, Força e Fé” (2014).

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

PUBLICIDADE