Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

BALEIA AZUL

Tentativas de suicídio preocupam e Greca pede apoio da comunidade contra “praga moderna”

Prefeito fez post nas redes sociais alertando pais para que acolham adolescentes e procurem ajuda em centros especializados no município

Prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), reuniu secretários e assessores para discutir prevenção ao suicídio no município, após tentativas influenciadas por jogo Baleia Azul | Reprodução
Prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), reuniu secretários e assessores para discutir prevenção ao suicídio no município, após tentativas influenciadas por jogo Baleia Azul Reprodução
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

As tentativas de suicídio de sete adolescentes de Curitiba nesta terça-feira (18), após envolvimento com o jogo Baleia Azul, que propõe desafios que culminam com a morte de jovens, estão preocupando as autoridades do município. Em vídeo publicado em seu perfil no Facebook, ainda na terça, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), se reuniu com secretários e assessores de Saúde e Educação do município e fez um apelo para que a comunidade ajude a cidade a reagir. “Eu nunca pensei que faria essa reunião por um motivo tão estranho a todos os propósitos de bem que desejamos a todos”, disse o prefeito, na abertura do vídeo.

VÍDEO: Assista ao vídeo gravado pelo prefeito de Curitiba, Rafael Greca, sobre o jogo Baleia Azul

Leia também: O relato do blogueiro da Gazeta do Povo que tentou jogar game de suicídio

Leia também: Jogo Baleia Azul faz disparar procura pelo Centro de Valorização à Vida

Leita também: Jogo Baleia Azul e seriado do Netflix fazem Curitiba emitir alerta após tentativas de suicídio

Leia também: Baleia Azul: Grupo de elite da Polícia Civil terá apoio de psicólogos em investigações

Greca nomeou o jogo como “uma desgraça que chegou a Curitiba” e disse que os jovens e famílias da capital não merecem acreditar que a morte e o suicídio valem a pena. “Você precisa nos ajudar a reagir. Se você tem adolescentes, procure acolhê-los, trazê-los para perto de si. Se observar comportamento estranho de madrugada, reaja, interfira. Não os rejeite, mas traga-os para a conversa. Procure ajuda da rede pública de saúde do município e do estado. Os quatro centros de atendimento psicológico que a cidade possui, inclusive um especializado só em adolescentes, estão à disposição para ajudar, além das secretarias do município e do estado da Saúde”, disse o prefeito no vídeo.

Greca ainda assinalou que o município acionou uma rede de proteção à vida, através de órgãos de segurança e da Polícia Federal. “Vamos trabalhar no sentido de alertar e prevenir essa praga moderna”, acrescentou.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Curitiba

PUBLICIDADE