Assinaturas Classificados
Assinaturas

Guia do Emprego Doméstico

Publicidade
encargos trabalhistas

Confira um passo a passo para recolher o FGTS e o INSS do empregado doméstico

A nova legislação tornou obrigatório o depósito do FGTS por parte do empregador. Confira os modelos de recolhimento

05/05/2013 | 00:07
  • Comentários


5 mil empregados domésticos

são beneficiados pelo recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no Paraná, segundo dados da Caixa Econômica Federal (CEF). Em todo o Brasil, dos 7,2 milhões de trabalhadores domésticos, apenas 100 mil recebem depósitos mensais em suas contas do FGTS. Esse cenário vai mudar com a nova lei, que tornou obrigatório o recolhimento do benefício que antes era opcional ao empregador.


Confira o infográfico em tamanho maior

O FGTS corresponde a 8% do valor do salário somado aos adicionais, que devem ser pagos pelo empregador todo mês. Caso não queira contratar o serviço de um contador, há duas opções para recolher o FGTS de um trabalhador doméstico. Siga os passos:

1 - Imprimir a guia GFIP, disponível no site da Caixa Econômica Federal (CEF), ou solicitar uma em uma agência bancária conveniada;

2 - Preencher os dados solicitados e fazer o recolhimento do valor em um banco ou casa lotérica;

3 - A partir do segundo recolhimento, a Caixa passa a enviar a guia pelo correio.

Outra opção é pelo sistema Sefip, da Caixa Econômica Federal. Por ser feito pela internet, evita possíveis erros com o preenchimento manual.

1 - No site da Caixa, fazer o download do programa Sefip.

2 - Siga as orientações do programa e preencha os dados solicitados.

3 - Os dados gerados devem ser transmitidos para o sistema pelo Conectividade Social, que também pode ser baixado pelo site da Caixa (http://goo.gl/ulfnM).

4 - É gerada uma guia do FGTS, que deve ser impressa e paga em banco ou casa lotérica.

* * * * *

Como recolher o INSS

Há duas formas de recolher o INSS, com carnês prontos ou com emissão via internet.

Com carnê pronto

1 - O empregador pode comprar um carnê pronto, à venda em papelarias.

2 - É preciso discriminar os dados pessoais do empregado, o valor da contribuição e o código 1600 (para trabalhadores domésticos).

3 - O pagamento é feito em agências bancárias

Via internet

1 - Entre no site da Previdência Social . Clique na opção de emissão da guia para contribuintes filiados a partir de 1999.

2 - Preencha os dados solicitados e clique em “Calcular contribuição”.

3 - Imprima a guia e pague na rede bancária..

* * * * * *

Valor

O empregador recolhe 12% do salário, incluindo os adicionaisdo mês (como horas extras e adicional noturno). Do empregado é deduzido um porcentual que varia entre 8% e 11%, dependendo do valor da remuneração.

Salário Recolhimento

- até R$ 1.247,70 8%

- de 1.247,71 até 2.079,50 9%

- de 2.079,51 até 4.159,00 11%

Atenção!

Descontar a contribuição do salário do empregado e não fazer o recolhimento é crime de apropriação indébita, que pode levar à prisão por até quatro anos e pagamento de multa.

      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade