Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Pormade

Pormade abre as portas para o sucesso

Maior empresa de União da Vitória, principal polo de fabricação de portas e janelas de madeira do Brasil, a Pormade mudou de foco se especializou não só no feitio dos produtos prontos, mas em oferecer soluções personalizadas para a construção civil

 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Pormade abre as portas para o sucesso

Quem cruza a Região Sul do Paraná provavelmente não imagina que ali está o maior polo de fabricação de portas e janelas de madeira do Brasil. Às margens do Rio Iguaçu, na divisa com Santa Catarina, União da Vitória, cidade com pouco mais de 50 mil habitantes, responde por 30% da produção nacional. A Pormade, maior empresa da cidade, produz 15% do mercado nacional de portas prontas.

SLIDESHOW: Veja imagens da fábrica

Criada em 1939, a empresa, comandada desde 1985 pelo empresário Cláudio Zini, começou com dez famílias diferentes. E o que antes era apenas uma fabriqueta de camas de mola, hoje é a maior empresa de portas prontas do Brasil, são 360 mil unidades por ano, 500 funcionários, clientes em três continentes e faturamento anual de R$ 70 milhões.

A guinada começou na virada do século. A empresa, que também fabricava janelas, passou a se dedicar exclusivamente à fabricação de portas prontas em 2000. Com uma revolução na forma de lidar com os colaboradores (leia mais nesta página), Cláudio Zini, fã de Jack Welch – executivo americano que revolucionou o mercado de tecnologia no comando da General Electric –, levou ao pé da letra as palavras do mestre. "Cuide bem das pessoas, e a empresa cuidará de si mesma". Aliás, essas e outras frases de executivos famosos estão espalhadas pelas paredes das três fábricas da empresa.

A fase das portas foi (e continua) um sucesso. Acom­panhando o boom do mer­cado imobiliário e da construção civil no Brasil, a empresa importou tecnologia de diferentes países do mundo para fabricar produtos "que abrem e fecham", como diz Jorge L. Furlan, diretor industrial. Mas diferente de outras empresas, a Pormade fabrica portas prontas, treina os instaladores e acompanha as obras. "A porta vem pronta da fábrica. O carpinteiro que antes instalava três portas por dia, hoje instala 30, com nosso treinamento e supervisão", conta Furlan. Entre os clientes da Pormade estão as construtoras MRV, Gafisa e Brookfield.

Atualmente 20% da produção estão direcionados para a exportação, 20% para revenda e 60% para engenharia. "Para a engenharia, vendemos soluções tecnológicas, não entregamos a porta que o engenheiro pede, mas sim o que ele precisa, levantamos as obras e procuramos vender realmente o que ele precisa, para deixá-lo encantado. Oferecemos um aconselhamento. Quando se trabalha nesse sentido não sofre com a concorrência".

Um dos RHs mais admirados do Brasil

Em 2012 foram 23 prêmios chancelando algo que o mercado reconhece há muito tempo: a Pormade tem um dos melhores departamentos de Gestão de Pessoas do país. Na empresa, é impossível esbarrar com um funcionário que não tenha alguma história surpreendente de evolução, do chão de fábrica à diretoria. O segredo? Educação. Nos últimos seis anos, 14 profissionais receberam subsídio para a formação técnica, 62 para graduação e oito para pós-graduação.

A empresa, em 2010, soli­dificou a Universidade Cor­po­rativa Pormade, com treinamentos técnicos operacionais do setor, além de aulas de Português, Matemática e Física. Tudo isso colabora para que a empresa tem uma taxa de rotatividade, menor que 1%, e há dois anos não sofre processo trabalhista.

História

A mudança na gestão de pessoas da Pormade começou no segundo semestre de 1993, quando Hermine Schreiner, que ocupava uma função no ambulatório da empresa, assumiu a área de RH. Com base na opinião dos funcionários, os banheiros, o refeitório, a alimentação, o treinamento, tudo mudou. "Em março de 1994 implantamos a escola com oito profissionais; era apenas alfabetização. Em 1995 e 1996 estruturamos o ensino fundamental; em 1997, o médio; em 1998, abrimos para familiares e comunidade. Hoje temos 33 pessoas fazendo MBA in Company, e nossos funcionários têm, em média, 169 horas de treinamento em sala de aula por ano", diz.

Pormade

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE