PUBLICIDADE
 |
Lançamento de dívidas

Saiba como declarar empréstimos e débitos

Financiamentos do veículo ou do imóvel ou saldo devedor acima de R$ 5 mil com cheque especial e cartão de crédito devem ser declarados

Erros ou omissões no lançamento de informações sobre dívidas e empréstimos estão entre os principais motivos que levam o contribuinte para a malha fina.

Para evitar problemas, dívidas com o cheque especial, empréstimo consignado, rotativo do cartão de crédito, consórcios ou financiamentos acima de R$ 5 mil devem obrigatoriamente ser informadas no campo “Dívidas e Ônus Reais” na declaração do Imposto de Renda.

“As pessoas se esquecem ou simplesmente acham que não devem declarar esse tipo de situação, o que acaba gerando inconsistências na movimentação que ela realmente teve no ano base, levando muitas vezes o contribuinte para a malha fina”, alerta o especialista em Direito Tributário Cezar Augusto Cordeiro Machado.

A declaração das dívidas evita uma diferença injustificada na evolução patrimonial do contribuinte. Isso inclui financiamentos imobiliários e a compra como carros ou motos. Já os bens adquiridos com os recursos também devem ser declarados como parte do patrimônio no campo “Bens e Direitos”.

“Quem em 2011 adquiriu um imóvel de R$ 100 mil, por exemplo, tem de provar que tem patrimônio ou renda suficiente para arcar com o valor do bem. Se a origem do recurso é um financiamento, isso deve ser devidamente informado”, orienta Machado. Dívidas contraídas e pagas no mesmo ano não precisam constar na declaração.

Empréstimos pessoais

No caso de transações pessoais entre particulares, o credor deve informar o valor emprestado no campo de bens de direito e outros créditos, informando o CPF do tomador e descrever as condições do empréstimo. Já quem recebe declara a quantia no campo de dívidas e ônus reais, informando também o CPF do cedente. Se o empréstimo tiver a incidência de juros, isso também deve ser declarado, e o ganho de capital será oferecido à tributação de 15%, conforme determina a legislação.

“É fundamental que ambos façam a declaração. Se um declara e outro não, isso certamente vai gerar um problema e um, ou ambos, serão chamados para dar ex­­­­plicações”, orienta o ad­­­­vogado.

Consultor tira suas dúvidas

A partir do dia 5, a Gazeta do Povo volta a publicar a coluna “Tira-Dúvidas”, para esclarecer as questões dos contribuintes em relação ao preenchimento da declaração do Imposto de Renda.Se você tem alguma dúvida, envie sua pergunta, juntamente com seu nome completo e um telefone para contato, para o e-mail ir@gazetadopovo.com.br. As questões serão respondidas pelo advogado tributarista José Alexandre Saraiva e pelo consultor contábil João Trela.

As perguntas serão editadas e publicadas nas edições de segunda-feira e no site http://www.gazetadopovo.com.br/economia/impostoderenda/

Fique de olho

No próximo dia 1.º de abril vai circular a segunda edição do guia IR 2012 da Gazeta do Povo. O caderno vai mostrar como declarar investimentos e como a certificação digital passará a fazer parte da rotina dos contribuintes.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • Olá você precisa de um empréstimo? nós dar empréstimos a uma taxa de juros de 2%. então contacte-nos hoje através do nosso e-mail abaixo, para que possamos dar-lhe os nossos termos e condições de empréstimo bem: beckyovia99@live.co.uk - Becky Ovia - 02/05/2014 02:10:58
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO