Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

carreira e emprego

Conheça as 25 empresas mais desejadas do mundo, segundo o Linkedin

A listagem inclui apenas empresas com mais de 500 funcionários entre fevereiro de 2016 e o mesmo mês deste ano

  • Da Redação
Na foto, o escritório do Facebook em São Paulo. A empresa ficou em terceiro no ranking global de empresa mais desejadas do Linkedin. | Infomoney
Na foto, o escritório do Facebook em São Paulo. A empresa ficou em terceiro no ranking global de empresa mais desejadas do Linkedin. Infomoney
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O Linkedin divulgou nesta semana o ranking das empresas mais desejadas pelos usuários da plataforma. O topo é ocupado pela Alphabet, controladora da Google e do Sidewalk Labs. No geral, apenas empresas com mais de 500 funcionários entre fevereiro de 2016 e deste ano entraram no levantamento. Os detalhes estão nesse texto do editor-chefe da plataforma, Daniel Roth.

LEIA MAIS sobre carreira, finanças e empreendedorismo

LEIA TAMBÉM: Três empresas do Paraná estão entre as melhores para trabalhar na América Latina

A análise do Linkedin foi baseado no comportamento dos usuários da rede social. Foram consideradas características como a frequência com que eles acompanham a abertura de vagas das empresas e com que se candidatam às oportunidades.

Siga a Gazeta do Povo no Linkedin

Para listar as empresas mais desejadas, também foi observado o engajamento dos usuários em geral com os funcionários e colaboradores das empresas e também com a página oficial das empresas, além da taxa de retenção de talentos (tempo em que os funcionários ficam trabalhando na mesma empresa). 

Confira a lista completa: 

1. Alphabet

2. Amazon 

3. Facebook

4. Uber

5. Apple

6.Salesforce

7. McKinsey &Company

8. LVMH

9. L’Oréal

10. Dell Technologies

11. Cisco

12. Tesla

13. Oracle

14. Siemens

15. Unilever

16. The Walt Disney Company

17. Johnson &Johnson

18. IBM

19. Deloitte

20. PepsiCo

21. Accenture

22. EY

23. Schneider Electric

24. Adobe

25. GE

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE