Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Primeira fase

De olho nas notas de corte da UFPR

Confira a lista com as menores e maiores notas dos classificados para a segunda etapa do processo seletivo 2009/2010

  • Flávia Alves
 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

De olho nas notas de corte da UFPR

Você pediu e o Vestibular da Gazeta do Povo atendeu: nesta edição trazemos uma tabela com as notas de corte da primeira fase do processo seletivo 2009/2010 da Uni­versidade Federal do Paraná (UFPR). Mas você sabe o que é nota de corte?

Fica mais fácil de entender se lembrarmos como é o processo seletivo. O vestibular da UFPR tem duas fases. A primeira, que será realizada no dia 14 de novembro, é uma prova objetiva, de Conhecimentos Gerais, com 80 questões de múltipla escolha. Esta fase é classificatória, ou seja, é ela que filtra os candidatos que passarão para a segunda etapa, agendada para os dias 5 e 6 de dezembro.

O número de candidatos chamados depende do número de vagas que o curso oferece e da concorrência. Feita esta conta, a Federal chama os primeiros colocados até preencher o total de vagas. Entram também todos os candidatos que tiverem a mesma nota do último da lista, ou seja, a nota de corte. A nota de corte de um curso, então, é a menor nota que os aprovados para a segunda fase obtiveram. Vale lembrar que essa nota varia a cada ano, por isso esta tabela serve apenas como uma referência, ok?

Como calcular

Para saber quantas vagas serão ofertadas para a segunda fase é necessário multiplicar o número de vagas que o curso oferta por 2, 3, 4 ou 5. Quando a relação candidato/vaga for igual ou inferior a 5, multiplica-se por 2; se variar de 5 a 15, multiplica-se por 3; entre 15 e 20, deve-se multiplicar por 4; e se a concorrência for igual ou superior a 20, multiplica-se por 5.

Vamos a um exemplo: no ano passado, o curso de Medicina ofertou 176 vagas e teve uma concorrência de 34,23 candidatos/vaga. Para chegar ao número de vagas para a segunda fase foi feita a seguinte conta: 176 x 5. Isso significa dizer que havia 880 vagas para a segunda fase e que foram chamados, além desses 880 estudantes, todos os que tiveram nota igual à do 880.º colocado.

Treineiros

Como se sabe, a Federal permite que os estudantes façam o processo seletivo como treineiros, basta que eles, no momento da inscrição, informem sua condição. Esses treineiros não são computados no cálculo da relação de candidatos/vaga e também não entram nesta lista de classificados. Mas eles podem, sim, fazer a segunda fase, caso alcancem a nota de corte.

Quer saber mais? Acesse o guia do candidato no site do Núcleo de Concursos da Federal (www.nc.ufpr.br).

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Notícias sobre Educação

PUBLICIDADE