Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caderno G

Fechar
PUBLICIDADE

Música

Todos os tambores de Mariana Baraj

Cantora e percussionista argentina é atração de hoje da Série Solo Música, no Teatro da Caixa

Mariana Baraj: percussão surgiu aos 19 anos, ao ver o irmão mais novo tocar bateria. Ano passado, argentina lançou Churita, seu último disco de estúdio |
Mariana Baraj: percussão surgiu aos 19 anos, ao ver o irmão mais novo tocar bateria. Ano passado, argentina lançou Churita, seu último disco de estúdio
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

A argentina Mariana Baraj conhece Curitiba muito bem. Em 2009, entre uma e outra aula que ministrava durante a Oficina de Música, se apresentou no Teatro Guaí­­ra com o grupo America Con­­temporânea. Meses depois, esteve no Teatro da Reitoria, para apresentação em duo com o pianista, compositor e arranjador Benjamin Taubkin. Foi muy hermoso, relembra a argentina. A cantora e percussionista volta à cidade hoje, às 20h30, quando se apresenta no Teatro da Caixa pela série Solo Música.

Reforçando a essência do projeto, a musicista será a dona do palco. Ao seu lado, apenas um set de percussão e um microfone. “Serão músicas de raiz, al­­gumas folclóricas. Outras sobre o amor. E o desamor, também”, explica a portenha. A temática latino-americana surge então em diferentes canções, que compõe seus quatro discos lançados – o último é Churita, primeiro somente com composições próprias. A fusão de estilos andinos e latino-americanos com sua raiz “pampeira”, inseparável, também define Ma­­ria­­na como uma boa representante da música popular argentina contemporânea.

Característica singular, no en­­tanto, é encontrar em Mariana uma cantora percussionista – ou vice-versa. Os batuques surgiram ao ver o irmão mais novo bater em pratos e caixas. Ele é baterista profissional. “Canto desde chica, e a percussão surgiu depois, lá pelos meus 19 anos. Fui incorporando primeiro a ba­­teria e, depois, outros instrumentos àquilo que eu cantava”, diz Ma­­ria­­na, que estudou canto com Li­­lia­­na Vitale, Gabriela Torres, Iris Guiñazú, Nora Faiman e Mirta Braylan; e percussão com Pocho Porteño, Horacio Lopez, Andrea Alvarez, Norberto Mi­­ni­­chilo, Carlos Rivero e Facun­­do Guevara.

No concerto, não faltará espaço para experimentações. Mas, para se dar bem soltando a voz e mexendo braços e pernas, não há segredo: “basicamente tem a ver com a prática. Eu toco todo dia”, conta a musicista.

Também estarão em cena hoje vários instrumentos de origem argentina, como o bombo legüero, muito utilizado pelos mú­­sicos que acompanham a cantora Mer­­cedes Sosa, por exemplo. O tamborzinho é produzido a partir de um tronco de árvore, revestido com pele de animais – geralmente cabras – e seu nome remete à distância em que pode ser ouvido: cerca duas léguas, ou quase cinco quilômetros.

Mas Mariana promete “tocar baixinho”. Outros instrumentos de origem açoriana, tambores brasileiros e alguns de características melódicas completam o set. “Sou admiradora da música feita no Brasil e creio que aquilo que faço está absolutamente ligado a ela. A percussão também tem uma importância fundamental para a música brasileira”, diz a argentina.

Discografia e prêmios

Mariana Baraj tem quatro discos solo: Lumbre (2002), Deslumbre (2005), Margarita y Azucena (2007) e Churita (2010). A artista tem, ainda, participações especiais em discos de Aristimuño Lisan­­dro, Horacio Gómez, Liliana Herrero, Pepi Taveira Cuarteto, Nuria Martinez, Cláudia Puyó e Bernardo Baraj Quinteto, entre outros argentinos. Fez turnês pela Argentina, Brasil, Espanha, Japão, Alemanha e Eslovênia e, de quebra, dirige em companhia de seu irmão, Marcelo Baraj, o Cantaloop, espaço em Buenos Aires de expressão musical para crianças e adultos.

A artista foi indicada por duas vezes ao Prêmio Gardel – o mais importante da música argentina. Em 2005, foi contemplada com o Prêmio Clarin, na categoria Revelação em Música Folclórica.

Serviço:

Série Solo Música – Mariana Baraj. Teatro da Caixa (R. Cons. Laurindo, 280), (41) 2118-5111. Dia 28 às 20h30. R$10 e R$5. Na internet: www.myspace.com/marianabarajwww.marianabaraj.com.ar

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais