Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

parceria

Aparelho inspirado em games marca entrada da Positivo na área de saúde

Com a compra da startup Hi Technologies , empresa aposta em equipamento que monitora sinais vitais

  • Carlos Coelho
Visual do oxímetro da HIT foi inspirado em videogames. |
Visual do oxímetro da HIT foi inspirado em videogames.
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Com um “tablet que salva vidas”, a Positivo vai entrar em uma inexplorada, mas promissora área: a tecnologia aplicada à saúde. O grupo paranaense anunciou nesta semana a compra de 50% da Hi Technologies (HiT), uma startup curitibana que vinha chamando a atenção do mercado e colecionando prêmios com uma nova abordagem no desenvolvimento de equipamentos médicos.

A principal aposta da HiT é um equipamento que monitora sinais vitais e é inspirado em videogames portáteis. A linha Milli surgiu com um oxímetro, aparelho que mede o nível de oxigênio no sangue (a falta pode levar à morte), relativamente diferente dos convencionais.

Além de mostrar esse cálculo em uma tela touchscreen, com base na leitura de sensores, a criação dos curitibanos tem funcionalidades, tamanho e um visual que a aproxima de um tablet.

O profissional de saúde tem conexão bluetooth e acesso wifi à internet, armazena dados com histórico dos pacientes e pode realizar videoconferência pela câmera integrada, por exemplo.

Da mesma forma, o paciente pode ouvir música, assistir a vídeos ou conversar com um familiar enquanto é monitorado. O aparelho tem rotação de tela, é ergonômico e portátil.

“Um médico pediatra instalou no equipamento um aplicativo de jogos para que as crianças pudessem brincar enquanto passavam pelo monitoramento”, exemplifica Marcus Figueredo, CEO e cofundador da HiT.

Da matriz do oxímetro, os engenheiros desenvolveram variações como aparelhos para acompanhar partos, sistemas de laudos de eletrocardiogramas e detectores de apneia do sono. Todos utilizam um hardware semelhante, básico, mas são abastecido com aplicativos diferentes, capazes de fazer a leitura a que se destinam.

Com a nova parceria, a HiT continua à frente do processo criativo e da fabricação, mas recebe apoio de gestão e processos da Positivo.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE