Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade

Roberto Custódio / Jornal de Londrina

Roberto Custódio / Jornal de Londrina / Venda foi concretizada neste fim de semana: R$ 400 milhões Venda foi concretizada neste fim de semana: R$ 400 milhões
Londrina

Viação Garcia é vendida por R$ 400 milhões

Negociação inclui as Viações Ouro Branco e Princesa do Ivaí, além de 37 garagens. Compra foi liderada pelo empresário Mário Luft, de São Paulo, em conjunto com um grupo de pequenos investidores

29/11/2010 | 13:30 |
  • Comentários

O empresário paulista Mário Luft, em conjunto com um grupo de investidores, adquiriu a Viação Garcia. Em entrevista ao JL, na manhã desta segunda-feira (29), Luft confirmou a transação, que incluiu ainda as Viações Ouro Branco e Princesa do Ivaí, além de 37 garagens. O empresário não quis confirmar o valor da transação, mas disse que foi de aproximadamente R$ 400 milhões. A nova administração assume o comando na próxima quarta-feira (1º).

Desde o fim da última semana se especulava que a compra havia sido realizada pela Luft Logístics, grupo da qual o empresário é presidente, no entanto, ele afirmou que a compra não envolveu a companhia paulista. “Quem liderou essa compra fui eu, pessoa física, com um grupo de investidores. O grupo Luft não está envolvido nesse processo”, disse.

Roberto Custódio / Jornal de Londrina

Roberto Custódio / Jornal de Londrina / Negociação também envolveu as Viações Ouro Branco e Princesa do Ivaí, além de 37 garagens Ampliar imagem

Negociação também envolveu as Viações Ouro Branco e Princesa do Ivaí, além de 37 garagens

História da Viação Garcia

Com 76 anos de atuação, a Viação Garcia foi fundada em 1934 pelos mecânicos Mathias Heim, imigrante alemão, e o espanhol Celso Garcia Cid. O primeiro veículo da nova empresa era um caminhão adaptado em jardineira. Em 1937, Heim vendeu a parte dele da sociedade para o espanhol José Garcia Villar.

Atualmente, o grupo Viação Garcia emprega 2.700 funcionários e possui mais de 500 veículos. A empresa é a responsável pelo transporte de passageiros entre as principais cidades do Paraná, além de ter linhas para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Comprador da Garcia preside o Grupo Luft

O empresário Mário Luft é o presidente do conselho de administração do Grupo Luft, um dos maiores conglomerados de transporte e logística do Brasil. Em 2010, o grupo que tem 4,4 mil funcionários e 1,6 mil caminhões, deve faturar R$ 1 bilhão.

O grupo foi criado em 1975, no Rio Grande do Sul, e atualmente conta com seis empresas especializadas nos segmentos de agronegócio, alimentos, saúde, entretenimento, grandes volumes e cargas sensíveis.

Conforme o empresário, os últimos detalhes da negociação foram definidos no domingo (28). Luft informou que nesta segunda, apenas os últimos detalhes estão sendo definidos. Por haver um contrato de confidencialidade entre as partes, alguns detalhes da compra não podem ser divulgados, entre os itens, está o valor exato pela qual a Viação Garcia foi vendida.

Com relação às dívidas da empresa londrinense, cujo passivo gira em torno dos R$ 100 milhões, Luft explicou que elas são referentes mais as “despesas correntes da companhia”. “Nesse valor estão englobados o Fundo de Garantia dos funcionários e férias proporcionais. O restante é pequenas contas, mas são coisas menores”, explicou.

Nome será mantido e não haverá demissões

O empresário afirmou que o nome Viação Garcia será mantido. Segundo ele, a manutenção do nome é uma forma de prestigiar a história da companhia e dos fundadores. “Não comprei um monte de ônibus e, sim, uma companhia com um nome firme e bem conceituado. A Viação Garcia é praticamente uma instituição do Paraná. Nós gostamos do nome, ele é forte e representa a honradez e duas famílias que construíram essa empresa.”

Questionado sobre possíveis demissões, Luft descartou qualquer grande movimentação de pessoal. Ele declarou que o novo grupo gestor fará um “ajuste fino” e os funcionários não precisam ficar preocupados. “Vamos mexer mais na gestão de produtividade, na base de custos. Pretendo fazer com que aumente a companhia aumente a produtividade. Na estrutura administrativa e nos ponto de vendas não vamos alterar nada”, afirmou.

A assessoria de imprensa da Viação Garcia disse que os atuais gestores devem se pronunciar no período da tarde para falar sobre a negociação da companhia.

Realização de um sonho

A compra da Viação Garcia é a realização de um sonho declarou o empresário Mário Luft. Ele revelou que já auxilia uma das filhas em uma empresa de fretamento de ônibus em São Paulo. Luft destacou que essa atuação despertou a vocação para sistema rodoviário de transporte de passageiros. “Gosto do segmento, pois envolve desafios constantes. Nosso foco será no passageiro e vamos desenvolver um trabalho bom e bonito.”

Mais informações em breve.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade