Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade
Patrimônio

Ópera de Arame terá mudanças na programação

06/08/2006 | 00:54 |
  • Comentários

Após quase oito meses fechada ao público para obras de reparações em sua estrutura, a Ópera de Arame, cartão-postal de Curitiba, foi reaberta em 15 de julho e além das mudanças estilísticas, promete alterações em sua utilização.

Com um investimento de R$ 1,4 milhão, a reforma realizada na Ópera de Arame teve início em novembro do ano passado. Divididas em três partes, as obras incluíram o conserto de estruturas metálicas que estavam corroídas pela ferrugem e a substituição de alguns pilares de sustentação, danificados pelo mesmo problema. Foram ainda realizadas limpeza e melhorias na cobertura de policarbonato e uma nova pintura nas cores cinza-chumbo e verde. Mas a principal prioridade das obras foi a segurança. O local ganhou novas portas de emergência e a largura das escadas de acesso ao segundo andar (30 centímetros mais estreitas que o recomendado pelas normas do Corpo de Bombeiros) foram ampliadas. No segundo piso, foram instaladas, ainda, grades de proteção nos camarotes dos mezaninos, os chamados guarda-corpos.

Mesmo estando adequada às normas de segurança, a Ópera, com capacidade total para 2,1 mil pessoas, deve limitar a lotação dos eventos futuros a, no máximo, mil espectadores. “O posicionamento da atual gestão optou pela não realização de eventos que possam contribuir para abalar as estruturas da Ópera, como os shows de rock e festas de música eletrônica que já aconteceram lá”, ressaltou Marcelo Cattani, diretor de Marketing da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), citando a próxima edição do Curitiba Rock Festival (agora batizado de Sonora Festival), que chegou a procurar a FCC propondo a realização do festival na Ópera.

De acordo com Cattani, as reformas ainda não terminaram. Serão feitas alterações na parte elétrica e a FCC já estuda a possibilidade de uma reforma acústica no local - reclamação constante de produtores e bandas.

  • Veja também

Histórico

Inaugurada em 1992, a Ópera de Arame foi construída em apenas 75 dias, na cratera de uma pedreira desativada. A construção é integrada à paisagem da pedreira por meio de blocos de fundação, apoiados diretamente na rocha, circundada por um lago em uma pequena cascata d'água. O ponto-turístico ocupa uma área de quatro mil metros quadrados.

O primeiro espetáculo sediado pela Ópera de Arame foi "Sonhos de uma Noite de Verão", de Cacá Rosset, apresentação de estréia da 1.ª edição do Festival de Teatro de Curitiba.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade