Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

contra o frio

População de rua terá cuidado especial da FAS em dias de frio; veja como acionar

Equipes da Fundação de Ação Social (FAS) prometem intensificar o trabalho nos próximos dias

  • Raquel Derevecki
População pode chamar a FAS pela Central 156 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
População pode chamar a FAS pela Central 156 Jonathan Campos/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O serviço de acolhimento às pessoas em situação de rua em Curitiba será intensificado nos próximos dias devido às temperaturas “congelantes” que vêm por aí. O trabalho será realizado pelas equipes da Fundação de Ação Social (FAS) e tem como objetivo oferecer abrigo a todos que estiverem em risco devido ao frio intenso. E a própria população pode auxiliar na hora de localizar esses moradores de rua a qualquer hora do dia pelo telefone 156.

Será preciso informar alguns dados como o endereço – com o número da rua em que a pessoa se encontra - e algum ponto de referência. A prefeitura, então, irá acionar uma equipe do resgate social da FAS.

De acordo com a presidente da FAS, Elenice Malzoni, a ação emergencial acontece das 19h às 23h quando a temperatura chega à mínima de 7ºC e funciona em um sistema de busca ativa, ou seja, procurando quem precisa de abrigo. “Não podemos perder nenhuma pessoa para o frio, por isso, estaremos nas ruas para fazer o resgate e ofertar acolhimento e demais serviços que sejam necessários”, diz.

O trabalho estará focado principalmente na região central da cidade, que concentra 62% da população de rua. Após serem resgatadas, as pessoas serão encaminhadas para as unidades de acolhida do Bairro Novo e do Rebouças, onde permanecerão das 18h até a manhã do dia seguinte com acesso a quartos, banheiros, refeitório, guarda-pertences e roupas fornecidas no local.

Infraestrutura

Para a ação emergencial, 33 assistentes sociais, educadores sociais e servidores de apoio técnico estarão divididos em 11 equipes. Dessas, seis realizarão o serviço de busca ativa pelas ruas, enquanto as outras cinco atenderão apenas às solicitações que chegarem pelo canal de comunicação 156.

Além disso, quem circula pela região central ainda conta com o Expresso Solidariedade, um ônibus adaptado que funciona como refeitório móvel. Desde junho, esse coletivo circula pela cidade para a distribuição de refeições preparadas por voluntários. O atendimento acontece diariamente, das 20h às 24h, em pontos mapeados onde há maior concentração da população de rua.

Outras unidades

Pessoas em situação de rua atendidas durante a Ação de Inverno também podem ser acolhidas nas quatro unidades que já compõem a rede oficial da Prefeitura. Juntas, elas têm capacidade para atender até 236 adultos. Se for considerado o atendimento de rotina, a FAS informa que o número de vagas ofertadas para a população de rua chega a 1.550.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Curitiba

PUBLICIDADE