Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

mercado de trabalho

7 modelos para montar um currículo disponíveis na internet

Algumas páginas possibilitam a inserção de infográficos e a importação de dados de redes sociais do candidato

  • Lívia Inácio Especial para a Gazeta do Povo
 | Pixabay
Pixabay
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Um bom currículo pode ser a chave para a função que você almeja. Que tal buscar novas formas de elaborar o seu? A primeira coisa a se fazer é estabelecer um foco. Assim, será possível pensar nas principais competências a serem elencadas e, claro, no layout mais apropriado.

DICAS: Veja como montar um bom currículo de acordo com seu perfil

Muitos sites oferecem ferramentas para que o candidato elabore o próprio currículo. A depender do campo de atuação de cada profissional, é possível montar modelos inovadores, com infográficos e muitas cores ou até opções mais limpas e tradicionais. Confira algumas páginas que disponibilizam gratuitamente esse tipo de serviço.

Para quem procura opções arrojadas

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/18/Economia/Imagens/Futuro/Kickresume (2)-kH0H-U20738549970BZE-1024x576@GP-Web.png

Kickresume

No Kickresume, você encontra vários modelos de currículos com design criativo categorizados por áreas. Para gerar o seu, basta se cadastrar e escolher o template. Também é possível montar sua carta de recomendação.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/18/Economia/Imagens/Futuro/Visualizeme11.png

Vizualize.me

Seus dados podem render bons infográficos e deixar o currículo ainda mais interessante. Se o seu forte é ser poliglota, por exemplo, dá para inserir um mapa-múndi com destaque para os países cujas línguas você domina. O Vizualize.me possibilita a inserção destes elementos. O usuário se cadastra e pode unir suas informações em composições ousadas. Por ser intuitiva, a ferramenta é ideal para quem não entende de infografia.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/18/Economia/Imagens/Futuro/Resumeup-kH0H-U20738549970gjH-1024x576@GP-Web.png

Resume-up

O Resumup gera modernos currículos no formato de linha do tempo. Um dos principais diferenciais da ferramenta é que ela permite ao candidato criar um arquivo baseado em dados do Facebook e do LinkedIn. Também dá para incrementá-lo com informações inseridas manualmente.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/18/Economia/Imagens/Futuro/Kinzaa.jpg

Kinzaa

Quem gosta de infográficos e é adepto à ideia de importar dados das redes sociais vai querer conhecer o Kinzaa. O site disponibiliza uma multiplicidade de elementos diferenciados, mas sempre preza pela limpeza dos layouts. Com ele, é possível também usar dados do Linkedin. Ao fim do processo, o arquivo é disponibilizado por meio de um link.

Para quem prefere modelos simples

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/18/Economia/Imagens/Futuro/Gerador de currículo-kH0H-ID000002-1024x576@GP-Web.png

Gerador de currículo
Criado pela especialista em processos de seleção de pessoas Suellen Peron, o Gerador de Currículo reúne as informações cadastradas pelo usuário em um modelo concebido a partir da orientação de várias empresas da área. Seu currículo sai prontinho para impressão ou para ser enviado por e-mail.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/18/Economia/Imagens/Futuro/CV Maker-kH0H-U207385499703MD-1024x576@GP-Web.png

Cvmaker

O Cvmaker é outra opção para quem gosta do convencional. A diferença dele em relação ao Gerador de Currículos é a variedade de templates, que, embora simples, se encaixam bem no gosto dos mais conservadores. É possível importar seu currículo nos formatos PDF, HTML ou Txt.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/08/18/Economia/Imagens/Futuro/My perfect resume-kH0H-U20738549970TAH-1024x576@GP-Web.png

My Perfect Resume

A praticidade é o ponto forte do My Perfect Resume. Ao entrar na página, você escolhe seu modelo predileto e, em seguida, seleciona as informações que vai usar. O site também oferece opções simples de layout. A única coisa que pode incomodar algumas pessoas é o fato de ele não permitir que o usuário acrescente textos, apenas selecione as opções oferecidas.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE