Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

Cênicas

Teatro Novelas exibe pesquisa na madrugada

Programação da Virada Cultural inclui 12 horas de peças com grupos iniciantes e experimentais

Orlandx é um trecho da pesquisa que o Heliogábalus faz sobre o romance Orlando, de Virginia Woolf |
Orlandx é um trecho da pesquisa que o Heliogábalus faz sobre o romance Orlando, de Virginia Woolf
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Teatro Novelas exibe pesquisa na madrugada

Neste ano, a Virada Cultural, que começa hoje à tarde com inúmeras atrações musicais oferece também uma noite e uma madrugada inteiras de teatro – tudo de graça.

O Coletivo de Pequenos Conteúdos, mostra de peças curtas que reúne atores e atrizes profissionais iniciantes, teve edições nos últimos três festivais de Curitiba, e agora participa da Virada a convite da Fundação Cultural.

Banda mais bonita

Serão 12 atrações, começando às 18 horas com uma roda de samba no deque, para esquentar. Além dos dez espetáculos teatrais, haverá um pocket show com Luiz Felipe Leprevost e Troy Rossilho em que a vocalista da Banda Mais Bonita da Cidade, Uyara Torrente, deve fazer uma participação especial – depois de abrir o palco Ruínas, às 18 horas.

Muitos dos trabalhos cênicos que serão apresentados fazem parte de pesquisas dos grupos ou artistas, com o objetivo de formar uma linguagem própria. “Às vezes parece que somos novos demais para estar ao lado dos grupos tradicionais, mas temos uma pesquisa continuada, que não é só para montar espetáculo durante o festival”, explica o diretor da Cia. Transitória, Thiago Ignácio, que coordena o Coletivo.

A companhia Heliogábalus, por exemplo, apresenta às 5h30 Orlandox, trabalho que é a definição do “work in progress” – pesquisas contínuas que são trazidas a público aos poucos. O projeto de analisar a fundo o romance Orlando, de Virginia Woolf, sobre um jovem inglês que viaja à Turquia e um dia simplesmente acorda mulher já dura um ano e é registrado no blog http://orlandxemconstantinopla.wordpress.com.

Desvio para o Azul é uma leitura dramática da Acruel Companhia – a mesma que instalou uma gaiola de acrílico gigante pelas praças da cidade durante o Festival. O texto, de Ana Ferreira, começa com um diálogo realista, que aos poucos vai assumindo profundidades mais intimistas. “Essa é minha primeira experiência como diretora, e depois pretendo mostrar o trabalho no Festival de 2012”, revela Ana. A apresentação será às 21h.

Ela i Eu ou Nada que Transpareça, do Coletivo de Dois, é um exercício de metateatro, em que uma dupla ensaia uma peça sem conseguir levá-la adiante, porque o ator é muito ruim. “São 40 minutos de uma comédia com humor mais grosseiro, um pouco trash”, explico o autor do texto e ator Dimis Jean Sores. Não teria como escolher adjetivos diferentes, já que a atriz interpreta uma célula cancerígena e lá pelas tantas há um braço decepado, com sangue jorrando. Em cartaz às 20h e 4h.

Café da manhã

Quem resistir até o fim da mostra será recompensado com um café da manhã, lá pelas 6 horas do domingo, durante o qual a companhia Heliogábalus fará uma performance relacionada ao Dia dos Mortos mexicano.

* * * * *

Serviço

- Mostra Coletivo de Pequenos Conteúdos.- Teatro Novelas Curitibanas. Rua Carlos Cavalcanti, 1.222 – São Francisco.- Das 18h de sábado às 6h de domingo.- Entrada franca.

Veja a programação completa da Virada Cultural no Guia da Gazeta do Povo.

Acompanhe a cobertura em tempo real da Virada Cultural emwww.gazetadopovo.com.br/blog/blogdocadernog

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

PUBLICIDADE