Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

figura religiosa

Contra “racismo”, estudantes de universidade federal vandalizam obras de arte 

Quadros fazem parte do acervo da UFES há pelo menos três décadas; instituição afirma estar “apurando os fatos”

  • Ricardo Prado, especial para a Gazeta do Povo
Procurada pela Gazeta do Povo, a UFES se limitou a dizer que não recebeu nenhuma denúncia formal, mas que está apurando os fatos. | UFES.
Procurada pela Gazeta do Povo, a UFES se limitou a dizer que não recebeu nenhuma denúncia formal, mas que está apurando os fatos. UFES.
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Um grupo de estudantes de graduação e pós-graduação foi responsável por ataques a quadros que têm como tema o Padre Antônio Vieira na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) -  as obras, que estavam expostas nos corredores da instituição, foram censuradas pelos alunos.  

Estudantes do curso de História da universidade consideraram o ato como uma manifestação contra o “colonialismo” e “racismo” do Padre Antônio Vieira. Os quadros fazem parte do acervo da instituição há pelo menos três décadas.

Repercussão

No Facebook, um professor do Departamento de História classificou a ação dos alunos como um “evento emblemático” e afirmou que “o pensamento conservador, colonialista e racista de Antonio Vieira” não representa a comunidade universitária. 

“Gostei da atitude dos alunos! Vivemos momentos de descolonização do pensamento e de crescimento da consciência étnica de nossa população. Antônio Vieira, como um representante do colonialismo, tinha uma posição ofensiva em relação aos negros e índios”, defendeu. 

Alunos e ex-alunos demonstraram apoio ao posicionamento do professor. “É de extrema importância um posicionamento como o seu, professor! Chegou a hora da insurreição!”, comentou um estudante do curso de Ciências Sociais da instituição na postagem. 

“Amei. Parabéns aos alunos. Na nossa época de estudantes queríamos fazer e nos furtamos... No máximo jogamos tinta no relógio dos 500 anos...”, completou uma ex-aluna da universidade. 

Procurada pela Gazeta do Povo, a  UFES se limitou a dizer que não recebeu nenhuma denúncia formal, mas que está apurando os fatos. 

“Sobre a suposta ação de estudantes em relação a quadros do Pe. Antônio Vieira nos corredores do prédio IC-III, a Administração Central da Ufes informa que até o momento não recebeu nenhuma denúncia formal, mas que está apurando os fatos", disse a instituição.

Personagem

Padre Antônio Vieira foi um filósofo e escritor jesuíta que veio ao Brasil como missionário durante o período colonial. Uma das figuras mais influentes do século XVII, o clérigo liderou missões de catequização e ensino da língua portuguesa a povos indígenas brasileiros. 

Seus sermões ganharam destaque por criticarem o autoritarismo dos portugueses, as violências sofridas pelos índios e a Inquisição da Igreja Católica - hoje eles são considerados algumas das obras literárias mais importantes da literatura em língua portuguesa.

Além disso, quadros com seus retratos e das suas missões também constituem o legado artístico brasileiro da época.


CONTROVÉRSIA Para seus defensores, ele se tornou referência por seus esforços em corrigir os índices elevados de...

Publicado por Gazeta do Povo em Quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Educação

PUBLICIDADE