Assinaturas Classificados
Assinaturas

Publicidade

Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo

Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo / Promoções fazem taxa de ocupação dos voos subir entre 20% a 30%, afirmam companhias Promoções fazem taxa de ocupação dos voos subir entre 20% a 30%, afirmam companhias
Aviação

Passagens mais baratas na web

Twitter e blogs especializados ajudam internautas a encontrar promoções para voos nacionais e internacionais

Publicado em 08/11/2009 |
  • Comentários

O microblog Twitter, com seus 140 caracteres por mensagem, é uma ferramenta essencial para quem quer encontrar pechinchas aéreas. A opinião é do blogueiro Rodrigo Purisch, que mantém o blog Aquela Passagem, desde 2006, especializado em dicas de como encontrar passagens aéreas a bons preços. “O twitter das companhias aéreas é uma das formas mais eficazes para acompanhar promoções das passagens nacionais. Eu mesmo já comprei assim”, diz Purisch.

O blogueiro conta que para as passagens internacionais as companhias estrangeiras não têm contas no Twitter voltadas para o público brasileiro. Nesse caso, a dica é fazer um cadastro direto no site das empresas ou acompanhar blogs especializados em passagens aéreas. “Não existe previsibilidade para promoções”, afirma Purisch, que mora em Belo Horizonte (MG).

Acompanhar somente o twitter das companhias aéreas, no entanto, não é garantia de bons negócios. Sylvia Lemos, moradora de Porto Alegre (RS), diz que so­­mente neste ano comprou uma dezena de passagens depois de mensagens que viu no Twitter, mas não no das companhias aéreas. “Estou sempre ligada, olho tudo diariamente e tenho um ca­­lendário de datas com os melhores períodos para cada lugar, fu­­gindo das chuvas, e dos melhores dias para o Nordeste, lua cheia e lua nova”, explica Sylvia.

Ela garante que com esses dados pode decidir em poucos minutos se a oferta da passagem possui um bom custo-benefício. “Compro no momento em que a tarifa vantajosa aparece. Muitas vezes, meia hora depois ela não existe mais.”

É preciso ficar atento para as “pegadinhas”

O blogueiro Rodrigo Purisch, do site Aquela Passagem, alerta que, na web, nem tudo o que parece promoção realmente é. “Há regras que as pessoas acabam não lendo. Por exemplo, se você precisar mudar de rota ou a data da passagem, terá que pagar uma tarifa até mais cara que a original. As pessoas precisam ter essa visão crítica. Tem que fazer uma compra consciente. Comprar por impulso às vezes não fica barato, porque existem muitas pegadinhas”, afirma.

Milhas

Outra forma de deixar a passagem mais acessível é utilizar o cartão de crédito para conseguir milhas. “Uma passagem nacional custa em média 20 mil milhas. Para ganhá-las só voando, sairia muito caro. O uso do cartão de crédito pode abreviar a conquista dessas milhas. Mas é preciso ficar atento, porque os juros do cartão são os mais altos do mercado. Se não houver um controle nos gastos o resultado pode ser o inverso”, diz.

Purisch afirma que não existe uma regra para promoções de passagens aéreas no Brasil, mas na alta temporada elas tendem a ser menos frequentes. A liberação da tarifa das passagens para voos internacionais, adotada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em abril, mostra que uma das grandes vantagens do preço livre é a possibilidade de as empresas realizarem promoções. Antes, com uma tarifa mínima, promoções eram algo raro, visto que os preços entre as concorrentes eram muito semelhantes.

Concorrência

Normalmente, existe um número limitado para passagens promocionais nos aviões. Cada companhia adota uma estratégia diferente, tanto nos preços quanto na forma de divulgação das promoções. Para a empresa Webjet, as promoções aumentam, em média, de 20% a 30% a taxa de ocupação de um voo. A Azul, que começou a operar no fim do ano de 2008, adota promoções-relâmpago. “Fizemos a da passagem a R$ 16 para ir ao Rio de Janeiro, como comemoração pela escolha da cidade como sede das Olimpíadas de 2016”, explica Gianfranco Beting, diretor de marketing da Azul. Ele conta que, dependendo da promoção, a empresa adota meios diferentes para divulgação. “Depende da praça, do período, do mercado e de outros fatores. As promoções são divulgadas em veículos de massa, como a televisão, e em outros meios como a web. Usamos táticas virais, lançamos na internet a informação sobre a promoção e deixamos que se espalhe”, disse.

A reportagem também entrou em contato com as empresas TAM e Gol, para comentar sobre promoções aéreas, mas as assessorias de imprensa afirmaram que não poderiam repassar essas informações.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade