Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Imóveis

Atrasada, Caixa reduz juros do crédito imobiliário em até 1,25 ponto percentual

Além disso, o banco também anunciou o aumento de 50% para 70% da cota de financiamento de imóvel usado. As mudanças começam a valer já nesta segunda-feira (16)

  • Brasília
  • Estadão Conteúdo
Redução nos juros afeta imóveis do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).  | Henry Milleo/Gazeta do Povo
Redução nos juros afeta imóveis do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).  Henry Milleo/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Caixa Econômica Federal anunciou na manhã desta segunda-feira (16), a redução de até 1,25 ponto percentual das taxas de juros do crédito imobiliário utilizando recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo. Além disso, o banco também anunciou o aumento de 50% para 70% da cota de financiamento de imóvel usado. As mudanças começam a valer já nesta segunda-feira (16).

Entre os maiores bancos do país, a Caixa era o único que ainda cobra juros de dois dígitos no crédito imobiliário – ainda que o movimento de corte dos concorrentes não tenha exatamente mudado o quadro de “seca” para o mercado imobiliário no último ano.

A medida para baratear o custo do crédito imobiliário já havia sido antecipada pelo novo presidente da Caixa, Nelson Antônio de Souza, no início do mês, quando assumiu o comando do banco. 

LEIA MAIS: Bancos querem fazer você mudar o jeito de usar o cheque especial. Veja as novas regras

Para ele, a redução facilita o acesso à casa própria e contribui para estimular o mercado imobiliário. “O objetivo da redução é oferecer as melhores condições para os nossos clientes, além de contribuir para o aquecimento do mercado imobiliário e suas cadeias produtivas”, disse em nota. 

De acordo com a instituição, com a medida, as taxas mínimas passaram de 10,25% a.a para 9% a.a, no caso de imóveis dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 11,25% a.a para 10% a.a, para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

Estão enquadrados no SFH os imóveis residenciais de até R$ 800 mil, para todo país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde o limite é de R$ 950 mil. Os imóveis residenciais acima dos limites do SFH são enquadrados no SFI.

A Caixa ainda informa que possui R$ 82,1 bilhões para o crédito habitacional em 2018 e que o banco mantém a liderança no setor, com cerca de 70% das operações para aquisição da casa própria.


IMPOSTO DE RENDA 🏡 Mudanças na declaração de imóveis 👉👉 Tudo sobre imposto de renda 👉 https://bit.ly/2Gle4ON

Publicado por Vida Financeira e Emprego em Sábado, 14 de abril de 2018

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE