Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

carreira

Melhores MBAs do Brasil em 2017: como encontrar uma boa escola de negócios?

Diretores de associações nacionais de MBA e de pós-graduação recomendam avaliar professores e certificações dos cursos oferecidos

  • curitiba
  • Giorgio Dal Molin especial para a Gazeta do povo
Conheça os melhores MBAs do Brasil em 2017. Veja as recomendações dos diretores de associações nacionais de MBA e de pós-graduação na Gazeta do Povo. | Daniel Isolani/ Arquivo
Conheça os melhores MBAs do Brasil em 2017. Veja as recomendações dos diretores de associações nacionais de MBA e de pós-graduação na Gazeta do Povo. Daniel Isolani/ Arquivo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Largar tudo para cursar um MBA fora do Brasil, em tempo integral, ou manter o trabalho e fazer um curso “bem feito” no país? Diretora da Anamba (Associação Nacional de MBA), Alessandra Maciel dá a dica: “Claro que a imersão no exterior é ótima, mas deixar um cargo estável no Brasil, no atual momento econômico, talvez não seja apropriado, já que por aqui também temos MBAs com padrões globais”.

Confira uma lista dos MBAs com certificação internacional no Brasil

Contudo, antes de escolher um MBA é preciso refletir sobre os objetivos do curso e do próprio profissional. “O perfil adequado para esses cursos é de pessoas com experiência no mercado de trabalho. Para quem busca complementar lacunas da graduação, pode não ajudar em nada”, constata Tomas de Aquino Guimarães, presidente da Anpad - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.

LEIA MAIS sobre Carreira

Os melhores MBAs do mundo em 2016 – e como escolher o curso certo

Bônus, ações e carros: veja os benefícios recebidos por executivos mesmo na crise

Características de bons MBAs

Ambos concordam: é fundamental verificar a capacidade do corpo docente. “Além de formação adequada, um bom professor de MBA deve estar associado à experiência empresarial e executiva”, diz Aquino. “Não adianta apenas ser mestre ou doutor fora do Brasil se não tiver vivência em empresas ou trabalhar como consultor”, completa Alessandra.

A diretora diz ainda que escolas que levam os alunos a uma vivência internacional e têm presença em rankings internacionais - além de selos de certificação internacional - possuem grande vantagem sobre as demais. Há três certificações globais que mostram alto reconhecimento, segundo a especialista: Association of MBAs (AMBA), Advance Collegiate Schools Of Business (AACSB), European Quality Improvement System (EQUIS-EFMD). Criada em 2004, a Anamba também passou a certificar cursos nacionalmente, e tem sete instituições credenciadas.

A formatação do curso também é de alta relevância. “Por isso, o candidato deve conversar com ex-alunos para entender mais sobre o curso”, recomenda a diretora. “Todos os aspectos de condições da escola devem ser observados, como estrutura, biblioteca, espaço para discussões de grupo”, exemplifica o presidente da Anpad. “Além disso, todo MBA que se preza tem um processo seletivo forte: de análise curricular a testes e entrevistas com o coordenador”, completa Alessandra.

Networking e empregabilidade

Fazer contatos e trocar conhecimentos são prioridades em um MBA, segundo os especialistas, que recomendam evitar cursos com pouca interação em sala de aula. “Aprendemos 50% com o professor e 50% com a troca de experiências”, afirma. Para a diretora, parte dos cursos pode ser à distância, desde que o parceiro da instituição seja forte.

Aquino reforça o pensamento: “Nos Estados Unidos, a maioria da carga é presencial. Em Harvard, os MBAs têm carga de até 80% em análise de estudos de caso”, afirma.

Outro ponto a considerar é que, a exemplo de outros países, há escolas de negócios parcerias de grandes companhias. “São empresas nacionais e multinacionais que buscam indicações em cursos de MBA”, conta Alessandra. Segundo Aquino, ainda que um aumento no salário possa demorar devido à crise econômica, ele lembra que um bom MBA favorece a empregabilidade e a recolocação no mercado brasileiro.

Confira uma lista dos MBAs com certificação internacional no Brasil

Segundo estimativa da diretora da Amanba Alessandra Maciel, um MBA realizado em uma escola de negócios com alto padrão executivo pode ter o investimento de R$ 45 mil a R$ 180 mil. “Varia muito se o curso possui módulos fora do Brasil. Alguns chegam a incluir três meses de estudos no exterior”, explica Alessandra.

Atualmente, as seguintes escolas de negócios são certificadas com pelo menos um dos três selos de qualidade internacional: Association of MBAs (AMBA), Advance Collegiate Schools Of Business (AACSB), European Quality Improvement System (EQUIS-EFMD).

Faculdade Ibmec

Baseado no Rio de Janeiro, o Ibmec dispõe de cinco cursos acreditados pela AMBA. Foi a primeira instituição a oferecer um MBA em Finanças, em 1985, e possui ainda outros campus de ensino nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. O programa internacional do Ibmec (Global MBA) tem como diferencial um módulo internacional realizado em Chicago, além de incluir coaching individual e curso de inglês.

Mais informações

FDC - Fundação Dom Cabral

Instituição com sede em Nova Lima (MG), a Fundação Dom Cabral tem seu MBA Executivo Empresarial acreditado pela AMBA e pela EQUIS-EFMD. O curso aceita apenas profissionais com mais de dez anos de experiência, sendo cinco em gestão. As inscrições estão abertas para os meses de abril e março de 2017, e o investimento vai de R$ 85 mil até R$ 95 mil.

Mais informações

FGV - Fundação Getúlio Vargas

A Escola de Administração e Negócios da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo possui parceria com a Universidade Estadual de Michigan (EUA). A FGV-EAESP possui o raro título de tripla acreditação internacional (AACSB, EQUIS e AMBA).

Já a unidade fluminense da fundação, a Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getulio Vargas (FGV-Ebape) traz ao público executivo o Global MBA em parceria com a Escola de Negócios de Manchester (Reino Unido), que também tem certificação tripla. A escola no Rio de Janeiro possui ainda outros cursos com possiblidades internacionais.

No Paraná, o ISAE - Escola de Negócios é a instituição conveniada com a FGV, tanto em seus cursos de MBA quanto na Pós-Graduação, com aulas oferecidas nas sedes de Curitiba e Londrina.

Mais informações: FGV-EAESP e FGV-Ebape

FIA - Fundação Instituto de Administração

Vinculada ao núcleo da Faculdade de Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, a FIA possui cinco cursos acreditados pela AMBA e foi uma das pioneiras do Brasil na criação de programas de MBA executivos.

A faculdade de negócios está presente no ranking do Financial Times como uma das melhores da América Latina. Além disso, a FIA conta com instituições de ensino parceiras na Europa, na Ásia e nos Estados Unidos, o que possibilita cursar módulos em escolas de negócios em outros países.

Mais informações

Insper - Instituto de Ensino e Pesquisa de São Paulo

O Insper possui dupla certificação, pela AMBA e pela AACSB, e conta com MBAs nas áreas de negócios, finanças e gestão de saúde. Para selecionar melhor seus alunos, o processo seletivo conta com entrevista de avaliação de compatibilidade de perfil. Além das acreditações, o instituto já foi relacionado em rankings internacionais como uma das melhores escolas de negócios.

Mais informações

Coppead – UFRJ

Certificado pela EQUIS-EFMD, o MBA executivo do Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro é composto por dois programas. O primeiro aborda uma visão generalista, e o outro possui ênfase em diferentes áreas de negócios, como marketing, estratégia, gestão em saúde e logística. Também permite a realização de um Módulo Internacional, que traz uma semana de estudos no exterior em uma escola parceria.

Mais informações

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

  1. Interior do Jade, caixa semi-automático que acelera o checkout no Condor da Nilo Peçanha, em Curitiba | Jonathan Campos/Gazeta do Povo

    novidade

    Conheça a super esteira do Condor que passa as compras até cinco vezes mais rápido

  2. No total, R$ 16,5 bilhões serão destinados para o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep no calendário 2017/18. | Foto: Marcos Santos/ USP Imagens/Fotos Públicas

    Finanças

    Governo paga 4.º lote do abono salarial nesta quinta (19)

  3.  | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

    APOSENTADORIA

    Em troca de reforma na Previdência, militares terão benefícios perdidos de volta

PUBLICIDADE