Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade
Exposio

Nelson Leirner brinca com a ousadia

Publicado em 28/05/2009 |
  • Comentrios

Nelson Leirner quer amordaar o pblico, j que as pessoas no reagem politicamente: No h mais ideologia na arte, nem poltica. O discurso dos artistas s existe hoje se ele tiver um interlocutor, afirma ele, que inaugurou ontem para convidados no Ita Cultural, em So Paulo, no uma exposio, mas o resultado da Ocupao que ele fez no espao de cerca de 120 m no piso trreo da instituio.

Com a liberdade total que o Ita Cultural lhe deu para abrir o novo projeto da instituio para o local (que ainda vai receber Jos Celso Martinez Corra e Abraham Palatnik), Leirner escolheu colocar trabalhos emblemticos de sua carreira, todos da dcada de 1960 Porco Empalhado, Tronco com Cadeira, Homenagem a Fontana II e Stripencores e fazer releituras contemporneas dessas obras.

Christina Ruffato

Christina Ruffato / Leirner, aos 77 anos, passa sua carreira em revista numa Ocupao Ampliar imagem

Leirner, aos 77 anos, passa sua carreira em revista numa Ocupao

O dilogo entre os trabalhos reitera e faz reverberar seu pensamento: se no h mais espao para a audcia na arte, deixe o pblico de castigo. Quando Leirner criou Homenagem a Fontana, em 1967, a grande novidade do primeiro mltiplo feito no Brasil, industrializado, como diz, era a de que o quadro, feito com tecido e zperes, poderia ser manipulado pelas pessoas. De maneira irnica e bem-humorada, o artista fez meno, tal o ttulo do trabalho, ao emblemtico corte que Lucio Fontana promoveu na tela de um quadro como parte de sua pesquisa do conceito espacial na Homenagem do Brasileiro, cada rea da pintura poderia, por assim dizer, se cortada camada por camada pela ao de se abrir o zper.

Agora, na recriao atual dessa obra, no h como interagir: a composio, chapada, toda feita com pedaos de madeira e ploter. Numa passagem rpida, tirar a brincadeira de seus trabalhos significa podar o carter interativo de todas as obras. Num sentido mais amplo, significa ainda mostrar que no h espao para a liberdade. O trabalho de arte no pode mais ser interativo: as instituies e a sociedade proibiram isso porque agora aquela obra tem valor comercial. E se voc chega ao trabalho e no pode mexer, frustrante, diz.

Nelson Leirner est com 77 anos e ao longo de sua carreira se tornou uma referncia da arte contempornea brasileira. Foi professor de uma turma importante de criadores da chamada Gerao 80 cita entre alunos prximos e com os quais tem relao de afeto Leda Catunda, Sergio Romagnolo, Dora Longo Bahia e Luiz Zerbini. A interrupo da interatividade nos dilogos entre as Homenagens a Fontana so sua ao mais visvel, mas emblemtico tambm o artista ter optado por colocar O Porco Empalhado nessa mostra, obra que ficou conhecida como happening da crtica foi mandada para o 4 Salo de Arte de Braslia em 1967 e aceita e o artista perguntou publicamente por que um porco empalhado havia entrado para o circuito da arte.

Servio

Nelson Leirner. Ita Cultural (Avenida Paulista, 149, So Paulo), (11) 2168-1776. Das 10 s 21 horas. Sbados e domingos, at 19 horas (fecha na segunda-feira). At 28 de junho.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposio com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, voc recebe o jornal em casa, tem acesso a todo contedo do site no computador, no smartphone e faz o download das edies da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por ms no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      S o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao contedo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edies no tablet - um novo jeito de ler jornal onde voc estiver.

      CLIQUE E FAA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      publicidade