Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

reconhecimento

Brasil tem três startups entre as fintechs mais inovadoras do mundo

Companhias aparecem no levantamento Fintech 100, que estuda startups que unem tecnologia e serviços financeiros

  • Da Redação
Nubank é uma das representantes brasileiras na lista | Reprodução
Nubank é uma das representantes brasileiras na lista Reprodução
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Brasil tem se mostrado um terreno próspero para fintechs, as startups que unem tecnologia e serviços financeiros – saiba mais sobre esse tipo de empresa aqui. Em um levantamento divulgado pelo grupo contabilista KPMG International e a investidora H2 Ventures, batizado de Fintech 100, três startups nacionais aparecem no ranking que elege as mais inovadoras do setor.

O Nubank e o VivaReal surgem na primeira metade da lista, nas 16ª e 46ª colocações, respectivamente, em uma categoria chamada de “leading 50” (“as 50 que lideram”, em português). O GuiaBolso vem na segunda parte, destinada às “50 emerging stars” (“as 50 estrelas emergentes”), como 23° colocado.

Sem cobrar anuidade ou tarifas, o Nubank desenvolveu um cartão de crédito com a bandeira Mastercard, administrado por aplicativos móveis. Já o VivaReal é um site do ramo imobiliário, que conecta compradores, inquilinos e vendedores de residências. O GuiaBolso, por sua vez, é um aplicativo de gerenciamento financeiro, onde o usuário pode checar suas transações bancárias e definir metas.

Para o estudo, as 100 companhias que aparecem no ranking buscaram usar a tecnologia em todo o seu potencial, além de promoverem uma ruptura com a indústria de serviços financeiros. Essas startups teriam ainda demonstrado a habilidade de fazer do mercado um lugar melhor para todos, comprometendo-se a uma experiência de qualidade para o consumidor.

As empresas de empréstimo dominaram a lista, com 32 aparições. Em seguida, vêm as empresas de pagamento, com 18, sendo que as de seguro ficaram no terceiro lugar no pódio, com 12. Apenas duas companhias de crowdfunding e uma de contabilidade deram as caras no ranking.

Colaborou: Mariana Balan.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE