Economia

Fechar
PUBLICIDADE

Pesquisa

IBGE muda faixa etária da população em idade ativa

Pela primeira vez, a população considerada em idade economicamente ativa passou de 10 anos ou mais para 15 anos ou mais

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O IBGE mudou a faixa de idade da população em idade ativa na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios ( Pnad) de 2011. Pela primeira vez, a população considerada em idade economicamente ativa passou de 10 anos ou mais para 15 anos ou mais. Segundo os técnicos do IBGE, a mudança não interfere nos resultados da pesquisa, porque as crianças de 10 a 14 anos não têm representatividade na força de trabalho do País.

"Passamos a população em idade ativa de 10 anos ou mais para 15 anos ou mais, mas, em termos de alteração de resultado, é muito pouco. Mas a mudança é para ter uma comparação internacional mais fácil, é um parâmetro internacional", explicou Cimar Azeredo, gerente da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE.

Nova versão

O IBGE deixará de apurar no ano que vem a versão anual da PNAD. A pesquisa tradicional será substituída pela PNAD contínua, com divulgações completas a cada trimestre e mais enxutas a cada mês com dados relativos apenas à desocupação. O IBGE divulgou a PNAD referente a 2011 e prepara-se para a versão 2012 da pesquisa, a última a ser divulgada no formato atual, que será conhecida em setembro do ano que vem.

"Desde outubro de 2011, a implantamos a Pnad contínua, que passará a fazer, mensalmente, o que a Pesquisa Mensal de Emprego faz. Então teremos trimestralmente uma divulgação mais agregada, com mais informações, e, mensalmente, o que a PME faz, os dados sobre desocupação", explicou Azeredo.

Segundo ele, a intenção é dar mais abrangência territorial aos dados do emprego e tornar mais dinâmica a divulgação das informações levantadas pela Pnad. "A grande crítica em relação à PME é não ser uma pesquisa nacional. E a maior crítica à Pnad é que ela não ter divulgações periódicas", lembrou o gerente do IBGE.

A PME no formato em que é divulgada atualmente abrange apenas seis regiões metropolitanas: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. A pesquisa será divulgada no formato atual até dezembro de 2013. "A Pnad contínua pode começar a ser divulgada antes do fim da PME", completou o pesquisador.

De acordo com Azeredo, o novo formato de divulgação das informações sobre o emprego no País terá dados do nível de ocupação e a taxa de ocupação. "As informações sobre o rendimento estamos estudando ainda (se serão divulgadas mensalmente)", disse.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais