Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Cênicas

Teatro feito com jeitinho brasileiro

Contemplado com prêmio da Funarte, a Cia. Elenco de Ouro invade as ruas de Curitiba com dez apresentações do espetáculo Gambiarra

  • Annalice Del Vecchio
O improviso e o humor marcam as apresentações: daí,  Gambiarra |
O improviso e o humor marcam as apresentações: daí, Gambiarra
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Teatro feito com jeitinho brasileiro

“Lâmpada instalada na extremidade de um comprido cabo elétrico para poder ser utilizada numa área relativamente grande.” Assim, o dicionário Aurélio conceitua “gambiarra”, termo que teve seu significado ampliado com o uso para expressar algo que foi feito sem muito apego a formatos fixos, ou seja, com aquele jeitinho típico brasileiro.

O princípio do improviso é a base do espetáculo Gambiarra, criado em 2008 pela curitibana Cia. Elenco de Ouro, após oito anos de pesquisa sobre a possibilidade de encenação teatral fora do espaço convencional do palco italiano. O novo local escolhido é democrático e permite a interação desejada pelo grupo: as ruas e praças da cidade.

Os atores Iria Braga, Alexandra Galcerán e Limerson Morales, sob a direção de Cléber Braga, apresentaram o espetáculo pela primeira vez em 2008, no festival Explosión de Arte Callejero, em Santiago, no Chile. Agora, com recursos do Prêmio Artes Cênicas na Rua 2009, da Funarte/MinC, pode colocá-lo em cartaz na cidade que o concebeu. Realiza até o dia 30 duas apresentações diárias, sempre às 14 horas e às 17 horas, em praças, ruas e até no supermovimentado Terminal Guadalupe (leia mais no quadroao lado). Certamente irá dar o que falar.

Performance?

A cada dia, um artista de Curitiba de uma área diferente é convidado para intervir no espetáculo dos atores da companhia. São eles: os artistas visuais Claudia Washington e Newton Goto, a bailarina Marilla Veloso, a dramaturga e diretora da Cia. Senhas de Teatro Sueli Araújo e o ator Angelo Luz.

Intervenção urbana? Teatro? As classificações não são importantes neste projeto que se propõe a invadir os limites entre as diferentes linguagens artísticas de modo a proporcionar uma outra vivência para o espaço público. “Gambiarra é uma intervenção cênica no corpo da cidade, promovendo encontros afetivos numa celebração de mitologias urbanas”, diz o diretor.

Antes de ser visto no Chile, o espetáculo, ainda em construção, foi visto por aqui na Mostra Cena Breve de 2008, no Teatro da Caixa. Depois, foi apresentado no circuito off do Festival de Curitiba do ano passado.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

  1. “A Dama do Mar”, de 2013, com elenco brasileiro. | Luciano Romano/
Divulgação

    LISTA

    Opinião: as 5 melhores peças de teatro do (meu) mundo

  2.  |

    Pesquisa

    Veja as 100 músicas mais tocadas nas rádios e as letras do top 10

  3. Cena do Filme

    Estréia

    "Era uma vez..." conta história de amor no Rio dividido

PUBLICIDADE