Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

ideologia

Onze para um: a desproporção entre esquerda e direita no acervo das universidades públicas 

Nas cinco melhores universidades do país, autores liberais e conservadores parecem ter pouco espaço – ao menos nas bibliotecas

Biblioteca da FFLCH, na USP: autores de esquerda em primeiro plano. | Cecilia BastosJornal da USP
Biblioteca da FFLCH, na USP: autores de esquerda em primeiro plano. Cecilia BastosJornal da USP
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O equilíbrio entre esquerda e direita (ou a falta dele) nas universidades públicas é tema de controvérsia permanente. Dentre os métodos disponíveis para medir a correlação de forças, uma das formas menos subjetivas é avaliar a bibliografia disponível nas bibliotecas. Foi o que fez a Gazeta do Povo, levando em conta as cinco melhores universidades públicas brasileiras de acordo com o renomado ranking da Times Higher Education.

Listas de autores mais influentes serão sempre objeto de questionamento. Mas é possível chegar a um time de pensadores incontestáveis de cada lado. A lista utilizada na comparação tem, na esquerda, Karl Marx, Vladimir Lenin, Antonio Gramsci, Jean-Paul Sartre e Paulo Freire. Na direita, Adam Smith, Edmund Burke, Ludwig Von Mises, Roger Scruton e Thomas Sowell. 

É evidente que fatores diversos pesam no número de livros disponíveis – um autor com mais obras tende a ter mais volumes, por exemplo. Ainda assim, a desproporção é evidente, e um sinal de que a diversidade de ideias não vai bem: a contabilidade final aponta para quase 8 mil obras dos cinco autores de esquerda contra pouco mais de 700 dos cinco de direita. 

Na Unicamp, por exemplo, o grupo de direita reúne pouco mais de cem volumes. A esquerda, 1684 – 13,7 vezes mais. Feitas todas as ressalvas, é difícil compreender que Paulo Freire tenha uma bibliografia 10 vezes maior do que Adam Smith no acervo de uma instituição como a UNESP. O levantamento foi realizado através dos sites das bibliotecas.

Ainda assim, os números não convencem a todos: “O que importa é a relevância dos autores em relação à perspectiva histórica e teórica que eles têm. Essa é uma falsa questão”, diz Alexandre Bernardino Costa, da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB). “Paulo Freire é um educador difundido no mundo inteiro. Você vai colocá-lo ao lado de um pensador de direita que não tem a mesma expressão dele?”, indaga. 

Mas, na visão do professor de Filosofia Rodrigo Jungmann, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a contabilidade evidencia um problema crucial: “Isso reflete a maioria esmagadora de professores esquerdistas nas universidades, que desejam que seus alunos tenham uma exposição quase que exclusiva a autores de esquerda”. 

O docente diz que a falta de equilíbrio traz consequências negativas para os alunos. “Você só pode formar uma opinião bem abalizada sobre um assunto quando você tem acesso a todas as perspectivas, as várias linhas teóricas concorrentes e antagônicas em torno do assunto, com a visão devidamente equilibrada”, argumenta.

Veja a lista compilada pela Gazeta do Povo 

USP 

Direita

Adam Smith: 135 

Edmund Burke: 61 

Ludwig Von Mises: 65 

Roger Scruton: 24 

 Thomas Sowell: 20 

Total: 305 

Esquerda 

Karl Marx: 1010 

Vladimir Lenin: 314 

Antonio Gramsci: 140 

Jean-Paul Sartre: 330 

Paulo Freire: 276 

Total: 2.070 

Unicamp 

Direita

Adam Smith: 42 

Edmund Burke: 27 

Ludwig Von Mises: 27 

Roger Scruton: 21 

Thomas Sowell: 6 

Total: 123 

Esquerda

Karl Marx: 717 

Vladimir Lenin: 305 

Antonio Gramsci: 169 

Jean-Paul Sartre: 254 

Paulo Freire: 239 

Total: 1.684 

 

UFRJ 

Direita

Adam Smith: 50 

Edmund Burke: 10 

Ludwig Von Mises: 20

Roger Scruton: 6 

Thomas Sowell: 5 

Total: 91

Esquerda 

Karl Marx: 468 

Vladimir Lenin: 155 

Antonio Gramsci: 100 

Jean-Paul Sartre: 269 

Paulo Freire: 224 

Total: 1.216

UFMG 

Direita

Adam Smith: 52 

Edmund Burke: 17 

Ludwig Von Mises: 26 

Roger Scruton: 12 

Thomas Sowell: 3 

Total: 110

Esquerda

Karl Marx: 485

Vladimir Lenin: 9

Antonio Gramsci: 73

Jean-Paul Sartre: 230

Paulo Freire: 229

Total: 1.026


UNESP 

Direita

Adam Smith: 39 

Edmund Burke: 12 

Ludwig Von Mises: 9 

Roger Scruton: 7 

Thomas Sowell: 5 

Total: 72

Esquerda

Karl Marx: 621 

Vladimir Lenin: 253

Antonio Gramsci: 118

Jean-Paul Sartre: 232 

Paulo Freire: 374

Total: 1.598

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Educação

PUBLICIDADE