Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Segurança

Governo anuncia contratação de policiais e ativação de batalhões da PM

Serão convocados dois mil policiais militares e 695 civis que já foram aprovados em concursos públicos. Novos batalhões serão instalados na região de Fronteira e Metropolitana de Curitiba

  • Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O governo do Paraná anunciou, nesta quarta-feira (14), a contratação de dois mil policiais militares, 695 policiais civis e a criação de dois novos Batalhões da Polícia Militar (BPM). Os policiais que serão contratados já foram aprovados em concurso. Já os novos batalhões de polícia devem ser ativados em 180 dias. Um deles será o Batalhão de Fronteira, com sede em Marechal Cândido Rondon, no Oeste, e o outro é o 22º batalhão da região metropolitana de Curitiba, com sede em Colombo. O anúncio foi feito pelo governador Beto Richa (PSDB). Ele ainda anunciou a implantação da primeira base descentralizada do Grupamento de Aviação Operacional, que tem sede em Foz do Iguaçu, e a implantação de um comando regional da PM em Cascavel, no oeste.

O secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cézar, informou que o batalhão de fronteira será uma unidade de elite. Serão 500 homens especialmente treinados e divididos em duas companhias, em Guaíra e em Santo Antônio do Sudoeste. Já as contratações que serão feitas pela Polícia Civil representam 20% do efetivo atual.

Nas ruas

Segundo o governo, a preparação dos policiais aprovados deve começar em breve. No caso da Polícia Civil, as contratações representam a colocação de 700 agentes nas ruas. Segundo o delegado geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius Michelotto, os agentes que estão no serviço administrativo serão realocados para a investigação e os novos contratados assumem o trabalho interno até que possam entrar no curso de formação da Escola de Polícia.

Entre os policiais civis que serão contratados, 667 serão investigadores, 25 escrivães e sete papiloscopistas. O delegado da Divisão de Infraestrutura, Benedito Gonçalves Neto, ressalta que 1,4 mil candidatos aprovados no concurso do ano passado também serão convocados para fazer o teste de aptidão física e outras fases da seleção. Dessa forma, assim que houver vaga na Escola Superior da Polícia Civil, eles poderão ser chamados a compor o efetivo.

A escola da Polícia Civil tem capacidade para 370 alunos, mas de acordo com o delegado-chefe, estão sendo feitas negociações com faculdades no interior do Estado para parcerias que irão acelerar o processo de formação dos policiais.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Especiais

PUBLICIDADE