Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

jornalismo

A praia é dele: fãs de Jasson Goulart chegam a formar fila para selfies no litoral

A cada gravação na areia, jornalista da RPC é procurado por diversos veranistas: “Na praia, o curitibano é mais solto”, explica ele

  • Guaratuba
  • Felipe Raicoski, especial para a Gazeta do Povo
Pai tira foto das filhas com o jornalista Jasson Goulart na praia em Guaratuba: carinho dos fãs é constante na temporada. | Albari Rosa /Gazeta do Povo
Pai tira foto das filhas com o jornalista Jasson Goulart na praia em Guaratuba: carinho dos fãs é constante na temporada. Albari Rosa /Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Já são cinco anos que o apresentador de Jasson Goulart faz a cobertura do verão no litoral. Junto com as histórias marcantes, divertidas e impactantes, o jornalista acumula também o carinho dos veranistas paranaenses e a simpatia do público que assiste o telejornal Paraná TV, da Rede Paranaense de Comunicação (RPC), do qual desde então deixa a cobertura nas ruas de Curitiba no início do ano para trazer as novidades diretamente da areia da praia.

O assédio sobre o jornalista é constante. Entre uma entrada e outra na programação, a rotina se divide entre combinar com a produção o próximo passo do jornal e atender o público, ávido por tirar selfies com Jasson: são muitas fotos, incontáveis. Seguindo os passos de Jasson pela praia, é fácil ver todo tipo de gente, as vezes famílias inteiras, que chegam a formar fila para ter a chance de chegar próximo do apresentador e registrar o momento pelo celular.

- Imagens - fotos do carinho dos veranistas com o jornalista Jasson Goulart

- Vídeo - Jasson Goulart relata como é o trabalho no litoral do PR

“Em Curitiba, as pessoas meio que correm de você, diferente daqui. Na praia o curitibano se solta, está mais leves, em clima de férias. As pessoas perdem a timidez, é muito legal”, revela.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/01/06/Curitiba/Imagens/Vivo/jason goulart 8.jpg
Jasson Goulart faz questão de levar o bom humor para a cobertura da temporada de verão. Albari Rosa/Gazeta do Povo

Jasson faz questão de atender a todos, pois acredita que assim consegue desmistificar a imagem do repórter quadrado, se mostrando mais humano, mais próximo aos populares. “A gente faz televisão, que é algo para as pessoas. Eu penso assim: tem gente vendo a gente, que é gente como a gente. Então nós temos que ser gente como eles. Gosto muito de dar atenção. Eu gosto muito de gente”, resume.

A atual fase do Jasson como repórter de rua e, às vezes, na bancada do estúdio, começou há cinco anos, quando substituiu outro apresentador do telejornal de férias. Antes, ele trabalhava no Globo Esportes, principalmente na cobertura de futebol. Porém, o sucesso à frente do Paraná TV foi tamanho que o jornalista acabou até criando um quadro especial, o Redação Móvel, que é apresentado fora do estúdio, pelas ruas de Curitiba e, na temporada, nas praias.

- Leia também - PM e bombeiros são flagrados pelados em guarita de salva-vidas em Guaratuba

No fim de 2013 Jasson apresentou um projeto para estender a redação móvel até o litoral. E suas passagens nas prais são tão marcantes, que a cada fim de temporada os veranistas e moradores das cidades litorâneas já perguntam se ele vai retornar no verão do próximo ano. “Gostam tanto do nosso trabalho que onde eu vou durante o ano perguntam: e aí, vai para a praia? Quando? São cinco anos que marcaram um novo jeito de fazer a cobertura do verão, com uma cara diferente. Tem dado uma resposta muito boa”, sentenciou.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/01/06/Curitiba/Imagens/Vivo/jason goulart 10.jpg
Bombeira ri durante a entrevista: descontração é a marca registrada de Jasson Goulart.Albari Rosa/Gazeta do Povo

Pulo desastrado na piscina

Em meio a tantas histórias, contadas diariamente na telinha, alguns fatos ficaram marcados na memória do apresentador. Seu pulo na piscina, no encerramento da cobertura da temporada de 2015, é algo que ele não esquece. Mas, além de risadas, a queda lhe rendeu também um tempo de molho. “As pessoas lembram até hoje do pulo na piscina no último dia de cobertura daquele ano aqui no litoral, perguntam sempre. O problema é que pulei na piscina de mau jeito e fiquei 15 dias afastado com problema na coluna”, ri hoje o jornalista.

Sua descontração também já rendeu puxões de orelha dos espectadores. Certa vez, enquanto esperava para entrar ao vivo no jornal, um homem chegou próximo ao local em que ele gravava e ficou olhando com cara amarrada. Disse, de maneira ríspida, que precisava falar sério com ele, o que intrigou o apresentador. Quando encerrou sua participação ao vivo, Jasson foi conferir o motivo de irritação do rapaz e foi surpreendido. “Ele me falou:’ você fica falando que está calor na praia, que a água está morninha, que o céu está azul, aí minha mulher não me deu sossego enquanto não coloquei ela e as crianças no carro para vir para cá‘”, lembra o jornalista. Aliviado, Jasson conta que acabou dando um abraço no homem e os dois deram risada da situação.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/01/06/Curitiba/Imagens/Vivo/jason goulart 13.jpg
Na praia, todo mundo quer uma selfie com Jasson Goulart. Albari Rosa/Gazeta do Povo

Na temporada 2017, Jasson aproveitou a presença da colega de reportagem Dulcinéia Novaes e da cantora mirim Rafa Gomes, destaque do programa The Voice Kids, para fazer uma participação ao vivo em uma bicicleta de quatro rodas que circula pelo calçadão de Caiobá. Porém, ter de aliar a direção da bike à entrevista quase acabou em desastre. “Ao vivo, andando e entrevistando, quase caí com o quadriciclo na praia. Cara, ia ser o mico do ano”, contou, às gargalhadas.

Mas nem tudo que se faz da cobertura do litoral são situações divertidas. Há dois anos, Paranaguá viveu um surto de dengue. A equipe destacada no litoral acabou indo à cidade portuária, algo que deixou todos preocupados. Jasson relata a tristeza de ter que noticiar mortes, algo que faz parte da profissão do jornalista. “Nossa função é essa, de levar as informações, algumas vezes são boas, outras não. Aquilo foi complicado, a gente ia fazer as reportagens com medo. E teve gente que morreu, que estava mal. Foi muito triste. O episódio me marcou muito”.

Trabalho em equipe

Boas ou ruins, as notícias apresentadas por Jasson contam com toda uma equipe por trás e uma estrutura que possibilita a transmissão também. Uma série de técnicos, produtores, editores, e também a equipe que dá suporte à operação no litoral merecem destaque do jornalista. “TV não se faz sozinho. É preciso apoio dos diretores, gerentes, coordenadores de reportagem, entrosamento com a engenharia, departamento de programação, câmeras, auxiliares. Essas parcerias que possibilitam a gente fazer o trabalho”, destacou.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/01/06/Curitiba/Imagens/Vivo/jason goulart 7.jpg
Hora de trabalhar: Jasson Goulart editando matéria na Redação Móvel. Albari Rosa/Gazeta do Povo

A experiência de coberturas no litoral fizeram Jasson Goulart olhar de maneira diferente para as praias do Paraná. “Todos esses anos que fiz o verão têm sido muito importantes para resgatar e valorizar o nosso litoral. Por isso, Jasson compartilha sua visão do litoral. “Essa convivência aqui me fez olhar de uma maneira muito diferente, como um lugar maravilhoso, em que vale a pena passar as férias”, resumiu

Jasson Goulart na praia

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Curitiba

PUBLICIDADE