Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Energia

Futebol e crise entre Brasil e Paraguai marcam quebra de recorde em Itaipu

A 13 dias de fechar o balanço de geração de 2012, Itaipu ultrapassou a marca de 94,68 milhões de megawatts-hora (MWh) - volume atingido em 2008

Apesar da crise entre Brasil e Paraguai, o presidente do país vizinho, Federico Franco, mostrou entusiasmo ao lado do diretor brasileiro da hidrelétrica de Itaipu, Jorge Samek |
Apesar da crise entre Brasil e Paraguai, o presidente do país vizinho, Federico Franco, mostrou entusiasmo ao lado do diretor brasileiro da hidrelétrica de Itaipu, Jorge Samek
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

A Usina Hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu, atingiu uma marca recorde de geração de energia nesta terça-feira (18). A 13 dias de fechar o balanço de geração de 2012, Itaipu ultrapassou a marca de 94,68 milhões de megawatts-hora (MWh) - volume atingido em 2008 e que era o máximo que a usina conseguiu produzir em um ano. O recorde foi batido às 15h10. Na solenidade para marcar o momento, o presidente do Paraguai, Federico Franco fez criticas veladas a posição brasileira sobre a cassação do mandato de Fernando Lugo no país vizinho, que alçou Franco ao poder em julho deste ano.

“Este recorde demonstra a verdadeira amizade entre o Brasil e o Paraguai. Este rio (Paraná) que os une e esta represa que segue quebrando recordes devem ser o acordo entre Paraguai e Brasil, independentemente da situação política de hoje em dia”, ressaltou o presidente paraguaio. O discurso foi em protesto à decisão dos membros do Mercosul e da Unasul em suspender o país dos dois blocos logo após o impeachment do então presidente Fernando Lugo.

Já o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, optou por não entrar em polêmicas e refugiou-se em comparações com o futebol para tratar da quebra de recorde de produção na hidrelétrica. No estilo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Samek arrancou aplausos dos funcionários e convidados ao lembrar o recente título mundial conquistado pelo Corinthians. “No domingo, o Corinthians se sagrou campeão do mundo de futebol, mas em produção de energia, Brasil e Paraguai é que são os campeões. Esse título é nosso!”.

Em clima de campanha, Franco comemorou também a construção da nova linha de transmissão de 500 Kv que possibilitará o uso de mais energia produzida pela binacional. “Se Deus quiser, até abril – quando ocorrem as eleições presidenciais –, os paraguaios já estarão usufruindo os benefícios da nova linha de 500 Kv que está sendo construída por Itaipu. O Paraguai não se conforma mais em ceder sua energia e se prepara para deixar de ser um país agropecuário exportador para ser industrializado como o Brasil.”

Dados

O total de energia produzido desde o início do ano até esta terça-feira (18) em Foz do Iguaçu seria suficiente para abastecer o consumo do mundo inteiro por dois dias. Se fosse possível que a energia pudesse ser usada na América Latina, durante 80 dias a região ficaria abastecida.

O bom resultado na geração foi registrado mesmo com a estiagem registrada na Bacia do Rio Paraná. A média de água que passou pela usina foi de 11,25 milhões de litros por segundo. O resultado concede a marca de quinto melhor volume de água dos últimos 13 anos na represa, segundo informações divulgadas pela Itaipu.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE